Posted in:

A Importância das Extensões na Prática de Pilates

A Importância das Extensões na Prática de Pilates
5 (100%) 3 votes

Vivemos em um mundo moderno e totalmente conectado. O volume de informações a que somos expostos diariamente é enorme e temos acesso a tudo o que quisermos bem na palma de nossa mão. Nos dias de hoje é difícil encontrar alguém sem um celular.

Você já parou pra pensar quanto tempo do seu dia você passa olhando para o seu?

A posição que nos colocamos enquanto estamos fazendo uso do telefone tem sido a grande responsável por alterações posturais e o surgimento de patologias associadas.

Síndrome do Text Neck é o termo usado para as dores que surgem na região do pescoço ocasionadas pela má postura ao usar o celular e já se transformou em uma questão de saúde pública mundial.

A cabeça anteriorizada, associada a uma hipercifose torácica gera compensações em toda musculatura de cadeia posterior e um grande desequilíbrio na relação entre as musculaturas das cadeias anterior e posterior do nosso corpo.

A sobrecarga de peso na região cervical, ocasionada pela mudança da posição original da cabeça pode atingir 27 kg.

A má postura atinge indivíduos cada vez mais jovens, uma vez que atualmente as crianças são expostas cada vez mais cedo aos aparelhos eletrônicos, substituindo grande parte do tempo de brincadeiras ativas que trabalham a musculatura por períodos de inatividade em frente à tela com jogos virtuais e desenhos infantis.

O trabalho em frente ao computador também exige grande esforço da musculatura que sustenta a nossa coluna e contribui para uma postura cada vez mais cifótica.

Muitas vezes as estações de trabalho não são adaptáveis ao indivíduo que a ocupa, as cadeiras não oferecem o suporte necessário e a pessoa fica muito tempo na mesma posição, o que causa dores e desconforto, gerando, assim, posturas compensatórias.

Ficar sentado por longos períodos na mesma posição sacrifica as musculaturas e articulações e prejudica a circulação. A inatividade física favorece o enfraquecimento muscular e o ciclo vicioso dor-inatividade-dor e por isso a prática de Pilates pode ajudar.

Como a Prática de Pilates pode ajudar?

A prática de Pilates é excelente para melhorar posturas inadequadas e promover alívio de tensões e dores.

Os princípios, como o trabalho com ênfase no Power House e a Centralização além da forma como seus exercícios são executados promovem a ativação da musculatura profunda, de ação postural e sustentação do esqueleto, além de trabalhar os músculos mais externos, garantindo ação global em todas as musculaturas.

A associação de exercícios de fortalecimento, flexibilidade e mobilidade articular promovem o reequilíbrio muscular de forma a devolver o corpo ao seu alinhamento fisiológico, aliviar tensões desnecessárias e, com isso o alívio de dores, melhorando assim a qualidade de vida do cliente.

A avaliação inicial é de suma importância para garantir a assertividade do trabalho.

Observar o cliente desde o momento em que ele entra no Studio, sua postura, sua marcha, entre outros, vão nos dando dicas sobre as musculaturas mais recrutadas por ele e as que precisamos focar e trabalhar durante as aulas.

Se o cliente na avaliação mostra uma postura cifótica e anteriorizada, ombros protusos e fechamento da cadeia anterior característicos dos problemas que já foram citados, como excesso de uso de computador e celular, o ideal é que se dedique um tempo maior da aula para o fortalecimento das musculaturas extensoras do que trabalhos de rolamento e flexão de tronco.

As extensões e o trabalho das musculaturas extensoras durante a aula de Pilates são de fundamental importância para garantir ao cliente a força muscular necessária nos grupamentos mais exigidos pela má postura dos dias atuais.

Trabalhar o indivíduo em diferentes decúbitos e em exercícios que trabalhem especialmente os músculos que realizam a extensão de tronco é extremamente necessário para ir contra essa tendência mundial de postura cada vez mais cifótica, durante a prática de Pilates.

O Método dispõe de excelente repertório de exercícios para essa finalidade. No entanto as extensões devem ser feitas sempre com consciência e de forma segura, principalmente quando o cliente apresenta fraqueza muscular e pouca consciência corporal. A evolução e a correta orientação e condução dos movimentos garante um trabalho eficiente.

Sempre que possível, deve-se trabalhar o cliente em todas as posições e decúbitos dentro de uma aula. São eles:

  • Supino
  • Decúbito Lateral
  • Prono
  • Sentado
  • Ajoelhado
  • Quatro Apoios
  • Em Pé

Os movimentos de coluna também devem ser inseridos para garantir mobilidade articular e ativação das musculaturas. São eles:

  • Flexão,
  • Extensão
  • Rotação
  • Inclinação

A seguir sugiro alguns exercícios da prática de Pilates nos diferentes decúbitos e aparelhos para ilustrar a importância das extensões dentro do repertório clássico do Método. Todos os movimentos podem e devem ser adaptados para ser acessível a todos os clientes.

Exercícios de Pilates

1) Baby Swan

2) “Perdigueiro”

3) Chest Expansion

4) Butterfly

5) Flat Back

6) Long Box Series – Swimming, Swan

7) Knee Stretches

8) Horse

9) Pumps

10) Around the World

Concluindo…

A prática de Pilates é uma excelente atividade para trabalhar tanto as musculaturas superficiais quanto as profundas.

Por promover exercícios de mobilidade, flexibilidade e fortalecimento garante um trabalho global e é capaz de atuar sobre a postura, aliviar tensões e dores e garantir qualidade de vida ao seu praticante.

As extensões devem ser parte fundamental de uma boa aula de Pilates.

E o instrutor deve sempre ser capaz de instruir corretamente e com segurança cada movimento, orientando as ativações corretas de cada musculatura necessária para a execução do movimento proposto.

Além de ser capaz de regredir ou evoluir o movimento para adequá-lo a cada cliente, tornando assim o exercício capaz de ser executado por todos, dentro de suas individualidades na prática de Pilates.

A avaliação postural estática e principalmente a dinâmica são excelentes ferramentas para se traçar o plano de aula ou tratamento. Identificar as compensações, fraquezas e desequilíbrios torna o trabalho mais fácil de ser planejado e executado.

A modernidade e a tecnologia vieram para ficar.

Mas dentro do possível, a prática de Pilates deve nos trazer o bem e o progresso, sem prejudicar o nosso corpo. O instrutor do Método tem papel fundamental na luta pela recuperação da postura alinhada e da qualidade de vida de seus clientes.

Written by Mariana Ferraz

Mariana Ferraz

Instrutora de Pilates Segunda Geração por Lolita San Miguel.
Fisioterapeuta.
Coordenadora técnica do Studio Simetria Pilates em Niterói/ RJ.
Instagram: @mariana__ferraz
Email: marinanaferraz@gmail.com
www.simetriapilatesstudio.com

3 posts

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *