Posted in:

As 10 piores atitudes para se ter como instrutor

As 10 piores atitudes para se ter como instrutor
Gostou? Avalie!

As aulas de Pilates geralmente são consideradas prazerosas e benéficas à saúde, além de possuírem uma atmosfera alto-astral. No entanto, todo esse clima de bem-estar pode ser colocado à prova devido a algumas atitudes nocivas que partem do instrutor.

Esse é um mal que afeta não só as aulas de Pilates, mas qualquer ambiente em que haja a relação entre instrutor e aluno. As atitudes negativas fazem com que a afinidade se perca e o ambiente se torne desagradável. Com isso, os alunos podem perder o foco da prática e se dedicarem às fofocas, boatos e “achismos” para justificar o clima ruim.

Se deseja evitar esse tipo de erros no relacionamento interpessoal com os seus alunos, fique atento às piores atitudes que você pode cometer durante a prática.

1) Técnicas divergentes em relação à outro instrutorInstrutor (7)

Apesar de a turma estar sob a sua responsabilidade, é necessário que todos os instrutores adotem uma postura similar em relação às práticas.

Quando você tem uma técnica muito específica e que não é de domínio dos demais, ela pode não ser usada quando você precisar se ausentar, e isso confunde a cabeça dos alunos, além disso, pode causar uma tensão entre você e os demais instrutores.

2) Utilização excessiva do smartphoneInstrutor

O smartphone é o mal do século. Há muitas pessoas que, mesmo na hora de se exercitar, não larga ao aparelho e as redes sociais.

E o pior é quando você tem esse hábito, instrutor. Dê o exemplo aos seus alunos e guarde o aparelho, verificando-o só após o término da aula.

3) Marginalização de certos tipos de alunosInstrutor-33

Alguns instrutores fazem questão de atender muito bem os seus alunos, desde que eles sejam bonitos, avançados nos treinos ou famosos.

O bom atendimento seletivo desses tipos de alunos pode causar um mal-estar com os demais, como os mais novos, os mais velhos e os recém-chegados.

O resultado dessa atitude é a desmotivação dessa outra parte da turma, que vai preferir outro instrutor, ou até mesmo a interrupção das aulas.

4) Reclamações do local de trabalhoInstrutor-3

Isso não pega bem para nenhuma profissão. As suas opiniões em relação ao trabalho devem ser guardadas para você, pois elas podem influenciar no comportamento dos alunos — principalmente se estas forem negativas.

Se você está enfrentando problemas no seu ambiente de trabalho, procure seu superior e tenha uma conversa franca com ele a respeito.

5) Não ensinar os alunosInstrutor

Limitar-se a instruir uma vez o aluno e, de vez em quando, observar se ele está fazendo o exercício correto, não é ensinar.

Os alunos, principalmente os que tiverem mais dificuldades, devem ser acompanhados de perto para que realizem corretamente todos os exercícios propostos por você.

6) Não escutar e não motivar o alunoInsturtor-2

Os alunos precisam de motivação para seguir adiante nas suas aulas. O ser humano, por força da rotina atual, tende a ser sedentário.

Se você não escuta as dificuldades dos seus alunos e não os motiva, não há por que esperar deles um resultado satisfatório.

Quem deve dar o tom das aulas e guiá-los rumo ao sucesso é você.

7) Falhas no marketing pessoalInstrutor-2

Você se sentiria à vontade para consultar-se com cardiologista que fuma?

E votar em um político corrupto? Não, né?

Determinadas características não combinam com certos profissionais, portanto, você deve estar atento para transmitir uma boa imagem. Portanto, valorize o seu marketing pessoal.

Esteja sempre bem apresentável e disposto, para que os alunos enxerguem em você a motivação da qual necessitam para tornar aquele dia especial.

8) Atraso no início das aulasInstrutor-1

Todas as pessoas que praticam exercícios físicos sabem que, se você não estabelece uma rotina, a motivação tende a cair. O mesmo acontece em relação ao início das aulas.

Além de ser uma grande falta de respeito com quem se esforçou para chegar no horário, o atraso no início das aulas provoca um clima de desmotivação e descontentamento da turma com o instrutor.

Existem exceções? Com certeza!

O que não pode acontecer é esse atraso tornar-se frequente.

9) Falhas na comunicação com os paresInstrutor (6)

Instrutores que não conversam entre si, técnicas distintas que prejudicam os alunos ou instruções que desautorizam o seu par.

Essas falhas na comunicação entre os pares são bem frequentes e, além de prejudicar a sua imagem dentro da academia, têm impacto negativo no desempenho e no desenvolvimento do aluno.

Todas as falhas na comunicação com os outros profissionais devem ser resolvidas em particular, não expondo essas questões para os alunos.

10) Cobranças de mensalidades na hora erradaInstrutor (10)

Dependendo da estrutura da sua academia, além de instrutor, você pode ser o dono do negócio. Não misture as duas funções e jamais cobre a mensalidade de um aluno na frente dos outros.

Além de constrangê-lo, você pode criar uma má impressão frente aos demais alunos e, consequentemente, ser mal visto pela turma.

Quando precisar cobrar alguém, chame a pessoa discretamente para conversar em uma sala reservada e lembre-se que é necessário também ouvi-la, percebendo os motivos para o débito em atraso e sugerir a melhor maneira de ambos resolverem a situação.

Concluindo…Instrutor-(4)

Após tomar ciência das piores atitudes que um instrutor de Pilates pode ter durante as práticas, repense seus atos com o intuito de não prejudicar seu empenho diário às aulas e, consequentemente, sua carreira como instrutor de Pilates.

Lembre-se de que, acima de tudo, você é um profissional da área e precisa evitar a todo custo os comportamentos descritos acima.

Agora, deixe seu comentário no post e nos conte a sua opinião sobre esses comportamentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *