Posted in:

Pilates suspenso: exercício com propósito

Analisando a situação atual do Pilates Suspenso no Brasil, podemos evidenciar um crescimento significativo no mercado. Tanto instrutores buscando se especializar como alunos buscando estúdios que ofereçam. Porém nos gera uma preocupação em como a qualidade está acompanhando esse crescimento.

Uma pergunta que me faço é: Que imagem estamos passando? Como as pessoas tem visto o Pilates em suspensão? Será que estamos transmitindo a mensagem correta?

O que é Pilates Suspenso?

PILATES-SUSPENSO-2

O Pilates Suspenso é uma variação do Pilates convencional, em equipamentos próprios para esse método. Porém ao contrário do que pensam, ele não exige alto grau experiência e pode ser praticado por qualquer aluno – de alunos iniciantes aos avançados, do atleta à gestante e idosos.

O treinamento do Pilates Suspenso contém vários exercícios que pode ajudar o aluno a tratar patologias da coluna, educar a postura, dentre outras. São exercícios realizados sem compressão articular, exigem grande recrutamento muscular, gerando ganho de força e equilíbrio. Esse treinamento diminui o impacto articular trazendo grandes benefícios ao praticante.

Um dos diferenciais do Pilates Suspenso, além dos benefícios na saúde e mente vindos do Pilates, é por se tratar de uma atividade que tira o aluno da zona de rotina, o convida para uma atividade completamente nova.

O porque existe um preconceito?

PILATES-SUSPENSO-6

Já falamos anteriormente aqui no Blog Pilates sobre os pré-conceitos ainda existentes quanto ao método em suspensão por parte das pessoas mais tradicionais. Porém também podemos compreender esse pré-conceito visto que há uma superficialidade no ensino da técnica por algumas escolas e pelo foco mais acrobático do que clínico. Diante disso perdemos uma ótima oportunidade em conquistar aqueles que ainda não são adeptos ao treinamento do Pilates Suspenso.

Deixe me explicar melhor: Quando você passa um exercício ao seu aluno você sempre deve levar em consideração os propósitos e objetivos desse exercício para tal aluno. Não se deixe levar pela “moda”, passando somente exercícios que são “bonitos” aos olhos, mas não vão de encontro com a necessidade do seu aluno.

Importante entendermos que os exercícios bonitos também são ótimos exercícios e existem um “porque” de serem feitos. Porém o que vemos hoje no mercado, é uma saturação de fotos invertidas e acrobáticas como se isso fosse a essência do nosso trabalho, mas não é.

Também é importante deixar claro a minha paixão pelas posturas invertidas e quem me conhece, sabe bem disso. Entretanto existe uma essência que não pode ser perdida no nosso trabalho, e preocupo em passar sempre em meus cursos e como metodologia Suspensus, que:

SUSPENSÃO, não necessariamente, significa INVERSÃO.

A inversão na suspensão

PILATES-SUSPENSO-3

A inversão está presente na metodologia, tem enormes benefícios e de certa forma é como desafios vencidos pelos alunos, mas isso fica para uma próxima matéria. Entretanto, não podemos tornar a Suspensão apenas Inversão.

Os exercícios do Pilates Suspenso devem ter proposito. A palavra propósito significa “objetivo, intuito e mais especificamente finalidade”. Em resumo, o exercício que você escolhe para determinado aluno/paciente deve ter um “porque”.

Dado esse fato, você professor deve se atentar a não dar o exercício pela “beleza” e sim pelo benefício do mesmo no objetivo de seu aluno. Para isso selecionei algumas perguntas interessantes para se fazer antes das aulas:

Por que estamos realizando determinada postura?

No que ela irá beneficiar meu aluno/paciente?

Importante também, é entender que não sou contra fotos, aliás é uma ótima maneira de provar a evolução dos seus alunos/pacientes e também como divulgação do seu estúdio nas redes socais, porém elas não devem reger nosso trabalho.

Qual deve ser o foco?

PILATES-SUSPENSO-1

O foco do nosso trabalho deve ser sempre o aluno/paciente e suas necessidades. E sim, muitas vezes você terá alunos que praticaram o Pilates Suspensão, mas que não executam movimentos acrobáticos ou invertidos e isso não é errado ou sinal de que você é um mal profissional, pelo contrário, simplesmente porque não há necessidade de fazê-lo nesse momento.

Todos sabem que sou praticante e amante de artes circenses já há 9 anos.  As vezes os meus treinos pessoais não incluem posturas acrobáticas, posso realizar um treino completo com posturas básicas e mesmo assim ter um treino extremamente intenso.

O que quero dizer é que o treino em suspensão pode ser feito parcial ou totalmente em suspensão e esse é o princípio básico, trabalharmos com a gravidade e o peso corporal e no caso do Suspensus, sempre com os princípios do Pilates aliados ao treino.

Mudando de opinião

PILATES-SUSPENSO-5

Eu tive a oportunidade de poder conversar com diversos profissionais de renome do mundo do Pilates e que a princípio pensavam negativamente em Pilates em Suspensão. Pudemos sentar, conversar e expor o outro lado que a maioria não conhece e por isso acabam achando que não passa de “macaquices” como ouvi de muitos. Inclusive muitos deles se tornaram parceiros nacionais e internacionais.

Por isso acho importante a disseminação do Pilates Suspenso, porém de forma adequada e que não passe a impressão de que é somente acrobacias, sem nenhum propósito ou objetivo como dito anteriormente.

É necessário transmitir a imagem desse método de treinamento de forma correta. Assim terá mais credibilidade, e as pessoas, como as que conversei, podem se abrir mais para entender o Pilates Suspenso.

Concluindo

PILATES-SUSPENSO-4

Para concluir, pensem que tudo tem seu tempo e que seu aluno precisar passar por etapas, entendendo bem as bases dos movimentos, passar pelos exercícios corretivos e educativos a ponto de realmente entender e aplicabilidade e inserir os princípios durante sua execução e assim logo ele chegará aos acrobáticos.

Porém com muito mais fluidez e resistência do que se realizar um movimento desse tipo sem estar preparado, com ótimas linhas e sem compensações.

Aos ainda não praticamente de Suspensus, não interprete uma metodologia apenas por fotos, tornando um pretexto para que digam que tal técnica não tem bases e princípios.

Acredito que dessa forma conseguiremos muitos mais adeptos a metodologia do Pilates em Suspensão ou Treino em Suspensão, com desejar chamar.

E você dá aula de Pilates Suspenso? Como é sua aula? Conta para gente nos comentários!

Se você está gostando desse assunto e gostaria de dar aulas inovadoras no seu Studio, atrair mais alunos e, consequentemente, aumentar a sua renda mensal, te convido a conhecer o nosso curso presencial de Formação no Método Suspensus!


Clique aqui para descobrir mais sobre o curso, os módulos e conteúdo ensinado. Nessa página também tem as cidades e as datas em que teremos cursos.

>> Quero conhecer o curso Suspensus.

Written by Vanessa Alves

Vanessa Alves

Mentora do método Suspensus. Graduada em Fisioterapia,pós graduada em fisiologia do exercício e prescrição do exercício. certificação mat.Pilates e pilates clínico, certificação internacional em pilates aéreo, ballet clássico pela royal academy of dance london, método integrado mormaii, método five konzept, core, total barre. Desde 2006 trabalha com artes circenses, mas especificamente com acrobacias duo e em grupos. Em 2008 iniciou no aéreo com foco principal em lira e tecido acrobático.

15 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *