Posted in:

Como o método Pilates afeta as atividades cerebrais?

Pilates-atividades-cerebrais
Como o método Pilates afeta as atividades cerebrais?
Gostou? Avalie!

Alguns estudos indicam o método Pilates para reduzir o estresse mental, aumentar a oxigenação cerebral – com consequente melhoria de sua função e melhorar qualidade de sono, emoções e autoconfiança.

Com o intuito de avaliar o efeito do método na atividade cerebral, um grupo de pesquisadores realizou um estudo em 2013 por meio da Eletroencefalografia (EEG) [fig 1], analisando sinais do estado cerebral de indivíduos em repouso antes e após uma aula de Pilates.

Para entendimento da pesquisa:
A atividade da EEG humana reflete a sincronização dos neurônios corticais piramidais. O ritmo alpha é um importante preditor da eficácia do processamento de informação cortical, durante a demanda cognitiva e sensório motora. No estudo em questão foi analisado na faixa entre 8 e 13 Hz. É frequentemente considerado um dos indicadores da função cerebral relação a performance de tarefas de memória e um importante parâmetro que representa as atividades neurais e o processamento.

pilates-exercicio-para-a-mente-2
[fig 1] Disposição do sistema de eletrodos em 5 regiões: 1 frontal, 2 temporal esquerda, 3 temporal central, 4 temporal direita e 5 posterior, respectivamente.

Cinco mulheres participaram como voluntárias do estudo, com as seguintes características: saudáveis, pós-graduadas, destras, não atletas, sem histórico clínico neurológico ou psiquiátrico. Foram realizadas quatro sessões semanais, com duração de até 90 minutos cada, em sala bem ventilada, por três semanas. As participantes aprenderam 24 exercícios de Pilates, com 4-6 repetições em cada sessão. Um instrutor foi selecionado para fazer correções e assegurar uma respiração controlada, consciente e contínua.

O treinamento durou 10 semanas, e as leituras com EEG foram realizadas antes e logo após as sessões, mantendo as participantes sentadas em uma sala com iluminação reduzida, com olhos fechados por 5 minutos, a cada 2 semanas de treino.

Os resultados demonstraram que o treinamento com o método Pilates pode aumentar o ritmo alpha e reduzir a força de sincronização do ritmo nas regiões frontal e temporal. [fig 2] Esses achados suportam a ideia de que o Pilates pode ser benéfico para melhorar a função cerebral, pois o ritmo alpha e sua sincronização estão associados com a inteligência humana.

pilates-exercicio-para-a-mente
[fig 2] Alterações relativas do ritmo alpha durante o treinamento Pilates, mostrando aumento nas regiões central.
 

Isso nos permite afirmar que pode ser aplicado na intervenção de doenças degenerativas e reabilitação de disfunções cognitivas. Entretanto, mais estudos são necessários de forma a demonstrar tal hipótese.

Esse foi o primeiro estudo que investigou o efeito do método na atividade cerebral, e provavelmente enfatiza o benefício da concentração ao executar o movimento, um dos princípios que diferencia o Pilates de outras técnicas de movimento.

Comente com seus alunos os achados dessa pesquisa para que seja dada a devida atenção ao princípio da concentração.

Referência:
Zhijie Bian, Hongmin Sun, Chengbiao Lu, Li Yao, Shengyong Chen and Xiaoli Li. Effect of Pilates Training on Alpha Rhythm. Computational and Mathematical Methods in Medicine Volume 2013, Article ID 295986, 7 pages.

Rodrigo Bernardes, fisioterapeuta e instrutor de Pilates, oferece prevenção e tratamento de dor neuro musculoesquelética com base em evidências. Atua como pesquisador independente, professor e tradutor de cursos de Pilates em Congressos e Eventos. Co-autor do livro: A Teoria do Método Pilates: da história à biomecânica, ministra cursos e workshops de aperfeiçoamento para instrutores de Pilates.

www.institutorb.com.br

www.facebook.com/irbcampinas

contato@institutorb.com.br

Written by Rodrigo Bernardes

Rodrigo Bernardes

Fisioterapeuta e instrutor de Pilates, oferece prevenção e tratamento de dor neuro musculoesquelética com base em evidências. Atua como pesquisador independente, professor e tradutor de cursos de Pilates em Congressos e Eventos. Co-autor do livro: A Teoria do Método Pilates: da história à biomecânica, ministra cursos e workshops de aperfeiçoamento para instrutores de Pilates.

2 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *