Posted in:

Exercícios de Pilates: O que seu aluno precisa, ou o que ele quer?

Exercícios de Pilates: O que seu aluno precisa, ou o que ele quer?
3 (60%) 1 vote

O Pilates é um campo em ascensão no Brasil, só no país temos atualmente em torno de 35 mil estúdios em crescimento. Conforme a prática avança pelo país, cada vez mais alunos se interessam, e começam a praticar buscando fazer os exercícios de Pilates.

método Pilates, para os outros, vem sendo uma disciplina relativamente “nova”, chegou rapidamente ao topo das preferencias em rotinas de exercícios no mundo todo.

O método tem como principal característica, o fato de não ter nenhum movimento é feito de forma automática ou passiva, mas, sim, com consciência, precisão e rigor técnico. Sendo assim acaba sendo muito procurado e existem muitas academias e Studio de Pilates que ofereçam a pratica.

E quando procurado, na maioria das vezes os novos alunos vêm com uma expectativa e uma ‘visão’ diferente do que realmente é, então cabe a você instrutor buscar apresentar e explicar o que é o melhor a ser feito.

Porém ainda assim temos algumas situações em que os alunos pedem exercício, muitas vezes, porque viram alguém praticar, e a dúvida é: você deve ensinar o que ele quer, ou não? É isso que vamos abordar no decorrer do texto.

Exercícios de Pilates: fazer ou não fazer?

exercicio-de-pilates-1

 

No método Pilates há centenas de exercícios que complementam o sistema da contrologia nos diferentes níveis:

  • Nível BÁSICO – ações fundamentais
  • Nível INTERMEDIÁRIO – fisicamente acessível e bastante difícil para a maioria dos clientes
  • Nível AVANÇADO – verdadeiramente desafiador até mesmo para os clientes mais fortes

Porém, já ouvi alguns instrutores dizendo… “Rodrigo, mas eu fiz porquê meu aluno pediu”.

Um “profissional” seja ele da área que for, jamais vai atender o pedido de um aluno/paciente somente para satisfazê-lo.

Imagine um paciente chega numa clínica e diz: Doutor retire meu apêndice porquê não gosto dele, meu vizinho retirou e eu também quero. Claro que dei um exemplo ao extremo, mas fiz isso para refletirmos.

A mesma coisa pode acontecer (algumas vezes acontece) em Studios de Pilates. Alunos vem vídeos e fotos de exercícios complexos, pedem para os instrutores e eles fazem!

exercício de pilates 5

Autoridade na sala de Pilates é o instrutor que deve ouvir o aluno, mas não atender o que ele pede a não ser que seja algo específico para a necessidade do pedinte.

Certamente ninguém pede para fazer o Hundred, talvez peçam os exercícios mais avançados e atrativos no qual alguns não estão preparados para executar.  Porém é importante destacar que o método Pilates não é feito apenas de um exercício e sim de um sistema completo (O Método).

O Método promove a qualidade de vida entre outros benefícios que já estamos carecas de saber, a boa execução de uma série de movimentos leva o aluno para a próxima etapa, assim acontece a evolução dentro do método que deve ser de maneira natural e saudável.

Fazer um exercício somente porque o aluno quer é uma falha grave, o ideal é compreender o que o aluno necessita e também saber dizer não.

Por mais que seja um exercício criado por Joseph Pilates, não é seguro e indicado a execução de exercícios aleatórios sem a preparação adequada nas aulas, semanas, meses anteriores para tal desafio.

Faça o necessário, desafie o aluno com segurança, utilize ferramentas como a precisão em um dia, fluidez no outro e verá que esses estímulos são bastante desafiadores, mostre a eles que é preciso entender o movimento é não apenas executado bem para a foto, mas sim incorporar o método no dia a dia.

A melhora na execução do exercício não é o único indicativo de evolução, estamos com o aluno apenas 1h do dia, as outras 23h devem ser bem aproveitadas com a utilização das ferramentas que foram dadas na aula, senão praticar o Método não fará sentido.

Conclusão

exercicio-de-pilates-3

Sabendo disso é importante que você como instrutor esteja constantemente estudando e se atualizando para saber instruir seu aluno e paciente. Pois antes de fazer o exercício de Pilates que ele quer ou imagina, é preciso pensar como um especialista: tem propósito aquele exercício para o seu objetivo?

É ideal sempre buscar alcançar os objetivos pretendidos pelos alunos, mas também sempre com responsabilidade para que o método seja realizado da melhor forma possível e proporcione todos os benefícios que ele provém.

E você já passou por uma situação parecida? Conte para gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *