Posted in:

Saiba a Importância da Palavra ao conduzir uma Aula

Todos nós sabemos no dia-a-dia a importância da palavra. As palavras que escolhemos podem ter um grande impacto em como as outras pessoas se sentem e como somos percebidos pelos outros.

Palavras podem machucar, podem louvar, explicar e também podem confundir. Quando você está ensinando alguém, você tem muitas técnicas que pode usar. Por exemplo, você pode usar suas mãos para guiar o movimento ou assistir seu aluno quando tiver um problema de equilíbrio ou medo.

No entanto, quando você está ensinando uma turma de alunos, é comum ser mais difícil trabalhar dessa forma, e suas palavras podem ser cruciais para os exercícios e para a turma.

Padronizando os Programas de Certificação de PilatesImportância-da-Palavra-5

 

Nós éramos Teacher Trainers no Programa de Certificação de Pilates Original de Romana Kryzanowska em Nova York e ajudamos a iniciar inúmeros programas ao redor do mundo. E uma das coisas que temos notado ao longo dos anos, é que muitos programas de certificação e organizações tem padronizado o que é dito.

Os aprendizes de Pilates são ensinados o que dizer e quando dizer. Muitos programas justificam essa abordagem dizendo algo como “Nós queremos padronizar o que é dito e deixar o mais claro possível para os nossos alunos” e isso é realmente um ponto válido.

Mas, isso realmente funciona?

Quando qualquer instrutor de Pilates começa sua carreira, em algum ponto ao longo da estrada ele fica sem palavras. Ou você não sabe o que dizer para fazer com que seu aluno se mova porque você quer falar muito, ou você vê que algo está acontecendo de forma errada mas não sabe como verbalizar a correção.

Do ponto de vista de um Programa de Certificação em Pilates, oferecer essas sugestões padrão com cuidado no que dizer, pode ser muito útil, confirmando a importância da palavra ao ministrar uma aula de Pilates.

Em adição, se você trabalha em um Studio onde os alunos são ensinados por muitos instrutores ou os instrutores dão aula em diferentes turmas, pode ser mais fácil para os alunos se todos esses instrutores usarem a mesma terminologia.

Existem algumas coisas a serem consideradas antes de usar essas sugestões padrão, pelo fato de haver alguns problemas reais em potencial.

A Importância da Palavra durante as AulasA-importância-da-Palavra-3

É óbvio que que quando você está ensinando, você quer a atenção dos seus alunos. Você quer que eles ouçam o que você tem a dizer e uma coisa que você definitivamente não quer que os seus alunos façam é fazer algum exercício em piloto automático.

Um dos princípios do Pilates é a Concentração e alguns programas de Pilates podem usar palavras diferentes mas em todo programa a importância da palavra e ativação ou conexão com a mente é um dos princípios. Quando nós dizemos a mesma coisa por diversas vezes da mesma forma, existe a possibilidade e o risco de seus alunos pararem de ouvir.

Não é a mensagem que é o problema, e sim a forma que ela está sendo passada. Dizer a mesma coisa de forma diferente pode manter a atenção dos seus alunos e assim eles continuarão a te ouvir.

Eve Gentry, uma das discípulas de Joseph Pilates, costumava dizer que você não quer ser uma correia transportadora. Muitas das vezes ela usava essa expressão no que diz respeito a escolha dos exercícios, e não fazer a mesma coisa e a mesma versão dos exercícios em todas as aulas.

Contudo, o mesmo ponto pode ser aplicado ao que você diz, portanto atenção com a importância da palavra. Nesse caso você não quer ser um papagaio…

Atenção ao aplicar os mesmos exercícios em alunos diferentesImportância-da-Palavra

Todos nós sabemos e entendemos que nenhum corpo é igual o outro. Todo corpo é único com suas próprias capacidades e restrições. Mesmo se dois alunos tem exatamente o mesmo tipo de lesão, a razão pela qual as lesões foram adquiridas e como o corpo irá reagir ou compensar, não são iguais.

Duas pessoas com a mesma lesão irão se movimentar ou iniciar os movimentos de forma diferente. Então como a mesma interpretação pode resolver problemas diferentes? As vezes isso funciona, as vezes não. O resultado é que você vai depender da sorte e da esperança que essa interpretação padrão que você está passando, possa resultar no efeito que você quer.

Sorte nunca é a melhor coisa para se depender se você quer realmente fazer a diferença no corpo de alguém e também na sua vida. Você deve ver o que está acontecendo. Diga o que você quer dizer e veja o que está acontecendo. Isso fez a diferença? Se sim, ótimo! Se não, porque você continua dizendo as mesmas coisas?

De acordo com Einstein, a definição de insanidade é “continuar fazendo a mesma coisa e esperar um resultado diferente”. Nós diríamos que o problema com essas sugestões padrão é: “continuar dizendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes”, não dando valor a importância da palavra.

Nem todos reagirão da mesma maneira

Toda pessoa em sua aula irá reagir mentalmente e emocionalmente de uma maneira diferente às mesmas sugestões. Cada corpo e cada pessoa é diferente, fisicamente, mentalmente, emocionalmente e espiritualmente. Então como podemos esperar que as mesmas sugestões ou a mesma terminologia terá o mesmo impacto? Não terão!

O que você diz e como você diz é o que faz a diferença. As vezes a melhor descrição de um movimento pode criar uma grande confusão. A maioria de nós deve ter tido essa experiência. Você elabora uma grande explicação do movimento e o aluno te olha como se ele não tivesse ideia alguma do que você está falando.

Sugestões padrão podem ajudar com isso. Até o momento que essa sugestão não é mais compreendida e você não tem outra forma de explicar o movimento porque nunca pensou sobre isso.

Alguns alunos precisarão de uma forma mais direta de explicação, quando outros precisam de uma forma mais gentil ou descritiva, lembrando sempre o impacto da informação em decorrência da importância da palavra.

Por exemplo, imaginar os braços em movimento sobre as nuvens pode ser entendida quando você trabalha com bailarinos e dançarinos mas pode não funcionar quando você está trabalhando com um jogador de futebol. Em adição, o jeito que você diz as coisas pode ter um efeito profundo em como a aula como um todo será experienciada.

Concluindo…Importância-da-Palavra-2

A coisa mais importante é que você seja ouvido e o que você diz tenha um impacto na execução do exercício e na experiência da aula. Quando você é negativo e apenas diz o que está errado durante a aula, as pessoas podem não gostar de se sentirem criticadas o tempo todo.

Se você está sempre positivo e apenas diz como eles são incríveis, as pessoas podem parar de acreditar e acharem que você é falso. Por isso a forma como você se expressa pode mudar muito, e ai está a importância da palavra.

O que você diz e como você diz deve fazer a diferença. Se você não notar uma diferença positiva após dizer algo seja na execução ou no conteúdo em geral, você deve mudar suas palavras ou então a forma como transmite sua mensagem.

E esse é o maior problema em questão de sugestões padrão. Você começa a depender delas e para de prestar atenção no impacto e no efeito. O resultado é que você depende da sorte para fazer a diferença no corpo e mente dos seus alunos ao invés de confiar em suas habilidades e conhecimento.

Faça com que suas palavras importem!

Written by Michael Fritzke e Ton Voogt

Michael Fritzke e Ton Voogt

Michael e Ton são Mestres Professores de Pilates internacionalmente reconhecidos; apresentadores, educadores, consultores e inovadores. Juntos, eles desenvolveram e criaram o revolucionário TRIADBALL ™ (a primeira bola de seu tamanho criado especificamente para o método Pilates). Para mais informações sobre Michael e Ton e próximos eventos visite www.zenirgy.com

8 posts

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *