Posted in:

Pilates Solo ou Pilates em Equipamentos: Qual é melhor?

Pilates-em-Equipamentos---Pilates-Solo

Como já é conhecido, o Método Pilates foi criado pelo alemão Joseph Hubertus Pilates no século passado.

Ele é um sistema de exercícios direcionados a trabalhar e fortalecer o corpo de uma forma integral, o que faz com que o praticante perceba que os músculos trabalham de forma conjunta e não isolada.

Joseph ao criar seu Método de treinamento, construiu primeiramente uma espécie de cama trapézio, o Cadillac.

Nos hospitais encontrados nos campos de concentração, colocou sacos de molas nas camas, com o objetivo de fortalecer os músculos dos pacientes e ativar ainda mais a musculatura central, que são a base fundamental do Método.

Isso permitia ao praticante trabalhar com uma resistência de fluxo livre, onde movimentavam as extremidades superiores e inferiores, sempre contando com a resistência das molas.

Esta foi a origem de algumas das máquinas criadas por Joseph anos depois (Reformer, Trapézio, Chair e Ladder Barrel). E ao passar dos anos, ele criou um número de exercícios para serem realizados sobre os equipamentos.

Método PilatesPilates-em-Equipamentos---Pilates-Solo-4

No ano de 1923, Joseph Pilates se mudou para os Estados Unidos e em Manhattan montou seu primeiro Studio de Pilates com sua esposa Clara, para ensinar seu inovador sistema de exercícios.

Não passou muito tempo para que o Pilates ficasse famoso entre coreógrafos e bailarinos que começaram a ter aulas para tratar lesões e fortalecer seu corpo.

Estes clientes foram os que perguntaram a Joseph se seu Método poderia ser praticado apenas o Pilates em Equipamentos.

Em 1945, Joseph Pilates publica seu livro intitulado: Retorno à Vida através da Contrologia, o qual era um manual somente prático com 34 movimentos básicos, para serem executados sobre o MAT.

Idealizado para que seus clientes em potencial os provassem e pudessem realizar na comodidade de sua casa, sem a necessidade de fazer uso dos aparelhos que ele tinha em seu Studio.

Ele acreditava que os mesmos exercícios proporcionavam os benefícios significativos em seus pacientes.

Ao passar do tempo, o Método foi evoluindo, surgindo diversas alterações nos equipamentos e até mesmo acessórios inclusos na aula de MAT Pilates.

Pilates em Equipamentos ou Pilates Solo?Pilates-em-Equipamentos---Pilates-Solo-2

Agora, a pergunta que vale um milhão: seria melhorar praticar o Pilates em Equipamentos ou o Pilates solo?

Cada uma dessas são modalidades do Pilates e se baseiam nos mesmos princípios, quer dizer, a execução dos movimentos terão de levar em conta uma respiração programada, uma ativação dos músculos do Power House, assim como manter um bom alinhamento, o qual sem dúvida, os praticantes desfrutarão dos benefícios do Método.

É necessário destacar que muito dos exercícios feitos sobre o Reformer, podem duplicar o trabalho no Pilates solo. A diferença é que no Pilates em Equipamentos tem uma função dupla, que pode oferecer ajuda ou pode oferecer resistência.

Quer dizer, fazer o exercício mais desafiante, amplia de grande forma os níveis em que se pode trabalhar.

É por isso que em ocasiões, e dependendo o caso, seria conveniente dedicar mais tempo aos equipamentos para assim receber assistência e uma vez aprendido os movimentos básicos, e dominada a respiração, se procede a iniciar a prática no solo.

Da mesma maneira, se começaria de forma lenta e quando compreendido cada um dos princípios, começar a realizar o repertório de movimentos à perfeição, para logo voltar ao Pilates em Equipamentos, os quais ajudam a se ter um bom posicionamento da cintura escapular e pélvica.

A vantagem do Pilates solo, é que é mais econômico pois precisa apenas do seu corpo e um MAT para realizar os exercícios. Nesta modalidade do Pilates, o praticante deve ter uma maior consciência postural e o uso do Power House para executar os movimentos, já que não contará com as molas.

Para guiar o movimento, as extensões e flexões das articulações devem ser executadas com mais vigor para alcançar os músculos e eles realizarem suas devidas contrações concêntricas e excêntricas, já que não se contará com a resistência extra, apenas com o peso do próprio corpo.

Estes exercícios sem dúvida, recrutarão e ativarão os músculos centrais e os demais grupos musculares das extremidades, e sem dúvida serão mais fortalecidos em aulas de equipamentos, os quais têm protagonismo.

Pilates Solo

É válido destacar que o Pilates solo é igualmente exigente já que não dispõe de um equipamento que nos assista no movimento, pois seremos nós mesmos que controlaremos o movimento.

Além disso, ao passar do anos, o repertório de exercícios de solo vão se incrementando significativamente com a inclusão de pequenos acessórios como a faixa elásticas, o foam roller, as bolas, entre outros.

O Pilates em Equipamentos permitirá que o praticante esculpe seus músculos de uma forma mais rápida, e tratará algumas patologias de maneira mais eficiente, como as de coluna, joelho, etc. As mesmas podem ser realizadas no solo, mas os resultados não serão notados tão rapidamente.

Agora segundo minha opinião pessoal, o ideal não seria escolher apenas uma modalidade, e sim alterná-las e ensinar ao cliente como potencializar o trabalho de seus músculos centrais sobre o MAT Pilates, já que não existe assistência, e fazer alguns exercícios mais desafiadores sobre os equipamentos, uma vez que se vá dominando e alcançado assim incrementar mais trabalho.

Concluindo…Pilates-em-Equipamentos---Pilates-Solo-3

Partindo das informações expostas, minha recomendação não seria escolher apenas uma modalidade, e sim combinar as aulas para que possa trabalhar no solo.

Incluindo acessórios como bolas, bandas elásticas, entre outros para recrutar mais músculos e incorporar acessórios pequenos que sem dúvida levarão ao cliente trocar drasticamente a programação habitual de suas aulas, alcançando resultados desejados, sejam eles estéticos, ou simplesmente para tratar alguma condição especial.

Por fim, o mais sano seria, se tem a possibilidade, alternar as modalidades no treinamento semanal, para assim obter o melhor de cada uma, o qual traduzirá em uma melhor saúde, que sem dúvida nosso corpo nos agradecerá.

Written by Carlos Zorrilla

Carlos Zorrilla

Licenciado em Educação Física e tem uma trajetória de mais de 13 anos no âmbito do Pilates. Em 2005 fundou o Pilates Training Center C.A., um centro dedicado à prática exclusiva de Pilates em suas diversas modalidades, na cidade de Puerto Ordaz na Venezuela. Se formou com professores prestigiosos tais como Michael King, Veronica Ponieman, Laura Pelinski, Rebeckah Rotstein, Federico Randazo, Madeline Black, Paula Pantano, Humberto Gracias, entre outros. Em 2015 foi professor/tutor de MK Pilates, formando e certificando mais de 100 instrutores no nome dessa escola em seu país natal, Venezuela.
Carlos foi o criador da técnica Mat Sequence e Reformerme on the ball. Técnicas inovadoras que conquistaram clientes e instrutores de Pilates. Ele também conta com seis publicações, destacando as seguintes: Matwork Pilates; Mat Sequence Módulo I e II; Pilates on a Roll; entre outros. Atualmente reside no Equador e inicia seus workshops nos próximos meses.

8 posts

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *