Posted in:

A evolução tecnológica prejudica a coluna?

Coluna-1

Vivemos a era da tecnologia, onde quanto mais cifóticos e retrovertidos somos, mais nos encaixamos em nosso ambiente de trabalho, certo? Errado!

Computador, notebook, tablet, vídeo game, cadeira confortável, sofá, celular…

À medida que a tecnologia está evoluindo, a postura do homem está involuindo. São questões inversamente proporcionais e que podem causar danos irreversíveis ao corpo se não “consertadas” a tempo.

As alterações físicas na coluna

Coluna-5

Quem trabalha sentado diante o computador (grande parte da população), deve ter em mente que é muito difícil manter a postura durante a jornada de 8 horas de trabalho.

É hipocrisia falar que o corpo não dá aquela escorregadinha na cadeira, que mantém os ombros afastados das orelhas enquanto digita ou que a cabeça não anterioriza e os olhos não cerram para enxergar o que está na tela.

Conscientizar-se de que existem músculos dentro de você que podem te auxiliar a manter uma estrutura equilibrada e sadia é de extrema importância. Mas para ter consciência disso é necessário algo que te ensine.

E quem trabalha em pé o dia todo? E em cima de lindos saltos altos?

Temos três curvaturas fisiológicas móveis em nossa coluna: lordose lombar, cifose torácica e lordose cervical. Diante disso precisamos entender como preservá-las para que haja uma maior proteção com relação à descarga de peso.

As curvaturas fisiológicas da coluna aumentam a resistência aos esforços de compressão axial, pois temos que, a resistência da coluna é igual ao número de curvaturas ao quadrado mais um:

R = N²+1

Ou seja, quanto menos curvaturas uma pessoa apresentar, mais exposta ela estará.

Como o Pilates pode ajudar?

Coluna-3

E ao meu ver, a atividade que pode oferecer qualidade de vida com um corpo equilibrado e saudável e que ainda respeita as individualidades de cada um é o Pilates.

Dessa forma são necessários exercícios de estruturação dos músculos posturais e de flexibilização da coluna.

Jovialidade e flexibilização são diretamente proporcionais: quanto mais flexível uma coluna é, mais jovem você de torna. Porém, o inverso não é verdadeiro. Você pode ser jovem e ter uma coluna não saudável e não flexível, tudo vai depender do que você quer, deseja e de como você lida com isso.

O alimento do nosso corpo é o movimento, não mexer quer dizer parar de nutri-lo de alguma forma, e se não há nutrição, em algum momento, ele perecerá.

Cabe mais uma vez aqui lembrar que o Pilates é uma técnica de construção de movimento que busca o equilíbrio corporal, trabalhando a postura e estruturando seu corpo para que as atividades do dia a dia possam ser realizadas com menos esforço.

E em atividades da vida diária (neste caso), entende-se: permanecer sentado por algumas horas de trabalho sem desmoronar o tronco, ou escorregar na cadeira, ou ainda ficar em pé sabendo quais musculaturas acionar para que o peso do seu corpo não sobrecarregue sua coluna

Exercícios de Pilates recomendados

Coluna-4

Podemos listar 10 exercícios no Mat Pilates, tanto para crescimento axial e descompressão das vértebras, quanto exercícios de flexibilização de coluna para auxiliar na prevenção e manutenção das curvaturas fisiológicas.

E antes que me perguntem: “Por que só do Mat Adriana”? Temos todos os equipamentos e etc.

Eu respondo: “em primeiro lugar para quem não possui Studio com equipamentos poder se utilizar dos exercícios e das dicas, e em segundo lugar porque é no Mat Pilates que aprendemos a sustentar o peso do nosso corpo

Segue a lista de exercícios que eu proponho a vocês instrutores

  • Bridge – segmentação de coluna – pré pilates
  • Cat – mobilização de coluna em flexão e extensão – pré pilates
  • Half rolldown – segmentação de coluna – pré pilates
  • Roll up – segmentação de coluna e flexão do tronco à frente
  • Rolling like a ball – manutenção da flexão da coluna
  • Spine Stretch – crescimento axial e flexão à frente
  • Spine Twist – crescimento axial e rotação de tronco
  • Saw – crescimento axial com flexão e rotação de tronco
  • Swan– extensão de coluna
  • Mermaid + snake + twist – inclinação lateral e rotação

Importante: nos exercícios destinados ao crescimento axial da coluna utilize um bastão como referência para seu aluno. O bastão deve tocar três pontos: occipital, torácica e sacro, preservando as curvaturas e utilizando-se da força abdominal para que essa estrutura seja mantida.

Lembrando que existem alunos com restrições, com patologias, com falta de alongamento para sentar nos ísquios durante exercícios como o Saw, Spine Stretch e Spine Twist.

Concluindo…

Coluna-2

Buscar uma coluna mais saudável não é sinônimo de querer que seu aluno desenvolva todos esses exercícios perfeitamente.

Modifique de início, desconstrua o exercício e ensine de uma forma didática para depois unir as partes e realizar o todo.

Considere as individualidades e busque no corpo de cada aluno uma forma de fazer com que os exercícios sejam realizados com respeito e qualidade afim de que se atinja um objetivo final, que nesse caso é a flexibilização da coluna e o crescimento axial para que saibamos como lidar com nosso corpo quando o dia a dia nos passar uma rasteira.

Até o próximo texto, dessa vez com a coluna mais flexível!

Written by Adriana Coldebella

Adriana Coldebella

Instrutora certificada internacionalmente por Lolita San Miguel em seu Programa de Mentoria nos EUA e apta a ministrar o Lolita´s Legacy.
Bacharel e Licenciada em Dança pela Unicamp e pós graduada em Massagem e Técnicas corporais, ministra workshops e aulas especiais e é modelo fotográfica de exercícios de Pilates.

13 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *