Posted in:

Empreendedor: 8 Dicas de Como Equilibrar sua Vida Profissional e Pessoal

Empreendedor---CAPA

Você tem espírito empreendedor e profissionalismo, além de uma vida pessoal muito ativa, mas quer mais.

Quer explorar suas competências, desenvolver-se profissionalmente e, de quebra, conseguir uma renda extra. Esse caminho é perfeitamente possível, principalmente em alguns ramos profissionais que estão em alta.

Note que, entre as profissões mais promissoras atualmente, estão áreas como a psicologia, geriatria e fisioterapia, ligadas à saúde do corpo e da mente.

Esses segmentos estão fortalecidos pelo aumento da expectativa de vida da população e as demandas daí decorrentes.

Por esse motivo, para quem batalha nesses segmentos profissionais, o caminho do investimento em atividades correlatas é sempre uma boa alternativa de ampliar ainda mais seu negócio, desde que se não afogue em trabalho e estresse, transformando a boa pedida em drama.

No caso da fisioterapia, a grande procura do público pelo pilates e os benefícios dele decorrentes tornam atrativo um investimento no mercado para esse método.

Mas, a medida em que você decide investir e vê crescer sua demanda de trabalho, como manter o equilíbrio entre vida profissional e pessoal?

Antes de tudo, o equilíbrio é fundamental até mesmo para que seu negócio prospere, uma vez que seus clientes podem ver sua própria pessoa um exemplo.

O monge vietnamita Thich Nhat Hanh, no livro “The Miracle of Being Awake“, escrito nos Estados Unidos e traduzido no Brasil como “Para Viver em Paz: O Milagre da Mente Alerta” tem muito a ensinar sobre como desmontar esse drama. Em um capítulo intitulado “Fazendo as pazes com um gomo de tangerina”, o monge ensina:

“A tangerina tem muitos gomos. Se você é capaz de saborear um deles, é provável que saboreie a tangerina inteira. Mas se você não consegue saborear um gomo, não conseguirá tampouco saborear a tangerina inteira”.

Grande ensinamento, não é?

E significa que querer abraçar tudo sem ser capaz de viver intensamente e bem cada coisa, nada se vive.

Mas, da mesma forma que é possível resolver o dilema entre saborear cada gomo e saborear a tangerina toda, o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, de forma a garantir bom padrão remuneratório, qualidade de vida e satisfação, é possível, sim.

Para isso, é preciso manter alguns princípios, que você pode conferir nestas dicas:

1. Atualize um Velho Conselho: PlanejamentoEmpreendedor-6

Planejar implica ter clareza quanto aos caminhos que se quer tomar e organizar seu dia a dia para trilhá-los.

Não basta se animar com alguma profissão ou atividade que se mostra promissora.

Pense nos próximos dias, meses e anos e avalie regularmente o desenrolar de seu desempenho.

2. Organize o seu Tempo

Empreendedor-2

Normalmente, as pessoas dispõem de mais tempo do que realmente imaginam, só que não o usam adequadamente.

Organização é o segredo.

Avalie sua jornada e seu tempo livre.

Só programe atividades adicionais de forma que não fiquem comprometidas as necessárias horas para descanso e lazer.

De nada adiantará ganhar mais dinheiro se essa conquista eliminar o prazer.

3. Aproveite sua de Rede de RelacionamentosEmpreendedor-10

Ter contatos em duas esferas distintas de sua vida – a profissional e a pessoal – pode contribuir para se sentir bem.

Por isso, aproveitar sua rede de relacionamentos para divulgar sua atividade extra acaba se traduzindo em mais de um ganho: o tradicional e ainda eficaz marketing de “boca a boca” ajuda a resultar em novos clientes e você não se afasta de seus amigos habituais.

4. Não se torne Refém dos Horários de TerceirosEmpreendedor-1

Se você atua como autônomo na atividade extra, não abra mão da liberdade para gerenciar sua agenda.

Neste ponto, vale muito a filosofia do “caminho do meio”: equilibre suas prioridades com as prioridades do cliente.

Gerencie a agenda com bom senso.

Evite encadear compromissos pautando-se apenas no retorno financeiro.

5. Saiba delegar suas Atividades

Empreendedor-54

Não concentre em suas mãos mil e uma tarefas quando é possível delegar responsabilidades.

Vivemos hoje a cultura do compartilhamento, da demanda por relações mais horizontais.

Deixe que colaboradores participem da atividade de seu trabalho, resolvendo situações que demandariam muito tempo de você.

6. Use o Bom Humor como seu Principal CombustívelEmpreendedor-4

Quando gostamos do que fazemos, temos boas razões para fazer com bom humor.

Esse “combustível” não só nos alimenta, como faz bem a todos aqueles com quem nos relacionamos.

Se o bom humor não está se manifestando, é sintoma de que algo em nossa vida está fora de lugar e, portanto, está faltando equilíbrio.

7. Empreendedor: Pratique o Pensamento PositivoEmpreendedor-8

Fala-se tanto em pensamento positivo que pode até parecer que a expressão não passa de lugar-comum.

No entanto, a prática do pensamento positivo é algo que, na realidade, pode tirar você desse clichê, porque ele nada mais é do que otimismo.

Um otimista é alguém que acredita, segue em frente, mas sabe também pausar quando necessário, descansar, relaxar, para retomar o ritmo depois.

Afinal, quando você acredita que as coisas têm probabilidade de dar certo quando se procura ter as condutas corretas, não há razão para desespero.

O filósofo francês Jean-Paul Sartre cunhou um pensamento que ficou famoso: não importa o que fazem com a gente, mas o que a gente faz com o que fazem com a gente.

Pois é. Tudo a ver. Atitude faz muita diferença e se você se alimenta de otimismo, fica mais fácil ter atitude.

8. Aprenda a dizer NÃO!
Empreendedor-3

Se você deseja equilibrar a vida profissional e pessoal é preciso aprender – e praticar – a arte de dizer não.

A rotina do empreendedor é cheia de compromissos inadiáveis, decisões inevitáveis, pedidos, convites, almoços, reuniões e uma infinidade de tarefas que precisam ser resolvidas logo.

Diante dessa enxurrada de atividades, avalie o que efetivamente é importante para o seu negócio e para a sua vida e diga sim somente para as oportunidades certas.

Para todas as outras, aprenda a dizer não.

Concluindo…
Empreendedor-9

Se quisermos resumir todas as mensagens deste artigo, poderíamos recorrer a três palavras: vontade, paciência e persistência.

Numa reflexão que transcenda a questão profissional e se volte para a vida em geral, podemos ver que essas palavras são norteadores do bem viver e do crescimento.

Não importa a área de atuação, os afazeres da esfera pessoal e a variedade de desafios que se desenham para as mais diversas pessoas, esses são pilares indispensáveis.

Reflita sobre as sugestões deste artigo e deixe um comentário contando para a gente o que você faz para equilibrar a vida profissional e pessoal! Sua opinião e sua experiência também são sempre um ensinamento!

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *