Posted in:

Pilates na Terceira Idade: Como aprimorar o equilíbrio dos Idosos!

Pilates na Terceira Idade: Como aprimorar o equilíbrio dos Idosos!
Gostou? Avalie!

Com o avançar da idade sabemos que várias alterações fisiológicas irão acontecer, dentre elas a perda de força muscular que resulta na diminuição do equilíbrio dos idosos.

A capacidade de manter o equilíbrio torna-se diminuída com o envelhecimento, o que pode ser resultado das mudanças inerentes ao processo e, a queda pode ser o primeiro indicador de falha dos sistemas nervoso e musculoesquelético, representando um processo de deterioração física com instalação da fragilidade e predisposição a queda que pode ser um evento fatal (GAI et.al., 2010).

Muitas vezes o idoso se sente muito fragilizado e dependente, pois normalmente precisa de um acompanhante para sair de casa, já que este tem medo e se sente inseguro ao se locomover.

Essa situação faz com que muitos se acomodem dentro de suas casas e percam o convívio social.

Trabalhando com o Equilíbrio dos Idosos na Aula de PilatesEquilíbrio-dos-Idosos-4

O idoso normalmente tem resistência aos exercícios que trabalham o equilíbrio por medo de cair, falhar e se lesionar.

É muito importante que o profissional dê segurança e suporte ao aluno para desenvolver a técnica e ter bom senso em não solicitar muito o equilíbrio dos idosos nas primeiras aulas, evitando frustrações.

Deixar que ele se familiarize com o método e com os acessórios, trabalhando com exercícios mais simples, do nível básico para depois entrar com os mais difíceis, de níveis intermediário a avançado dando ênfase no equilíbrio dos idosos.

O sistema visual e vestibular estão intimamente ligados ao equilíbrio, promovendo a estabilidade dinâmica do corpo ao atuar na percepção da posição do tronco e da cabeça.

A partir dessas aferências, o sistema musculoesquelético (tendões, músculos, articulações) e a pele, informam ao Sistema Nervoso central (SNC) a posição dos segmentos corporais em relação a si mesmo e ao meio externo, e promovem a estabilidade para o movimento.

O envelhecimento compromete a habilidade do SNC em realizar o processamento dos sinais vestibulares, visuais e proprioceptivos responsáveis pela manutenção do equilíbrio corporal, bem como diminui a capacidade de modificações dos reflexos adaptativos.

Esses processos degenerativos são responsáveis pela ocorrência de vertigem e/ou tontura (presbivertigem) e de desequilíbrio (presbiataxia) na população geriátrica. (Ruwer et al, 2005).

Um estudo realizado por Claudino e Renato em 2012, avaliou as estratégias de ajuste postural em idosos frente à perturbações externas da postura.

Dois grupos de 20 idosos cada (sem e com histórico de quedas) e 20 indivíduos jovens receberam perturbações externas da postura no plano frontal, através do impacto de um pêndulo no ombro direito dos indivíduos na posição em pé.

Os resultados desse estudo indicaram que a diminuição da atividade muscular nos grupos de idosos frente a perturbações da postura, especialmente dos músculos laterais, podem deixar esses indivíduos suscetíveis à quedas.

Portanto, investigações e programas de treinamento/tratamento que visam treinar ou restabelecer o equilíbrio dos idosos melhorando a ativação dos músculos laterais devem ser desenvolvidos.

Método no Pilates no auxílio do EquilíbrioEquilíbrio-dos-Idosos-2

O método Pilates detém de muitos acessórios e exercícios que podem ser feitos com o objetivo de melhorar o equilíbrio dos idosos. A bola suíça e o bosu são os elementos mais frequentemente utilizados no Método para esse fim, além de discos de equilíbrio, rolos, cama elástica, etc.

Os exercícios que trabalham o equilíbrio dos idosos dentro do Pilates ajudam na prevenção de quedas, fazendo com que haja uma melhor resposta do sistema musculoesquelético às variações de postura.

Além de promover ganhos psicosociais, melhorando a auto estima do idoso, já que muitas vezes ele é surpreendido por um exercício que acha que não seria capaz de fazer e o faz com êxito.

Muitos estudos mostram que a instabilidade lateral é considerada um forte preditor de quedas nessa população. (LORD et al., 1999; MAKI et al., 2000; HILLIARD et al., 2008; MERCER et al., 2009 apud Claudino, Renato 2012).

Em vista disso, trabalhar exercícios que requerem um maior recrutamento da musculatura lateral é de extrema importância.

As pranchas laterais com apoio dos joelhos no chão e oscilação de um MS (Membro Superior) são bem-vindas (Fig. 1), assim como exercícios em decúbito dorsal sobre o rolo movimentando os MMII (Membros inferiores) e/ou MMSS ( Membros superiores) (Fig 2).

Exercícios para Equilíbrio

Equilíbrio-dos-Idosos

 

Algumas dicas de exercícios que eu costumo trabalhar com meus alunos idosos para ganhar equilíbrio são:

  • Estabilização do powerhouse em decúbito ventral sobre a bola suíça. Sentar sobre a bola suíça com o apoio no canto da parede e evoluindo progressivamente para longe dela (Fig 3).
  • Deitar sobre o rolo em decúbito dorsal com movimentação de MMSS e/ou MMII ( Fig 2)
  • Posição em quatro apoios retirando um membro superior e/ou um membro inferior do contato com os solo (Fig 4), andar em linha reta seguindo a linha do tatame próximo à parede.

Concluindo…Equilíbrio-dos-Idosos-3

Quando se trata de exercícios do Pilates devemos sempre obedecer aos princípios do Método e considerar os exercícios tradicionais.

No entanto, penso também que a partir da avaliação do aluno deve ser solicitado exercícios que se enquadrem na condição de saúde do mesmo, podendo estes sofrer algumas adaptações considerando o quadro geral do aluno e o objetivo que se quer alcançar.

Para a melhor execução dos exercícios é de extrema importância obedecer aos princípios do Método, como: Concentração, respiração, fluidez, ativação do centro de força (ativação dos músculos abdominais), precisão e controle.

Quando o instrutor educa seu aluno a dar ênfase a esses princípios no momento dos exercícios, será mais fácil para o mesmo conseguir alcançar o equilíbrio dos idosos desejado.

Written by Gracielle Jesus Carneiro

Gracielle Jesus Carneiro

Fisioterapeuta graduada pela FAN (Faculdade Nobre de Feira de Santana) 2012. Formação completa no Método Pilates, além de extensão universitária de aprimoramento profissional em RPG, curso de curta duração em CORE 360 e Treinamento empreendedor Líder Coach. Atualmente atua nas áreas de ortopedia, neurologia, Pilates, RPG ambulatorial e domiciliar.

6 posts

2 Comentários

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *