Posted in:

Fraqueza do Core pode provocar desatenção em Crianças?

Fraqueza do Core pode provocar desatenção em Crianças?
Gostou? Avalie!

Você sabia que a falta de atenção nas crianças e adolescentes pode ser devida à fraqueza do core?

Isso mesmo! A musculatura do core juntamente com o pouco desenvolvimento motor das crianças tem provocado o baixo rendimento escolar, além de proporcionar outros danos, como por exemplo, a falta de atenção durante as atividades físicas, ou mudanças repentinas de posturas.

Se uma criança não consegue se concentrar em uma atividade escolar, seja na sala de aula, ou mesmo em casa, não consegue ficar sentada prestando atenção em pequenas instruções, ou bate frequentemente em objetos durante o trajeto, tudo isso pode ser indício de fraqueza do core juntamente com o déficit de desenvolvimento motor.

Temos cada dia mais crianças de apartamento, que não possuem muitos estímulos e nem espaço para brincar, além de levarem uma vida atribulada de atividades extra curriculares e estressante. E é ai que entramos com o trabalho de Pilates para crianças e adolescentes para melhorar a fraqueza do core.

Fraqueza do Core

A prática de Pilates pode ter inicio na infância, onde com 7 anos a criança pode realizar o método desenvolvido por Joseph Pilates, em estúdios ou em algumas escolas.

Dessa forma, pode melhorar sua concentração, consciência corporal, respiração e ainda por cima melhorar seu rendimento escolar.

Isso pois através da prática de Pilates temos uma melhora na concentração para que os exercícios sejam realizados de forma correta, mas além de tudo isso, o benefício adquirido se estende para todas as outras funções desenvolvidas pelas crianças e adolescentes.

Como saber se a criança possui fraqueza do core? É simples, podemos realizar alguns testes simples:

1) Verifique: a criança consegue mover a cabeça para um lado e para o outro, para cima e para baixo, sem movimentar o resto do corpo?

2) Consegue prender a respiração por um bom tempo, ou tem muita dificuldade em fazer isso?

3) Segura o lápis corretamente?

4) Tem má caligrafia?

5) Peça para que a criança fique em pé e avise que irá, delicadamente, dar-lhe um pequeno empurrão nas costas. Consegue manter-se de pé, ou desequilibra e cai?

6) Consegue lançar ou chutar uma bola?

7) Passa muito tempo jogando videogame?

8) Ao praticar esportes, emprega ambas as pernas e ambos os braços, ou usa predominantemente apenas um lado do corpo?

Todos esses sinais indicam fraqueza do core e deficiência do desenvolvimento motor!

Para que o desenvolvimento motor ocorra é necessário haver estímulos, e como temos cada vez menos espaço para as brincadeiras devemos adaptar outras formas de estimular as crianças a fim de evitar que isso ocorra.

Porém, se essas disfunções já existem podemos tratar o problema e ajudar a criança a melhorar sua auto-estima e proporcionar melhoras em sua vida introduzindo a prática do Pilates Kids.

Pilates para Crianças

É importante ressaltar que a prática por crianças deve ser diferenciada da prática dos adultos, pois devemos prender a atenção da criança, o que não é uma tarefa fácil, caso contrário as aulas ficarão enfadonhas.

Primeiramente devemos separar as crianças por faixa etária, e quanto mais novas elas forem, menos tempo de aula deve ser ministrado. Com o passar dos anos, podemos estender o tempo das aulas.

Devemos ainda trabalhar com grupos pequenos e tornar a aula o mais lúdico possível, o que não será difícil se você tiver paciência para ouvir os pequenos, pois a criatividade deles é imensa. A parti daí é adaptar o método desenvolvido por Joseph, que de fato compreende crianças de 8 a 80 anos sem restrição!

Atualmente, há poucas pessoas que compreendem que o core desenvolve grande influência no nosso cotidiano.

Se uma pessoa possui fraqueza do core, ela dificilmente consegue ver seus pés quando em decúbito dorsal, dificultando a realização de um abdominal, e isso também gera uma postura inadequada durante as atividades que exigem concentração, dificultando sua realização.

Apresentamos abaixo uma série de exercícios divertidos e fáceis de aplicar para fortalecer a musculatura e eliminar a fraqueza do core nas crianças.

1) Super-Homem

  • Peça a criança deitar-se de barriga para baixo, com braços e pernas esticados.
  • Conte até três e peça para erguer do chão as pernas, os braços e a cabeça, como se voasse como o Super-homem.
  • Os músculos do abdômen, responsáveis por manter a posição, devem estar rígidos – para isso, dê a criança o comando de “endurecer a barriga”.
  • Você pode criar uma pista para isso, como “barriga de aço”, ou algo assim.

O que você deve observar:

Caso a criança não consiga erguer do chão as pernas e os braços, porque a musculatura do core não está fortalecida o suficiente, peça-lhe primeiro para erguer somente os braços e a cabeça, mantendo as pernas apoiadas sobre o chão.

Ela só deve erguer as pernas quando estiver preparado para isso.

Se a criança estiver instável (balançando os membros), ou se não conseguir erguer a cabeça, ajoelhe-se na frente dela e ajude-a manter a posição, ou segure sua cabeça em posição reta, até que seus músculos estejam suficientemente fortalecidos para que ela consiga completar o exercício sozinho.

2) Joelho Cruzado

Este exercício é ótimo não apenas para fortalecer a musculatura, mas também para ajudar a criança a cruzar o plano sagital, linha imaginária que divide o corpo em lados esquerdo e direito.

  • A posição inicial é de “prancha”: braços estendidos, fazendo o apoio, e pernas estendidas.
  • Ela deve levar o joelho direito até o peito e cruzar para o outro lado, em direção ao braço esquerdo, voltando em seguida para a posição original de prancha.
  • Alterne os lados, exercitando então a perna esquerda.

O que você deve observar:

Algumas crianças tendem a acelerar demais nesse exercício e terminá-lo rapidamente; ajude-a executar esses movimentos de forma lenta e controlada, para que haja fluidez no movimento.

Isso fortalecerá o core e a ajudará a cruzar a linha média de maneira adequada.

Observe se ela está levando o joelho direito na direção do braço esquerdo. Se não estiver, ajude-a cruzar a linha média e levar o joelho até o outro lado. Se ela cair, ajude-a a manter-se em posição (você pode ficar de pé e segurá-la pela cintura, ajudando-a a firmar-se na posição de prancha).

3) Esticando Braço e Perna

  • A posição inicial é com os joelhos e mãos apoiados no solo.
  • Peça a criança para estender o braço esquerdo à frente e erguer a perna direita, sem dobrá-la e depois alterne, esticando o braço direito e erguendo a perna esquerda.
  • Lembre-se de, a cada vez, trabalhar braço e perna opostos.

O que você deve observar:

Este é outro exercício no qual a criança pode apresentar instabilidade corporal e ficar balançando, ou perder o equilíbrio. Caso isso aconteça, comece trabalhando apenas os braços (ora o esquerdo, ora o direito), depois apenas as pernas.

À medida que a musculatura for se fortalecendo, passe a trabalhar juntamente braço e perna.

É possível que a criança erga braço e perna direitos, ou braço e perna esquerdos. Deste modo, a musculatura do core não será devidamente trabalhada. Observe sempre se a criança está trabalhando os membros de forma contra lateral.

4) Abdominais

  • Peça a criança para deitar-se de costas e colocar as mãos atrás da cabeça.
  • Ao erguer a cabeça para fazer a abdominal, peça a ela que olhe para o teto e dê o comando de “endurecer a barriga”.
  • Ajude-a a manter a cabeça nessa posição e segurar a respiração por 10 segundos.
  • Ela pode relaxar após esse tempo, voltando à posição original.
  • Prender a respiração é importante para trabalhar ainda mais a musculatura do core – mas há também benefícios para a fala e o controle da ansiedade e de problemas de atenção.

O que você deve observar:

Se os músculos da região cervical da criança não estão fortes o bastante para que ela erga a cabeça, ajude-a a erguê-la, até que ela consiga fazê-lo por si mesmo.

Enquanto ergue a cabeça, certifique-se de que ela está “endurecendo” os músculos da barriga. Pode ser que a criança tente erguer as pernas ou os pés durante o exercício; ajude-a a mantê-los firmemente junto ao chão.

5) Chutes no Ar

  • Este é um dos melhores exercícios para o core.
  • Peça para que a criança deite-se em decúbito dorsal, mas apoiando-se nos cotovelos, mantendo assim a coluna erguida do chão.
  • Peça a ela para levar os joelhos até o peito.
  • Você estará na frente dela, de pé, segurando a bola.
  • Quando ela estiver pronta, lance-a.
  • Ela deverá chutá-la de volta para você com ambos os pés.
  • Aumente gradativamente a velocidade.

O que você deve observar:

Muitas crianças não conseguem executar esse exercício, por não conseguirem manter-se apoiadas nos cotovelos e acabarem desabando com as costas no chão.

Muitas chutarão a bola a princípio com um pé só, geralmente o da perna dominante. É importante chutar a bola com ambos os pés, ao mesmo tempo. Pode ser que a criança chute com muita força, ou chute para o lado.

Ajude-a a controlar a força para que a bola volte para você, em vez de escapar para o lado ou ir parar longe.

Concluindo…

Esses são apenas alguns exercícios que podem ajudar a fortalecer a musculatura contra a fraqueza do core. Há muitos outros.

Estimule a criança a prática de exercícios e atividades físicas que ela goste – tudo isso ajuda a desenvolver o equilíbrio, a coordenação e a força muscular, e consequentemente trará melhoras no rendimento escolar e em outras atividades que a criança desenvolva.

E você, já teve algum aluno com fraqueza do core? Conta nos comentários!

Written by Fabiana Yamamoto

Fabiana Yamamoto

Fisioterapeuta graduada há 15 anos pela Universidade de Mogi das Cruzes - UMC, tem pós graduação em Saúde da Familia pela Universidade Gama Filho, e recentemente iniciou uma pós em EAD na Faculdade Dom Alberto na área de Pilates.
Realizou o curso de Pilates básico e suspenso. Tem um Studio de Pilates há 3 anos em Mogi das Cruzes e além do Método, trabalha com RPG e acupuntura.

1 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *