Posted in:

Funcional +60: 4 Dicas para sua Aula ficar Irresistível!

Que o Pilates tem mil e uma opções a gente já sabe né? Esse é um dos diferencias da prática do método, afinal, cada dia o aluno faz exercícios novos, que desafiam e o-encorajam. Você já ouviu falar em Funcional +60?

Já pensou em trabalhar diretamente, alguns componentes cognitivos dentro do seu roteiro de aula?

Talvez você ache que vai perder a essência ou tornar algo monótono, mas não!

Hoje quero te provar o quanto a abordagem proposta no Funcional + 60 vai deixar a aula ainda mais divertida e completa.

Na realidade o Funcional +60 engloba treinamento funcional,  estimulo sensorial e dupla tarefa mas hoje quero apenas demostrar as possibilidade de estimular a cognição dentro da sua aula de Pilates.

Então resolvi escrever esse texto com dicas que você vai poder pôr em prática agora mesmo!!!

Sobre o Funcional +60Funcional-+60---2

Quando criei o Funcional mais 60 (F+60), tinha em mente associar o Pilates ao estimulo do sistema sensorial, fazer uma estimulação lá nos, receptores proprioceptivos, no sistema vestibular e na visão…

Tinha em mente…  e fiz!

Fiz um estudo com 12 idosas que nunca tinham praticado Pilates. Durante 10 aulas elas praticaram o que eu chamava de “Pilates Sensorial”, e veja o resultado!

Foi incrível, tão incrível que eu quis manter a prática no Studio que fundei, a  LC Studio Pilates & Wellness. Cada aula é uma diversão diferente, a pratica se tornou super querida por la.

E quando a coisa dá certo, digo, FUNCIONA, as oportunidades aparecem…. A VOLL acreditou e assim surgiu o Funcional +60.

Agora vamos lá, como você pode inovar  através dessas dicas tão simples?

Eu falo por conta próprio, utilizo todas elas durante o Funcional +60  e sei que ajudam muito.

Durante essas aulas utilizamos diversos recursos do treinamento funcional e alguns acessórios específicos, mas as dicas desse texto você vai poder por em pratica sem nenhuma necessidade de recurso extra.

E não tenha dúvida, você vai utilizar e seus alunos vão amar.

Então vamos voltar aos componentes cognitivos?  Pois é, e ai vão minhas primeiras dicas:

1) Primeira Aula

Funcional-+60---1Sabe a primeira aula de um aluno? Quando ensinamos os princípios do Pilates, e em sequência passamos um exercício com um determinado número de repetições?

É nessa hora que muitos alunos dizem aquela frase: “Tenho que fazer tudo isso e ainda contar?”.

Pois é, a maioria das pessoas tem dificuldade em associar mais de uma tarefa, e isso não acontece só nas primeiras aulas não, essa é uma dificuldade real.

E se passarmos sempre diversas informações em um único exercício, é provável que essa pessoa perca a tão esperada qualidade na execução do exercício, e não queremos isso, certo? Então…

Durante o comando do exercício, passe as informações separadamente, assim fica mais fácil os alunos associarem as informações e aproveitarem ao máximo cada movimento. Principalmente para o público idoso que é o grande alvo a quem dedicamos o Funcional +60.

Por exemplo, quando passamos uma simples ponte, podemos associar outros movimentos, mas antes disso é fundamental que o aluno tenha consciência das percepções que deve ter.

O desenrolar vértebra por vértebra, o empurrar o chão com o(s) pé(s) em contato com a base, tudo isso colabora para uma execução mais eficiente, e lá vem os princípios PRECISÃO e RESPIRAÇÃO.

2) Concentração

Mas, como falamos no início desse texto, estar em constante evolução faz toda a diferença. Então, após essa conscientização, o nosso aluno merece exercícios mais complexos, exercícios que explorem mais suas potencialidades.

Você concorda comigo?

Então eu te digo, e essa é minha segunda dica, quando associamos tarefas motoras + tarefas cognitivas exigimos ainda mais concentração do nosso corpo do que quando associamos duas tarefas motoras, sabia? Opaaa… CONCENTRAÇÃO? Esse é mais um dos princípios do Pilates…

Estou te dizendo que você pode inovar e nem por isso perder a essência.

Antes de prosseguir com as outras dicas, queria apresentar um pequeno vídeo que mostra um pouco do que eu estou falando.

Eu garanto! Elas adoram!

E o melhor, olha a comparação de equilíbrio de uma das alunas.

No primeiro vídeo temos o teste de equilíbrio uni podal logo que ele entrou para nossas atividades e no segundo vídeo, olha como ela está agora! É incrível!

Teste de Berg Tarefa: Equilíbrio Unipodal Antes

Teste de Berg Tarefa: Equilíbrio Unipodal Após 10 Aulas

3) Relaxamento da Musculatura

Para seguir nas dicas do Funcional +60, um facilitador, pouco falado do sistema sensorial, é o relaxamento da musculatura cervical.

Sim, esse relaxamento facilita o trabalho do sistema vestibular, ele é um dos responsáveis pelo equilíbrio e permite o alinhamento da cabeça.

O que acha de iniciar sua aula propondo ao seu aluno uma automassagem na cervical?

Pode ser com bolinhas… rolinhos, com as próprias mãos ou até mesmo um massageando o outro. Além de ser uma delícia estimula o entrosamento da turma.

4) Ambiente

Funcional-+60---5E nossa quarta e não menos importante dica: capriche nas músicas! É isso mesmo, pode parecer trivial mas não é tão simples.

Montem playlists com músicas que não desviem a atenção de seus alunos, não podemos esquecer que o foco da aula deve ser a excelência na execução dos movimentos, a respiração, as tarefas associadas e a FLUIDEZ, principalmente nesse último quesito, a música pode fazer um papel fundamental.

A escolha deve ser minuciosa, priorizando músicas que levem conforto e estimulem a constância de um ritmo…

Durante as aulas do Funcional +60 utilizamos também, exercícios aeróbios permitindo assim utilizar músicas mais aceleradas para algumas dinâmicas, assim conseguimos elevar o ritmo, alternar a frequência de nossos alunos e explorar mais suas valências musculares.

Porém dentro de uma aula sem alternância de intensidade, a música deve acompanhar.

Concluindo…

De uma forma geral o que quero dizer é que a aula deve ter harmonia com a música, a nossa proposta é explorar mais os benefícios dos estímulos externos, som, iluminação, texturas e turbinar não só a parte motora quanto também a área cognitiva.

Por que não tentar?

O Funcional +60 tem muita coisa boa pra você… e para os seus alunos.

Esse é só o começo de muitas novidades. Vamos colocar em prática?

Conta para a gente o que seus alunos acharam dessas dicas!

Written by Luma Coelho

Luma Coelho

Fisioterapeuta, Neurocientista da reabilitação física formada pela IBMR Laureate International Universities, Instrutora de Pilates e Proprietária da LC Studio Pilates & Wellness.
Iniciou o trabalho com Pilates desde 2009. Possui formação de Pilates, Pilates aéreo, workshops com diversas escolas e mestres internacionais e iniciação do AcroYoga. Desenvolve estudos sobre a estimulação sensorial aliada ao Pilates para populações especificas.

11 posts

2 Comentários

Deixe um Comentário
  1. Olá!
    Achei interessante a proposta do funcional +60, porém fiquei na dúvida, é uma aula de funcional ou aula de pilates?
    Obrigada

  2. Olá Joselia! Que bom que gostou… Então a proposta é exatamente unir o Pilates ao treino especifico da funcionalidade do idoso, isso inclui também algumas tarefas cognitivas e sensoriais.
    1 aula = Treinamento Funcional + Pilates + Sensorial
    Tenho postado com frequência no Instagram (histórias) algumas partes da aula, se quiser dar uma conferida… @lcstudiopilates

    Fico a disposição 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *