Posted in:

8 Dicas para manter seus exercícios de Pilates dentro da biomecânica perfeita

8 Dicas para manter seus exercícios de Pilates dentro da biomecânica perfeita
Gostou? Avalie!

Existem inúmeros exercícios de Pilates descritos pelo mundo a fora, mas o que fazer para escolher da forma adequada os exercícios que você deve aplicar em seus clientes?

Nos instrutores precisamos ficar atentos e sempre observar cada movimento de nossos alunos e para isso, separei 8 dicas superimportantes para te ajudar na escolha dos exercícios, aplicando elas o sucesso do seu atendimento será garantido! Continue lendo

1 – Escolha os exercícios de Pilates pelo objetivo, e não pela beleza

exercicios-de-Pilatess-7

O Pilates possui movimentos belos, complexos e lindos de se ver. Entretanto a execução de um exercício de Pilates sem a atenção aos objetivos dele pode levar você a cometer uma falha biomecânica grave.

Alguns exercícios podem parecer simples, e na verdade são mais complexos quanto a sua biomecânica do que parecem. Os objetivos de um movimento devem sempre estar bem claros para o instrutor.

Toda vez que selecionar um exercício para realizar com seu cliente, pense primeiro nos objetivos que o movimento possui e se isso atende as necessidades dele.

2 – Observe a postura do seu cliente na hora de executar o exercício

A maioria das falhas no processo biomecânico está relacionada a posições inadequadas durante os exercícios. A postura com que os outros segmentos se apresentam pode atrapalhar seu sucesso na hora de execução do movimento.

As posições da cabeça, das mãos e dos pés, são extremamente importantes, todo o corpo do cliente deve estar voltado para o exercício a ser executado.

Um alinhamento perfeito da cabeça evita sobrecargas musculares da região cervical, o punho e o pé também podem sofrer por posturas inadequadas.

Portanto durante a execução do exercício de Pilates nenhuma parte do corpo deve estar “abandonada”. Todo o corpo dos pés a cabeça devem estar posicionado de forma correta.

3 – Não permita que seu cliente compense o movimento

Muitas vezes nossos clientes ainda não tem a capacidade de chegar aquele movimento final, entretanto tentam sempre mostrar que conseguem e acabam realizando os movimentos compensatórios, recrutando articulações e músculos que não deveriam estar envolvidos naquele movimento.

Ombros são elevados, quadris rodados e a coluna perde toda a postura afim de que o movimento aconteça. Não permita que isso aconteça, toda vez que as compensações começarem interrompa o exercício de Pilates e o limite para que a execução perfeita seja atingida.

4 – Respeite os limites de seus alunos

exercicios-de-Pilatess-4

Toda pessoa possui características especiais e inteiramente próprias, muitas vezes um senhor de idade tem mais força muscular que um jovem e uma jovem se apresenta tão encurtada que parece ter uma coluna de 90 anos.

Cabe a nós profissionais realizar uma criteriosa avaliação do nosso cliente e definir quais os seus objetivos e também quais os seus limites.

Não exponha seus clientes a exercícios sobre os quais ele não terá controle e fará de forma inadequada.

Escolha os exercícios de Pilates de forma pessoal para que cada um tenha o exercício adaptado e necessário para o sus estrutura física e suas capacidades.

5 – Não “caia” nos pedidos de seus clientes

O Pilates esta em alta no mundo inteiro, atores, atletas e muitos nomes conhecidos o praticam e tem o costume de postar vídeos na internet realizando os exercícios de Pialtes.

Nossos clientes ficam de certa forma empolgada com aqueles movimentos lindos e também querem executar. Mas cuidado!

Como disse acima cada pessoa possui seus limites, e mesmo que aquele cliente chegue ao Studio querendo muito executar aquele movimento acrobático fantástico, não caia nesse pedido.

Avalie se realmente ele pode e é capaz de executar tal movimento e se ele já passou por todas as etapas que antecedem a realização daquele exercício de forma perfeita.

6 – Gradue seus clientes

Joseph Pilates criou o método se baseando na graduação de básico, intermediário e avançado. Alguns pacientes apesar de passar anos dentro do Pilates ainda não desenvolveram capacidade de ser considerado avançado, já em compensação outros já entram no Studio com um controle motor tão expressivo que você pode aplicar exercícios avançados sem nenhum prejuízo.

Observe isso, e aplique para que seu cliente saia satisfeito do atendimento, e não desestimulado por não conseguir nunca executar os movimentos ou por só fazer movimentos básicos demais.

7 – Evolua sempre que possível

exercicios-de-Pilatess-1

Nossos clientes adoram os exercícios de Pilates acrobáticos e são loucos para fazê-los, mas como já falamos em cima, isso não quer dizer que eles possam fazê-lo.

Mas também não é para você ficar alí só no “basiquinho” sem promover nenhum novo desafio.

Construa a evolução do seu cliente, estimule ele a testar novos movimentos e o ajude a construir os movimentos intermediários e avançados.

Não é de uma hora para outra que ele vai conseguir ficar de cabeça para baixo, mas é construindo esse movimento que ele vai ganhando capacidade física e confiança para executar essa nova proposta.

Adicione acessórios, provoque desestabilizações, e promova um recrutamento maior de fibras musculares para que esses exercícios possam evoluir. Afinal de contas uma das coisas mais legais do Pilates é poder fazer um exercício diferente a cada dia.

8 – E o mais importante: Estude os movimentos

Existem diversos movimentos criativos no Pilates, movimentos que não foram descritos pelo Joseph ou pelos Helders, mas que os profissionais da área realmente inventaram, publicaram e executam por aí. Cuidado com movimentos que você não sabe como foram criados e para que servem.

Antes de aplicar qualquer exercício em seu cliente, pesquise o movimento, abra seu livro de anatomia e o de biomecânica e veja para qual grupamento muscular aquele exercício está sendo executado.

E junto com a avaliação que fez de seu cliente defina se realmente esse movimento é indicado ou não para ele.

A base do Pilates é o movimento, a base do movimento é a biomecânica, a base da biomecânica é a anatomia, sem esses elementos o Pilates não existe. Nunca deixe-os de lado!

Concluindo…

exercicios-de-Pilatess-8

Agora que você está prestando atenção em cada movimento escolhido, você pode ter certeza que seus objetivos com o Pilates serão alcançados com muito mais facilidade, e que cada movimento proposto vai ser aproveitado no se máximo!

Pilates pode ter em qualquer lugar, mas Pilates com Excelência só alguns conseguem fazer! Seja um deles!

Mais alguma dica para acrescentar? Conta para gente nos comentários!

Written by Bruna Mayer

Fisioterapeuta, pós graduada em Anatomia Humana e Biomecânica, pós graduada em Acupuntura, especialista em Reeducação Postural e Pilates, Coordenadora do curso RPG - RBC ( Reeducação Postural Global, pelo Reequilíbrio da Biomecânica Corporal), Certificação Internacioanal em Pilates Clássico Original pela Alves Pilates, Instrutora da Voll Pilates, Certificação Internacional em Pilates pela MK Pilates, coordenadora da clínica M.A Bem Estar e Saúde no Rio de Janeiro.

M.A Bem Estar e Saúde - Av. Franklin Roosevelt, 39 sala 805 - Centro Tel.: 3169-2976 e Rua Barão de Mesquita 482 - sobreloja - Tijuca tel.: 4108-6305
www.mabemestaresaude.com.br

8 posts

2 Comentários

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *