Posted in:

Qualidade de Vida X Coluna Vertebral

Qualidade de Vida X Coluna Vertebral
Gostou? Avalie!

Não podemos negar a importância da saúde da nossa coluna vertebral nos dias atuais e o quanto ela está relacionada com a qualidade de vida de um indivíduo.

Parece óbvio, mas falar sobre isso é extremamente necessário para as mudanças que vem ocorrendo, tanto mudanças de hábitos, quanto as mudanças tecnológicas do mundo moderno.

Se o ser humano tem preocupação em manter sua originalidade física é urgente refletirmos sobre a essência do corpo humano e seu mecanismo tão especial, natural e sábio.

Como profissionais, temos a necessidade de entendermos a simples equação de que se nosso eixo – aquela parte que nos sustenta – não está bem, nossa qualidade de vida e saúde também não estarão. Pensar sobre essa conexão é essencial para um indivíduo que procura saúde e longevidade.

E apesar de estarmos vivendo mais, também estamos vivendo mais acelerados, ansiosos e nossas mentes estão repletas de informações e pensamentos, fazendo com que na maioria dos casos, nossos corpos nos acompanhem como meros coadjuvantes.

Importância da Coluna Vertebral na Qualidade de Vida

Daí surge a importância de refletirmos profundamente sobre a estrutura da coluna vertebral e sua magnitude, para valorizarmos esse bem que é nosso e valorizarmos o papel que a prática de Pilates desempenha na vida e na saúde dos indivíduos.

É interessante criar consciência da importância da coluna e da prática em nossos alunos e o quanto a prática e a coluna estão relacionadas com a nossa boa qualidade de vida.

Pontuar de modo simples em nossas aulas, as teorias que envolvem esse assunto, “alimentando” sempre essa importância, mesmo para os alunos mais antigos, onde corremos um risco de cairmos na rotina!

Sempre conectar a teoria com a prática de modo simples e ilustrativo, pois o que a mente valoriza e se conscientiza, se reflete na resposta corporal. Indiscutivelmente a coluna vertebral e a técnica de Pilates são estruturas mágicas. Como também é indiscutível o quanto a prática ameniza os prejuízos de um mundo estressado.

Analisando basicamente a coluna, vemos um ponto de equilíbrio, uma região que precisa ser cuidada e protegida devido às suas funções tão especiais, como executar os quatro movimentos essências para o nosso dia a dia e a proteção que ela exerce sob a medula espinhal.

Se pararmos um pouco para refletirmos mais sobre a riqueza e importância que essa proteção sob a medula espinhal tem, olharíamos com mais profundidade para o nosso aluno.

Cabe também ao professor de Pilates, nunca esquecer da grande conexão que o corpo tem com o cérebro (mente), sentindo mais o seu aluno como um ser integral, sem fracionar suas partes, percebendo a aliança que existe entre movimentos, sensações, pensamentos e emoções, levando em consideração as sábias palavras de Joseph Pilates sobre a mente esculpindo o corpo.

Como exemplo, sabemos que todas as nossas emoções estão relacionadas com o nosso corpo, fazendo com que, se existir tensão mental, consequentemente poderão surgir grandes possibilidades de haver tensão em nossa musculatura.

Com isso, nossas aulas tornam–se mais completas, agradáveis e com respostas físicas e emocionais totalmente positivas.

Os 4 Movimentos Essenciais

Com relação à técnica especificamente, é importante valorizar os movimentos essenciais da coluna vertebral e se faz necessário olhar para nossas aulas relacionando esses movimentos com os exercícios aplicados.

Usar imprescindivelmente os quatro movimentos em aula, tanto na questão de ganho e ou manutenção da resistência da coluna, quanto na questão de ganho e ou na manutenção da flexibilidade da coluna.

Os movimentos essenciais, flexão, extensão, lateralização e rotação quando aplicados de modo eficaz, com exercícios adequados e com o planos de aula equilibrados nessa questão corpo-eixo, traz ao aluno todos os benefícios e qualidade para a saúde da coluna e notavelmente para a melhora da sua qualidade de vida.

E a melhora é para ambos, pois um professor produzindo respostas positivas e tendo consequentemente reconhecimentos, terá com certeza, estímulos para dar continuidade à um trabalho bem mais motivado e prazeroso, fidelizando seus alunos!

Qualidade na Aula de Pilates

Mas você deve estar aí se perguntando como seria essa metodologia da aplicação desses exercícios em aula.

Não existe segredo para uma boa aula se o professor incluir em seu método de ensino os quatro movimentos essenciais para o equilíbrio da coluna. Certifique-se se em sua aula, seu aluno praticará todos os movimentos. Muito simples como uma dobradiça funcionando bem para abrirmos e fecharmos a porta sem ruídos e sem emperrar.

Fazer o aluno entender também que com o Pilates as portas de nossas vidas se abrirão para um mundo muito mais saudável e se fecharão para as dores, indisposições e patologias de uma coluna mal cuidada e mal amada, amenizando assim os prejuízos do mundo moderno.

A técnica também me fez ver a relação não só da qualidade de vida da coluna, mas também me fez enxergar profundamente, a questão de uma comparação da qualidade de vida da prática semanal da técnica analisando o indivíduo como um todo, como um ser integral, com relação a um tratamento da medicina tradicional ocidental.

A importância da prevenção e da periodização de aulas de Pilates, ou ainda a importância e a valorização do aconchego (em vários sentidos) que um estúdio de Pilates e suas aulas possam oferecer aos nossos aluno, sem desmerecer todos os benefícios que a medicina trouxe para o bem estar da humanidade.

Porém se faz necessário concordar que é muito mais agradável ir à um estúdio de Pilates com professores bem treinados, arrumados, atenciosos, preocupados efetivamente com a saúde, bem estar e com a vida daqueles seres humanos, do que enfrentar ciclos de tratamento de remédios e injeções.

É muito necessário refletir também sobre a dimensão da importância que temos com relação à mudança da qualidade de vida aos alunos que chegam em nossa direção.

Refletir sobre o que muda no indivíduo quando há uma mudança de alinhamento de eixo. O quanto é importante seu reequilíbrio estrutural. O quanto tudo isso é saudável para a vida dele como um todo.

Sabemos que hoje os casos de desconfortos como dores e patologias na coluna vertebral é enorme e atinge grande parte da população, e está em nossas mãos passar informações saudáveis também.

Mudar essa mentalidade de que tudo que está relacionado com doenças e patologias é complexo. Mostrar aos alunos a simplicidade e ao mesmo tempo o mecanismo mágico do corpo humano. E que de tão simples nos parece complexo.

Mostrar que o domínio sobre uma qualidade eficaz depende dele e da qualidade de seus pensamentos e ações, que o mecanismo da mente também é um mecanismo simples e natural.

Concluindo…

O que mais me fascina é o quanto, nós professores, temos uma função especial na vida dos seres humanos.

O quanto nosso papel requer ter sensibilidade, cuidado e atenção com o aluno, mas antes de tudo conosco, e assim adquirimos paciência e amor por nós mesmos, gerando também uma boa qualidade de trabalho e consequentemente de vida.

Acaba sendo uma troca de ricas experiências de ser humano para ser humano. Troca de sensibilidade, cuidado e atenção.

E devemos tudo isso ao grande filósofo do movimento, Sr. Joseph Pilates, que criou uma técnica de qualidade encantadora, não só para o corpo – eixo e a mente, mas para a relação saudável entre professores e alunos!

Written by Maria Fernanda Ramos

Maria Fernanda Ramos

Pedagoga e Educadora Física Formada pela Universidade São Judas Tadeu, São Paulo-SP. Especialista em MAT Pilates e Pilates Estúdio, formada pelo Körper Studio. Leciona MAT Pilates há 15 anos e é Especialista em Yoga e Pranayamas, formada pelo Instituto Yepy. Trabalha como Personal Trainer com Musculação, Corrida, Pilates e Yoga em São Paulo. Proprietária da Empresa Lado B da Saúde.

2 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *