Posted in:

Cuidados com os punhos no Pilates

lesões-no-pilates-punho-1

Contusões no punhos são tão frequentes atualmente que muita das vezes não levamos o problema como algo sério, a falta de cuidado com o punhos podem ocasionar muitas lesões graves e dolorosas, como a Tendinite e a Tenossinovite.

Além disso o repetimento de atividades como: passar muito tempo no computador, manter-se uma posição desconfortável, movimentos bruscos, podem promover o início do traumatismo.

Dores no punhos em aulas de Pilates são normais, em aparelhos como bola ou no solo, fazemos uso das mãos juntamente com os punhos em extensão. Alguns dos exercícios fazem com que a descarga de peso sobre o punhos seja mediana, já em outras a descarga de peso é muito acentuada.

Conhecendo funcionamento dos punhospunho

O complexo do punhos não é uma articulação única. É composto pelas articulações intercárpicas e radiocárpica. Funcionalmente os oito ossos do carpo estão dispostos e movem-se como duas fileiras, uma proximal e outra distal.

O Rádio articula-se com o Escafoide e Semilunar, enquanto que a Ulna faz o mesmo com o Piramidal, porém a comunicação se dá através de um disco articular entre eles.

Os movimentos realizados são a flexão, extensão, adução (ou desvio ulnar) e abdução (ou desvio radial). Quando combinados à pronação e supinação da articulação rádio-ulnar, a mão consegue uma movimentação triaxial, dando-lhe grande mobilidade.

Orientações que podem auxiliar

Como já comentamos, é muito comum a queixa de incômodos na região dos punhos em exercícios de descarga de peso nos membros superiores, como os originais Leg Pull (Back e Front) e Push-Ups da série de MAT, por exemplo.

Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar a aliviar esse desconforto:

  • Existe um espaço maior entre os ossos na parte lateral no punhos, ou seja, entre o Piramidal e Pisiforme e a Ulna (o processo estilóide radial estende-se mais longe do que o processo estilóide ulnar), fazendo com que a compressão das estruturas se torne menor e o apoio nessa região mais confortável.
  • Essa diferença de espaço pode ser verificada também ao realizar-se os desvios radial (com amplitude de apenas 7 graus) e ulnar (30 graus). Além de melhorar o conforto, levar o peso levemente para a borda lateral da mão ajuda a acionar os estabilizadores da cintura escapular e a encaixar os ombros.
  • Manter as mãos sempre empurrando o chão ajuda na conexão dos músculos de suporte aliviando assim a descarga de peso.
  • Utilizar apoios levemente macios.
  • Não permitir a hipertensão do cotovelo, pois causa sobrecarga tanto nesta articulação quanto nos punhos. O ideal é mantê-lo destravado, isto é, esticado, mas com um pequeno grau de flexão.
  • Podemos adicionar um calço nos “calcanhares” das mãos elevando-os, o que aumenta o ângulo da articulação e faz com que o peso não fique todo nesta região gerando alívio.
  • Em exercícios nos aparelhos temos que tomar cuidado para que o ângulo dos punhos não fique demasiadamente fechado, posicionando corretamente as mãos do aluno.
  • Lembre-se de aquecer o punhos antes de realizar as atividades que utilizem mais a região.

punhos

Ao realizar as orientações que passei com seus alunos, você permite a compensação da articulação, do mesmo jeito que realizamos com a coluna lombar, depois de uma atividade de hiperlordose ou de extensão.

Por isso a importância de preparar a articulação do punhos para os exercícios e após a sua realização, promover a decoaptação articular.

Se mesmo tomando essas medidas o incômodo continuar, o instrutor deve mudar a estratégia. O bem-estar do aluno deve estar em primeiro lugar.

Concluindo…punhos

As dores articulares durante a execução dos exercícios são sinal de que algo está errado, podendo ser a carga excessiva, algum posicionamento errado do praticante, há ainda a possibilidade de ele ainda não estar preparado para tal movimento ou a existência de alguma lesão o impedir de realizar certas funções.

Costumamos dizer que Pilates causa dor sim, mas nos lugares certos.

Conheça nosso site: www.espacofluir.com

Facebook: www.facebook.com/espacofluirsaude

Instagram: @espacofluir

4 Comentários

Deixe um Comentário
  1. E para quem tem a síndrome do túnel do carpo, qual seria o cuidado pra não prejudicar mais ainda.
    Obrigada
    Dayse Gaiote

  2. Muito bem comentado esse texto sobre a conservação do punho. Sou TO e tenho especialização em Terapia de Mão e Membro Superior e uma das minhas preocupações nas aulas é manter uma posição neutra e usar grupos musculares corretos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *