Posted in:

Filosofia da Respiração: Por quê este conceito é tão importante?

Filosofia da Respiração: Por quê este conceito é tão importante?
Gostou? Avalie!

Sabemos que na abordagem da teoria do Pilates temos os fundamentos essenciais que trazem segurança, eficácia e magnitude à prática com resultados positivos e muito característicos da técnica.

Um dos fundamentos que, na minha modesta opinião, deve ser abordado e explanado em primeiríssima mão em aulas para alunos iniciantes e em cursos de formação de professores e fisioterapeutas, é o fundamento da respiração. Continue lendo pra entender!

Conceitos básicos da Respiração

Além de termos na prática a garantia de resultados com relação a maior oxigenação de tecidos e pela otimização de uma organização corporal, é muito importante e necessário que a teoria da respiração – em sua amplitude de funcionamento e magnitude -, seja aprofundada de uma maneira filosófica também.

O mecanismo do sistema respiratório mostra, por si só, sua grandeza e importância. Isso se pensarmos na relação ao nosso contato com o oxigênio que nos dá a vida e, também, sua importância para o movimento humano.

Minha função aqui nesse texto não é só a de explicar esse mecanismo fisiológico em si, mas gerar no professor de Pilates e fisioterapeutas, um interesse em filosofar sobre a respiração. Pensar a fundo esse fundamento que enriquece a prática do método em nossas aulas.

O mais interessante em filosofar sobre a respiração, é perceber o quanto este é um movimento natural e genuíno. E, ao mesmo tempo, de tão natural nos faz valorizar o quanto é importante para as nossas vidas.

Reavaliar porque a cultura ocidental, por diversos motivos contemporâneos, deixou de lado a valorização dessa questão. Por que desaprendemos a respirar corretamente – fazendo com que o ato de respirar, através de exercícios ou mais controladamente, se tornasse um hábito de falta de educação ou esquisitice.

Acabamos perdendo afinidades com nossas funções mais básicas e, por isso, precisamos com urgência refletirmos e nos perguntarmos se isso é importante ou não para o futuro e paz da humanidade.

Um ato fundamental e totalmente natural

O primeiro ato que fazemos quando chegamos por aqui é o ato de respirar. O primeiro trabalho que temos que executar e que nos é estimulado pelos médicos é o ato de respirar. Talvez se não fosse um movimento tão impensado e automático não precisaria estar aqui escrevendo essas linhas.

Por ser impensado perdemos a capacidade de valorizar algo tão essencial para a nossa saúde física e mental. Parece óbvio, mas é importante sempre ressaltar que sem esse mecanismo e sem oxigênio não estaríamos aqui: ele nos dá vida.

Por isso a importância como um dos assuntos primordiais para a teoria e técnica do Pilates é sobre a nossa respiração. Se faz necessário considerá-la como movimento também! O primeiro movimento antes de qualquer outro movimento de qualquer atividade física.

Para mim um professor que não pensa sobre ela, não aplica as teorias sobre sua importância em aula, não entende basicamente seus mecanismos, não é um bom professor ou fisioterapeuta.

Ora, se estamos falando de conceitos naturais, mas não tão básicos assim, é necessário que o professor carregue consigo essa teoria maravilhosa!

Já que ela pode ser uma ferramenta preciosa para os bons resultados, conforto e prevenção de desconfortos na prática de qualquer atividade física.

Também é preciso entender que ela pode ser uma boa aliada para o relaxamento físico, mental e emocional dos indivíduos, além de trazer ao indivíduo a capacidade de entrar em contato consigo mesmo.

Aprimorando, assim, sua capacidade de observação, concentração, e desenvolvendo a capacidade de encontrar o equilíbrio correto entre todas a suas partes, assim como ele é!

Respiração na vida moderna

Se faz necessário, nos dias atuais, pensarmos sobre os movimentos respiratórios e praticá-los. Não pensar na respiração agrava nossa saúde pois descompensa e desequilibra esse mecanismo.

Como, por exemplo, quando estamos com raiva ou em qualquer situação de estresse. Nos dias atuais, infelizmente, isso é muito comum de acontecer.

O mecanismo natural sofre abalos e acaba necessitando de um reajuste e de uma compensação urgente. Outro fator agravante é que nos acostumamos a sufocar emoções fortes e impulsos.

Isso torna a nossa respiração cada vez mais superficial, uma vez que faz com que o diafragma fique praticamente congelado no mesmo lugar e os pulmões não se expandam.

Assim, fica faltando oxigênio e movimento para essas regiões físicas o que desestrutura nosso sistema musculoesquelético: parte de corpos desorganizados em sua estrutura se dá em razão de uma respiração mínima.

Quando nossa respiração é constrita, apertada, comprimida, contraída ou forçada, o ser se torna constrito. O foco na respiração é útil para todos os indivíduos dessa vida moderna que levamos.

Isso, infelizmente, está transformando nossa bela essência em tensão e ansiedade. Isso nos leva a considerar que precisamos urgentemente movimentar mais o sistema respiratório.

Os Movimentos

Interessante ressaltar também que o condicionamento do sistema respiratório se dá por meio de exercícios respiratórios específicos e não apenas em performances de atividades aeróbias.

Por exemplo, existem nos Pranayamas que são exercícios respiratórios específicos vindos da técnica do Yoga. São movimentos que ainda não são tão valorizados pela sociedade ocidental – não tanto quanto deveriam ser.

Mesmo sem nos aprofundarmos muito na questão do mecanismo respiratório, fica mais do que compreensível – e perceptível -, a ligação da prática da ativação do centro de força do nosso corpo, que se dá na expiração do ar.

Basta entender que na expiração do ar existe movimentação e ativação de toda musculatura de nossa região central que é o nosso ponto de equilíbrio. Por isso, quando nos conscientizamos e praticamos esse mecanismo, acabamos por proteger a coluna vertebral do nosso aluno.

Além de fortalecendo a musculatura abdominal e da coluna vertebral com a própria movimentação que a expiração faz, juntamente agregando exercícios específicos de uma maneira globalizada. Promovendo, assim, a saúde e melhora da qualidade do seu centro de força e das musculaturas de membros inferiores e superiores.

Benefícios da respiração para órgãos internos

Aproveitando mais os exercícios propostos no Pilates, fazendo dessa técnica tão eficiente e com respostas extremamente verdadeiras para o corpo e mente do indivíduo.

Eu também gosto de mostrar a importância da respiração com relação aos órgãos internos. Somente o fato de expirarmos o ar, faz com que toda musculatura abdominal profunda do nosso centro de força (aquela próxima aos órgão) se acione.

Promovendo, assim, uma “massagem” nos órgãos internos, fazendo uma espécie de reenergização, mantendo órgãos, vísceras e músculos ativos, fortes e energizados.

Cabe também enfatizar sobre as nossas bilhões de células que recebem oxigênio sem interrupção, como uma fonte potente de energia. Quando nossa respiração é superficial, se torna inútil, nos trazendo graves alterações na química do sangue.

Uma respiração bem mais consciente

Uma ideia que possa parecer irreal, mas que ao mesmo tempo me faz sentir bem, é a de que se dermos a devida importância para a respiração, poderíamos pensars na possibilidade de os remédios calmantes ficarem em segundo plano, tornando-se desnecessário, em alguns casos.

Não seria fácil, pois vejo pessoas com dificuldade de parar por apenas um minuto para pensar e concentrar em sua própria respiração, mesmo sendo um ato genuíno e natural.

A pausa para olhar para dentro de si é uma ação desafiadora para o cérebro humano. Muitas vezes o ser humano prefere olhar para alguma opção externa para melhorar algo em sua vida, ao invés de descobrir e valorizar seus próprios mecanismos.

O pensar na capacidade do sistema respiratório e como ele age e reage à estímulos internos e externos deveria ser a mais importante ao ser humano no início de sua vida. Como as marés do oceano, a respiração representa a essência do nosso ritmo biológico natural.

Respiração X Relaxamento

Quando adotamos a respiração consciente realizamos uma troca de oxigênio soberba. Obtendo quantidades generosas de oxigênio quando inspiramos e expiramos o ar.

Com isso nosso coração é poupado e a pressão arterial tende a permanecer estável. Promovemos, naturalmente, em nós mesmos, o relaxamento mental e físico com a soltura muscular. Isso cria, não só flexibilidade muscular mas, também, uma flexibilidade mental e emocional.

Esse foco no movimento respiratório pensado talvez seja a abordagem mais simples ao relaxamento e a mais barata também! Uma vez que sabemos da promoção que a oxigenação nos causa, aumentando o fluxo de energia tanto corporal como mental.

Quando a respiração se torna consciente para a prática da técnica do Pilates, criamos resultados mais completos e eficazes. O que gera seres humanos mais conscientes de si mesmos, física e emocionalmente.

Eles podem, então, trabalhar não só o equilíbrio físico, mas todas as condições para se alcançar um despertar de consciência. Ou seja, quanto mais se respira, mais conscientes nos tornamos. Isso também implica para o futuro de uma sociedade mais consciente, saudável e equilibrada.

Concluindo…

Além de ensinarmos a grandiosa lição aos nossos alunos a executarem a respiração proposta entre os fundamentos tão especiais de Joseph Pilates, proponho também aos professores e fisioterapeutas testarem a respiração consciente!

Basta praticar com o seu próprio meio respiratório, que é seu de direito, e perceber como essa sensação age e reage em seu corpo, trazendo melhor qualidade de vida dentro e fora dos studios de Pilates! Fica a dica!

Written by Maria Fernanda Ramos

Maria Fernanda Ramos

- Pedagoga e Educadora Física Formada pela Universidade São Judas Tadeu, São Paulo-SP
- Especialista em MAT Pilates e Pilates Estúdio, formada pelo Körper Studio, São Paulo -SP
- Leciona MAT Pilates há 15 anos
- Especialista em Yoga e Pranayamas, formada pelo Instituto Yepy, São Paulo-SP
- Trabalha como Personal Trainer com musculação, corrida, Pilates e Yoga em São Paulo.
- Proprietária da Empresa Lado B da Saúde

2 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *