Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

O dicionário define criatividade como um substantivo que “representa inteligência e talento, natos ou adquiridos, para criar, inventar, inovar, quer no campo artístico, quer no científico, esportivo, entre outros.”

Trabalhar com pessoas criativas gera uma riqueza incalculável. Elas normalmente têm uma facilidade maior para encontrar soluções para os problemas, pensam fora do quadrado e nos surpreendem com suas ações. E quando colocamos a criatividade dentro de um estúdio de Pilates, é evidente que suas ações podem produzir excelentes resultados.

Agora, existe um segundo termo que, dentro de uma visão estratégica, precisa caminhar junto à criatividade: responsabilidade. Como define o dicionário, “obrigação de responder pelas ações próprias ou dos outros”.

Você se pendurar em uma máquina e ter total consciência e responsabilidade dos riscos é uma coisa. Agora, cobrar uma mensalidade, prometer a entrega de um serviço e se responsabilizar pelas ações de um cliente que você irá pendurar em uma das máquinas do Pilates é algo bem diferente, e é por isso que essa coluna surge para nos ajudar a refletir sobre o tema.

Fica evidente que unir CRIATIVIDADE + RESPONSABILIDADE dentro de um estúdio de Pilates pode ser uma receita de sucesso

Pode encantar e reter clientes e pode, inclusive, te diferenciar e atrair clientes que não gostam de monotonia em seus treinos de atividade física regular. Entretanto, essa paixão que move a maior parte dos instrutores deve estar sempre acompanhada de uma busca pela excelência e uma preocupação sobre a real responsabilidade e funções que você, um líder perante seus clientes, deve ter.

Um exemplo de quem apresenta sempre novidades em seus treinos é o trabalho da Nana Pereira, uma instrutora que atua principalmente com bailarinos profissionais ou estudantes de ballet que se preparam para provas e concursos específicos de dança. Ela tem um olhar totalmente criativo sobre todos os acessórios e, além de fazer um trabalho de compensação, usa também as molas e acessórios para melhorar o desempenho de seus clientes no palco. Observe a criatividade nos exemplos de exercícios nas fotos abaixo:

exercícios

Trabalho de força para membros inferiores nas posições básicas dos pés no ballet

PILATES-COM-CRIATIVIDADE-E-RESPONSABILIDADE

Bailarina com faixas elásticas em volta do tronco e braços para fortalecer toda a região envolvida

Continue acompanhando esta coluna, mês que vêm novos exemplos para inspirar sua criatividade. Fique à vontade para me escrever e contar suas experiências! Quem sabe, em breve, estaremos citando você aqui. Até lá, aborde o Pilates com criatividade e responsabilidade.

Ge Gurak – instrutora de Pilates & Garuda, PMA-CPT, treinadora de cursos da TcPilates.

[email protected]

www.tcpilates.com.br