Posted in:

Tudo que você não sabia sobre Pilates Clínico! (+9 Exercícios)

Pilates é um método, criado por volta de 1920 por Joseph Pilates, que trabalha a mente e o corpo, em conjunto, possuindo alguns princípios básicos: concentração, controle, centralização, precisão e respiração.

Promove a reeducação do movimento, através de um grande repertório de exercícios, com poucas repetições e baixo impacto, proporcionando assim, menor desgaste das articulações e músculos.

Dessa forma, o Pilates, muitas vezes, complementa e/ou mantém o trabalho de reabilitação, podendo ser chamado de Pilates clínico.

Como muitos pensam o Pilates Clínico não é tratamento fisioterapêutico propriamente dito, porém, muitas vezes, torna-se complemento ou manutenção do mesmo. Vou explicar melhor qual a diferença deste Pilates que se mostra bastante eficaz nos tratamentos de coluna, por exemplo!

O que é Pilates Clínico?Pilates-Clínico-1

O Pilates clínico consiste, antes de qualquer exercício, em uma avaliação individualizada e específica feita por um Fisioterapeuta.

Nessa avaliação, o profissional observa quais as necessidades clínicas do aluno/paciente, identificando quaisquer condições, limitações, recomendações médicas ou indicações de diagnósticos pré-existentes, traçando os objetivos específicos para realizar o método.

Assim, a avaliação garante ao profissional um conhecimento completo sobre as particularidades de cada aluno.

Com base na avaliação, será montado, individualmente, o programa de exercícios de pequeno, médio e longo prazo, assim como, será definida a frequência de aulas/sessões realizadas por semana.

Junto com a avaliação é realizada a aula experimental para que o aluno/paciente vivencie os princípios do método, colocando-os em prática em exercícios básicos.

Além disso, em alguns locais, é realizada avaliação postural computadorizada para que a análise de alterações clínicas seja precisa e os objetivos de tratamento sejam alcançados de forma eficiente.

Em relação aos exercícios, durante as sessões/aulas, esses serão específicos para cada quadro clínico, cuidadosos, garantindo que o aluno/paciente não tenha dor ao realizá-los e assistidos por profissional capacitado no método.

Os alunos/pacientes têm direcionamentos personalizados, de acordo com sua condição pessoal, e os exercícios evoluem conforme a progressão do aluno/paciente. Muitas vezes, os pacientes/alunos questionam se não seria igual ao tratamento fisioterapêutico.

A resposta é que maioria dos pacientes procuram o Pilates clínico para tratamento de dor, disfunção articular/muscular, pós operatório de cirurgias, reabilitação cardiopulmonar, dentre outras patologias, que precisam de tratamento específico, assim como a Fisioterapia e é exatamente o que encontramos no Pilates clínico.

Por isso, sim! O Pilates clínico, para alguns, funciona como uma reabilitação e para outros, será uma atividade benéfica, segura e eficaz após uma reabilitação, como atividade física de manutenção.

Como são realizadas as aulas do Pilates Clínico?

A aula/sessão de Pilates Clínico tem duração de 60 minutos e o mais indicado é ter no máximo dois alunos/pacientes para cada profissional, garantindo segurança e eficácia da técnica, uma vez que a atenção será maior durante a prática dos exercícios.

A aula é composta de exercícios em solo ou Mat Pilates e em equipamentos (Chair, Cadillac, Reformer, Lader barrel – principais aparelhos que compõem um Studio de Pilates), além do uso de acessórios que facilitam os dificultam os movimentos.

Diferenças entre Pilates x Pilates Clínico

Acredito que algumas respostas foram descritas acima, mas, para simplificar, coloco em uma tabela os principais pontos que diferenciam um do outro.

Pilates-Clínico---Infográfico

Principais Patologias dentro do Studio de PilatesPilates-Clínico-3

As patologias mais encontradas dentro de um Studio de Pilates variam de acordo com o público atendido no local, como mulheres, homens, jovens ou pessoas de meia idade sedentárias ou praticantes de atividade física, atletas, idosos, dentre outras classificações. Assim, podemos citar as principais:

  • Hérnia Discal Lombar
  • Hérnia Discal Cervical
  • Artrose de Coluna
  • Espondilolistese
  • Pós operatório de Cirurgias de Coluna
  • Escoliose/Atitude Escoliótica
  • Artrose de Joelhos
  • Artrose de Quadril
  • Pós operatório de Cirurgias de Joelho
  • Discinese Escapular
  • Lombalgias
  • Cervicalgias
  • Sindrome do Piriforme
  • Disfunção Sacroilíaca

Exercícios de Pilates Clínico nas Lombalgias

O Pilates Clínico tem sido uma forte ferramenta no combate às dores relacionadas à coluna vertebral, como por exemplo, as lombalgias.

Por ser uma atividade que constitui técnicas que trabalham fortalecimento da musculatura profunda (multífideos e transverso do abdome), responsáveis pela estabilização e proteção da coluna vertebral, além de flexibilidade, postura, consciência corporal, equilíbrio, tônus e respiração.

Abaixo, seguem alguns exemplos de exercícios para lombalgia.

1) Estabilização da Coluna com Bola SuíçaPilates-Clínico-1

Objetivo do Exercício: Manter estabilização da coluna durante o movimento dos membros superior e inferior.

Instruções:

  1. Em posição de quatro apoios, mantenha as mãos, joelhos e pés apoiados, mantendo cotovelos estendidos. Coloque a bola suíça na região abdominal.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de extensão de ombro unilateral. Pode-se realizar também o movimento de extensão de quadril e joelho unilateral.
  2. Como progressão do exercício, realizar extensão de quadril, joelho e ombro, contralateral, de forma simultânea.
  3. Para dificultar o exercício, ele pode ser realizado sem a bola suíça.

2) Fortalecimento de Multífidos e Paravertebrais com DiscoPilates-Clínico-2

Objetivo do Exercício: Fortalecer multífidos e paravertebrais.

Instruções:

  1. Em decúbito ventral, mantenha os antebraços e mãos apoiados e membros inferiores estendidos. Coloque o disco na região peitoral.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de extensão de coluna, mantendo crescimento axial, ativando multífidos e mantendo apoio dos membros.
  2. Como progressão do exercício, pode-se realizar o movimento com os membros superiores flexionados e cabeça apoiada nas mãos.

 3) Mobilidade da Coluna VertebralPilates-Clínico-3

Objetivo do Exercício: Mobilizar coluna em flexão e extensão.

Instruções:

  1. Em decúbito dorsal, mantenha as mãos apoiadas sob a região cervical e membros inferiores flexionados, mantendo pés apoiados. Coloque o rolo, em posição horizontal, na região escapular.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de extensão de coluna, mantendo apoio dos membros e retorne, realizando a flexão, ativando musculatura abdominal.

4) Ativação de Músculos AbdominaisPilates-Clínico-4

Objetivo do Exercício: Ativar e fortalecer músculos abdominais.

Instruções:

  1. Em decúbito dorsal, mantenha 90º de flexão de ombro, com cotovelos estendidos e membros inferiores flexionados, mantendo pés apoiados. Coloque o rolo, em posição vertical, ao longo da coluna, certificando que cabeça e quadril estão apoiados.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de flexão da coluna, mantendo pelve em posição neutra e ativando musculatura abdominal.

Exercícios de Pilates Clínico na Hérnia Discal

O método inclui exercícios específicos para a hérnia discal, onde além de se preocupar o tempo todo com a postura correta, a avaliação específica norteia quais serão os exercícios contra indicados e os exercícios incluídos na aula, para melhora da patologia e dor.

Abaixo, são demonstrados alguns exercícios para hérnia discal em coluna lombar.

5) Alongamento de Glúteos e PiriformePilates-Clínico-5

Objetivo do Exercício: Alongar glúteos máximo, médio e piriforme.

Instruções:

  1. Em decúbito dorsal, cruze uma perna sobre a outra, com abdução e rotação externa de quadril (para alongar glúteos) e adução de quadril (para alongar piriforme). Coloque a bola suíça sob a perna que está como apoio.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de flexão de quadril, levando a perna de baixo em direção à região abdominal.

6) Mobilização com a Bola SuíçaPilates-Clínico-6

Objetivo do Exercício: Mobilizar a coluna em rotação.

Instruções:

  1. Em decúbito dorsal, mantenha as pernas flexionadas. Coloque a bola suíça sob as pernas.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento pequeno e lento de rotação da coluna para um lado, retorne, e leve para o outro lado, mantendo ativação de transverso do abdome para estabilização.

7) Ativação de MultífidosPilates-Clínico-7

Objetivo do Exercício: Ativar e fortalecer multífidus durante o movimento de membros.

Instruções:

  1. Em decúbito ventral, mantenha as pernas estendidas e cabeça apoiada sobre as mãos.
  1. Inspire, e na expiração, realize o movimento de extensão de quadril unilateral, mantendo joelho estendido.
  2. Como progressão do exercício, realizar extensão de quadril e ombro contralateral, mantendo crescimento axial. Para dificultar o exercício, realizar, de forma alternada, movimentos de extensão de ombro e quadril com os membros contralaterais, mantendo extensão de tronco, sem apoio dos membros no solo.

8) Fortalecer Músculos AbdominaisPilates-Clínico-8

Sempre mantendo contração de membros superiores e inferiores.

Objetivo do Exercício: Ativar e fortalecer músculos abdominais, durante o movimento de membros inferiores, mantendo força isométrica de membros superiores.

Instruções:

  1. Em decúbito dorsal, mantenha as pernas estendidas e apoio de antebraços em direção aos ombros, com alinhamento adequado da cervical.
  1. Inspire, e na expiração, realize flexão de quadril unilateral, mantendo joelho estendido, alternando os membros.
  2. Como progressão do exercício, mantenha extensão de antebraços, com apoio das mãos e realize o movimento com os membros inferiores, de forma alternada.

Concluindo…Pilates-Clínico-2

Como podemos aprender, o Pilates Clínico é um método seguro, individualizado e recomendado, por exemplo, para indivíduos que apresentam dor lombar não específica ou associada à hérnia discal.

Os exercícios são escolhidos por profissional capacitado no método, após avaliação detalhada para melhores resultados.

Portanto, procure um local adequado para realização do Pilates e aproveite os benefícios que o método traz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *