Junte-se a mais de 200.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Como falamos no último artigo, existe uma série de exercícios que ajudam no tratamento da incontinência urinaria. Hoje falaremos de dois exercícios básicos para treinar o assoalho pélvico que auxiliam de maneira preciosa.

Para aprender como ativar a musculatura do assoalho pélvico, continue lendo!

Treinar o assoalho pélvico

A maneira mais fácil de sentirmos essa musculatura é sentado sobre uma cadeira ou bola nº 55. Devemos nos colocar na posição sentado sobre dois ossos que estão localizados bem abaixo dos glúteos, os ísquios, e realizar a força como se quiséssemos elevar o órgão genital do acento. Ou, se não conseguir sentir a contração, a maneira mais fácil seria ao ir ao banheiro cortar o jato da urina.

Agora sim, você devera manter a musculatura contraída durante algumas atividades diárias, isso já será um bom treino – um exercício excelente e fácil.

O segundo exercício será o The Bridge.

Posição inicial: em decúbito dorsal e os braços ao longo do corpo, os joelhos e quadris flexionados com os pés apoiados no chão. Realizar a contração do assoalho pélvico, como no exercício anterior.

Movimento: Realizar a contração dos glúteos, e elevar os quadris enrolando a coluna, desencostando vértebra por vértebra do solo. Manter o quadril elevado por 3 respirações e retornar à posição inicial.

Bom, essa foi a dica do mês. Espero que ajude vocês a prevenir ou auxiliar no tratamento da incontinência.

Conclusão

Treinar o assoalho pélvico é muito importante para fortalecer esta musculatura e combater a incontinência urinária.

Esses dois exercícios podem ajudar muito com o problema.