Posted in:

10 Dicas sobre Flexibilidade que seu Aluno precisa saber

FLEXIBILIDADE-PILATES

Você já conheceu alguém que inveja pessoas que saltam em um espacate, ou que, sem esforço, colocam o pé atrás da cabeça? Bom, eu sou uma dessas pessoas que tem muita flexibilidade e passo por essas citações constantemente.

A flexibilidade está entre uma das buscas mais desejadas pelos alunos de Pilates, e é uma atribuição que temos ao nascer, mas perdemos no decorrer do envelhecimento, principalmente quando não existem estímulos suficientes.

No artigo de hoje, veremos dicas de como aumentar a flexibilidade em apenas alguns passos.

Em primeiro lugar, a flexibilidade varia de pessoa para pessoa. Embora nossa estrutura básica seja semelhante, cada pessoa é única.

Mas existem muitos fatores que também contribuem com a flexibilidade: altura, sexo, puberdade, atividades diárias, postura, hidratação, histórico médico e muito mais.

Além disso devemos levar em consideração que o treinamento da flexibilidade leva tempo e a progressão deve ser buscada com calma e segurança.

Óbvio, não existe nenhum truque de mágica que irá corrigir este problema, mas eu vou fornecer algumas dicas úteis que devem ajudar a aumentar sua flexibilidade.

Trabalhando a Flexibilidade no Pilates
FLEXIBILIDADE-PILATES

‏Movimentos

Sentar-se por longos períodos de tempo pode ser difícil para o corpo, então o primeiro passo é instruir o aluno a mudar hábitos fora do estúdio.

Levantar e caminhar ao longo do dia é um exercício simples e eficaz. O corpo não foi projetado para se sentar na frente de um computador, no sofá, na escrivaninha o dia todo.

Os exercícios do Pilates específicos para o alongamento também auxiliam na melhora do desempenho diário do aluno.

Hidratar, Hidratar, e Hidratar

O corpo é composto principalmente de água, então é essencial dar ele o que precisa. Há muitos benefícios em se manter hidratado, especialmente para nossos músculos.

Para que eles respondam ao treinamento de flexibilidade, devem estar hidratados.

Importante deixar avisado que a hidratação deve ser feita com líquidos saudáveis, principalmente com a boa e conhecida água mineral, mas caso seu aluno queira variar um pouco sugira sucos naturais, água de coco, vitaminas com frutas frescas, chás, entre outras opções.

Evite recomendar refrigerante, café e bebidas industrializadas em geral.

Comece com os Pés

Os pés carregam todo o nosso peso corporal. Oriente o aluno a encontrar tempo para esticar, nutrir e mover os pés fora de sapatos.

Os pés são um reflexo do corpo. Se os pés são rígidos, o corpo será rígido.

Circulação

Concentre-se em movimento. À medida que o corpo se move, o sangue vai ser bombeado para todo o corpo, aumentando a oferta de sangue para os músculos.

Massagear o corpo é uma maneira perfeita para estimular a circulação sanguínea – seja com o massagista profissional ou rolo de espuma, bola lacross, entre outros acessórios.

Este movimento simples ajuda a liberar regiões de tensão e aumentar a circulação para a área afetada.

Em consequência, trazer a mair irrigação sanguínea em uma área afetada ajuda a curar mais rapidamente pequenas lesões e inflamações.

flexibilidade-1

Bocejo

Na parte da manhã, dar um grande bocejo e esticar os músculos rígidos pode ser um santo remédio.

Acredite em mim, pode parecer bobagem, mas executar esta tarefa simples pode fazer maravilhas para o corpo.

Instrua o aluno a sempre que se sentir lento ou amarrado, colocar os braços no ar, levantar a caixa torácica para abrir os pulmões e bocejar. Ele será outro na aula de Pilates, e também fora dela.

Gama Completa de Movimento

Certifique-se de realizar a gama completa ou além do movimento em cada exercício. Essa polegada extra pode realmente fazer uma grande diferença.

Amigo Estiramento – “Doces”

Nos Workshops e treinamentos que eu ensino, muitas vezes eu dou assistência aos indivíduos sobre alongamento. Ao propor esse simples dever forçamos o seu corpo para ir um pouco mais em seu trecho.

O corpo muitas vezes precisa de um pouco de incentivo para ir além. Eu chamo isso de “doces” porque a satisfação após a realização do treinamento é muito boa.

Joseph Pilates era conhecido por fazer a mesma coisa, mas, muitas vezes, com mais força!

Respire

Você deve, deve, deve ensinar seu aluno essencialmente como se respirar profundamente e expirar completamente.

A respiração é o primeiro e último ato da vida, e para o corpo a funcionar corretamente e tornar-se flexível você deve respirar e deixar ir.

Descansar/Relaxar

Não adianta constantemente forçar o corpo, é preciso deixa-lo se recuperar.

Se o aluno quer constantemente sobrecarregar os músculos, sem o tempo necessário de descanso e recuperação, isso pode trabalhar contra ele – assim, ele nunca conseguirá flexibilidade, a menos que receba a instrução correta para deixar os músculos se repararem.

Concluindo…Tipos de Pilates 7

Para concluir, confie no seu corpo: para muitas pessoas, o diálogo interno negativo impede de alcançar o máximo de flexibilidade.

Isso é muitas vezes o aspecto mais desafiador de conseguir um objetivo. Não deixe que seus alunos digam “eu não posso”. Incentive-os a dizer “Eu vou tentar” ou “eu posso”. Mente sobre a matéria é poderoso.

Com pensamento positivo, você pode conseguir qualquer coisa. É preciso prática, paciência e persistência, mas tudo é possível se você acreditar em si mesmo. Tudo começa a partir de dentro.

O que você achou dessa matéria? Tem uma dúvida ou algo a acrescentar? Conte pra gente e quem sabe podemos esclarecer em outras oportunidades!

Texto adaptado de Laura Grant

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *