Posted in:

Cross Pilates: aliando o Pilates Clássico com o Treinamento Funcional

Cross-Pilates---Capa

Método e modalidade inovadora, que surgiu em 2015 pela Fisioterapeuta Simone Fonseca no qual uniu os princípios básicos do Pilates clássico com as bases do treinamento funcional.

Para podermos entender melhor o método, vamos relembrar alguns aspectos básicos do Pilates clássico e do treinamento funcional.

Muitas pessoas confundem e pensam que o Cross Pilates seria uma extensão do Pilates clássico, mas é uma ideia errada, o Cross Pilates é uma ideia única e diferenciada.

O Pilates clássico foi criado por Joseph Pilates na década de 1920 e consiste de um método que visa um treino físico e mental, buscando o equilíbrio entre o corpo e a mente.

Diferença dos Princípios entre Método Pilates e Treinamento Funcional

Cross-PIlates-e-Método-PIlates

No Pilates clássico temos 6 princípios básicos que devemos seguir em todos os exercícios, são eles:

1- Centro: É o ponto principal do método, Joseph chamou de Power House ou centro de força, que consiste na musculatura que vai do assoalho pélvico até a caixa torácica superior composta pelos músculos abdominais, transverso do abdômen, multífido e os músculos do assoalho pélvico.

2- Concentração: Para a perfeita execução dos exercícios é necessária uma concentração adequada de forma que o corpo e a mente trabalhem juntos.

3- Controle: Princípio muito importante para que não haja lesões durante os exercícios, o aluno deve realizar os movimentos controlando de forma adequada a amplitude e força, deve-se prestar atenção no posicionamento e progressão do exercício.

4- Precisão: Os movimentos devem ser precisos e perfeitos, para que não haja compensações.

5- Fluidez: Movimentos lentos e graciosos

6- Respiração: Precisamos respirar adequadamente em cada movimento oxigenando assim o sangue, onde devemos manter a contração abdominal mantendo assim nosso Power House ativado durante toda a respiração.

Já no treinamento funcional temos dois princípios:

  1. A sistematização – que consiste da avaliação de cada aluno para que possamos progredir com cada um de acordo com sua capacidade. O grau de dificuldade vai depender dessa avaliação inicial e essa progressão acontecerá de forma sistemática.
  2. A especificidade, que devemos considerar movimento, velocidade, amplitude de movimento e posicionamento.

Treinamento Funcional: o Cross PilatesCross-Pilates---4

O treinamento funcional tem como principal objetivo a melhora do desempenho para uma função, movimento ou gesto esportivo, levando a um equilíbrio muscular uni e bilateral. Seu ponto principal é que ele treina movimentos e não músculos isolados buscando assim maior simetria e harmonia do corpo como um todo.

 

Iremos assim aperfeiçoar habilidades motoras e desenvolver capacidades biomotoras, são exercícios essenciais para construir a força do core e das extremidades.

De acordo com isso teremos, percepção dos movimentos, melhora da postura, melhora do equilíbrio muscular, melhora da eficiência do movimento, melhora do condicionamento físico, aceleração do processo de perda de peso, melhora da força, agilidade, flexibilidade, resistência e melhora de estruturas afetadas.

Trabalham-se padrões de movimentos que são eles: agachar, avançar, puxar, abaixar, empurrar, girar e levantar.

Com isso tem-se a união dos dois métodos sendo criado assim o Cross Pilates, que nada mais é do que utilizar a respiração do Pilates, na qual realizamos movimento durante a expiração fazendo assim a ativação do powerhouse.

Com isso tentamos buscar principalmente a contração do músculo transverso do abdômen, que é uma musculatura abdominal profunda responsável pela estabilização da coluna vertebral. Associando com os padrões de movimento já citados acima.

É um método inovador que vem conquistando a todos pelo seu resultado rápido e satisfatório, que tem por objetivo principal o desenvolvimento das três aptidões físicas que são elas, cardiorrespiratória, neuromuscular e neuromotora, essenciais para uma melhor qualidade de vida.

Princípios do Cross PilatesCross-Pilates---5

1. Capacidade cardiorrespiratória: onde o aluno apresenta a capacidade de realizar um exercício de intensidade moderada a alta por longos períodos.
2. Força: caracteriza-se pela capacidade de vencer uma resistência imposta.
3. Flexibilidade: basicamente alongamento das estruturas através da amplitude de movimento articular, muito importante para a realização dos exercícios.
4. Velocidade: deve ser treinada após a realização prefeita de cada movimento.
5. Potência: diretamente relacionada com a velocidade, exercícios com cargas altas, utilizando a resistência máxima do músculo.
6. Coordenação motora: temos a grossa e a fina, utilizando grandes músculos e pequenos músculos, respectivamente.
7. Agilidade: consiste da união da velocidade, coordenação, flexibilidade e força, levando assim a um movimento perfeito.
8. Equilíbrio: manter nosso centro de gravidade estável quando submetidos a uma instabilidade estática ou dinâmica.
9. Precisão: execução dos movimentos com precisão e perfeição.

O método utiliza os aparelhos de Pilates com algumas diferenciações e melhorias, utilizamos basicamente o Cadillac, Cadeira Chair, Reformer e Barrel.

Eles estão mais robustos e preparados para aguentar mais impacto e carga, e apresentam algumas facilidades para o próprio instrutor, deixando mais fácil o manuseio para troca de cargas e alturas de barras.

Benefícios do Cross Pilates para os PraticantesCross-Pilates---3

No Cross Pilates diferentemente do Pilates clássico, temos movimentos bruscos e rápidos, já no clássico temos movimentos fluidos e lentos, essa é uma grande diferença entre os métodos.

O método Cross é de alta intensidade e gasto energético e calórico, de acordo com cada objetivo e meta de cada aluno conseguimos chegar a alguns objetivos mais procurados pela população:

1- Emagrecimento

2- Força muscular

3- Hipertrofia Muscular

4- Resistência

5- Melhora de gestos desportivos

6- Melhora de dores articulares e musculares

7- Melhora do condicionamento físico.

Independentemente de ser uma atividade de alto rendimento, é importante dizer que pode ser realizada por qualquer pessoa, de qualquer idade, pelo fato de que cada aula é elaborada de forma especializada para cada aluno onde são consideradas todas as suas limitações e dificuldades.

Diferentemente do Pilates Clássico, o cross tem um sistema de aula diferente, temos que pensar inicialmente em função, preparação de movimentos eficientes e a prevenção de lesão, ter um treinamento global que deve ser individual – tão forte quanto rápido, tão flexível quanto coordenado e tão resistente quanto equilibrado.

E qual seria a necessidade e aplicação destes exercícios sempre respeitando as individualidades biológicas?

Cross-PIlates---Studio
Studio de Cross Pilates

Primeiramente no início da aula temos um breve aquecimento para que assim a sua frequência cardíaca aumente tendo assim um aumento da circulação e da temperatura corporal tomando cuidado sempre com a fadiga precoce.

Ou seja, se você realizar um aquecimento muito intenso esse aluno irá fadigar mesmo antes de iniciar os exercícios, então tudo deve ser pensado de acordo com o objetivo de cada um que foi conversado e analisado na primeira aula experimental.

Esta primeira aula é muito importante, deve-se realizar uma avaliação muito minuciosa considerando toda rotina diária do aluno, realizar uma avaliação postural e detectar fraquezas e dificuldades durantes os movimentos. Quando pensamos em um treino, temos que analisar alguns fatores como:

-A transferência de treino, ou seja quanto mais especifico e semelhante da atividade melhor o resultado.

-A individualidade biológica, dando um treino seguro e coerente de acordo com cada um.

-Supercompensação, adaptação aos estímulos.

-Sobrecarga, respeitar o aumento progressivo da carga

-Adaptação, equilíbrio muscular

-Continuidade e reversibilidade

-Sistema proprioceptivo, equilíbrio e estabilização trabalhando em instabilidade.

Os treinos de cross podem ser administrados em forma de circuitos também. Teremos três tipos de alunos, iniciante, intermediário e avançado. Assim trabalharemos com treinos compostos de series e repetições evoluindo no ritmo do aluno.

É importante sempre traçarmos uma meta com o aluno, mas não podemos esquecer que continuamos a tratar de uma modalidade global, que tem por objetivo encarar o corpo como um todo e não apenas um segmento.

Concluindo…Cross-Pilates---Concluindo

Com toda segurança e experiência posso dizer que esta modalidade veio para ficar e tem tudo para conquistar a todos, vem mostrando resultados satisfatórios e rápidos.

Hoje temos em média uma base de dez Studios de Cross Pilates na cidade de Curitiba, se você tiver a oportunidade e o interesse de conhecer o método gostaria de indicar um em especifico, Cross Pilates Superação, fica no bairro Agua Verde.

São trabalhados com no máximo três alunos por horário, oferecendo preço acessível e aula experimental gratuita, você pode entrar na página do facebook e conferir tudo.

Não deixe de entrar nessa onda e buscar mais saúde e qualidade de vida!

Written by Paula Trinkel

Paula Trinkel

Fisioterapeuta graduada em 2011, curso de formação em Pilates solo e aparelho, curso de formação em cross Pilates em 2016. Trabalhou durante três anos com pós operatório de cirurgia plástica na Pieta Centro Médico, E trabalha atualmente com Pilates solo e aparelho no Studio de Pilates Simetria e também com Cross Pilates no Studio Cross Pilates Superação, totalizando experiência com Pilates em 3 anos.

2 posts

5 Comentários

Deixe um Comentário
  1. O retorno do Cross Pilates é muito rápido, cada aula é diferente da anterior, sempre tem exercícios novos e uns superam os outros!
    É uma modalidade para o corpo e para a mente!!! Um espetáculo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *