Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Sabemos que o Método Pilates traz diversos benefícios aos praticantes e pode ser um ótimo aliado no tratamento de doenças crônicas, como é o caso da Doença de Parkinson.

Você sabia que o mês de abril é marcado pelo Dia da Conscientização da Doença de Parkinson? Por isso, na matéria de hoje, vamos conhecer sobre os benefícios do Pilates no tratamento do Mal de Parkinson.

Mas para entendermos melhor cada benefício do Pilates no tratamento do Mal de Parkinson, é preciso conhecer um pouco mais sobre a Doença que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aproximadamente 200 mil pessoas possuem e a estimativa é que esse número continue crescendo com o passar dos anos. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse número equivale a 1% da população no mundo, acima de 65 anos, diagnosticada com a doença.

O que é a Doença de Parkinson?

O mal de Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais prevalente no mundo, perdendo somente para o Alzheimer, e se caracteriza pela redução da dopamina, o neurotransmissor que atua nas células nervosas e promove a melhora do humor e do estresse, controle das funções motoras, concentração, comportamentos relativos ao raciocínio e estimulação da memória.

A falha no nível deste neurotransmissor no sistema nervoso central provoca desequilíbrio no controle motor e dificulta que aqueles movimentos motores voluntários do corpo sejam realizados de forma autônoma.

A doença de Parkinson ainda não possui uma causa definitiva, no entanto, diversos pesquisadores consideram dois fatores determinantes para o surgimento da doença: os aspectos ambientais e os genéticos.

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"62516": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 62516 ": {" val ":" rgb (19, 114, 211) "," hsl ": {" h ": 210," s ": 0,83," l ": 0,45}}}," gradientes ": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
GARANTA AGORA

O mal de Parkinson é uma doença irreversível, que se desenvolve de maneira lenta e progressiva conforme os anos passam. Dessa forma, o portador se torna cada vez mais dependente do auxílio de familiares e profissionais da saúde.

Sinais e sintomas da Doença de Parkinson

Os primeiros sinais e sintomas aparentes e identificáveis da Doença de Parkinson são os chamados sintomas motores, ou seja, tremores enquanto se está em repouso e a dificuldade na deambulação.

Com o avanço da doença, também vão surgindo sintomas não motores:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Distúrbios do sono;
  • Perda do olfato;
  • Problemas urinários;
  • Constipação;
  • Dor nas articulações.

É importante destacar que estes são apenas alguns sinais e sintomas que podem surgir e nem todos vão estar presentes no surgimento da Doença. Por isso, é necessário realizar uma avaliação inicial e adequada.

O Pilates no tratamento da Doença de Parkinson

Mesmo que não seja possível identificar a etiologia da Doença, existem diferentes tratamentos que possibilitam que os sinais e os sintomas sejam minimizados e a progressão seja postergada.

Além dos fármacos, outra opção de tratamento do Mal de Parkinson envolve a Fisioterapia.

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida a partir de movimentos funcionais, preservar a mobilidade e evitar deformidades, os princípios básicos do Método Pilates no tratamento do Mal de Parkinson possibilita trabalhar a concentração, centralização, fluidez, respiração, controle e precisão.

Benefícios do Pilates no tratamento do Mal de Parkinson

  • Controle do movimento;
  • Melhora na postura;
  • Expansão da caixa torácica e melhora da respiração;
  • Diminuição de sequelas;
  • Mais qualidade de vida;
  • Preservação da atividade muscular.

Conclusão

Mesmo que as causas da Doença de Parkinson ainda não tenham sido comprovadas e nem uma cura encontrada, é possível tratá-la. E uma das possibilidades é o Método Pilates.

Com diversos benefícios do Pilates no tratamento do Mal de Parkinson, o Método é um recurso seguro, que mantém a independência funcional por mais tempo e reintegra a pessoa diagnosticada com a Doença na sociedade.

Contudo, é extremamente importante ter certeza de que o exercício passado é seguro, adequado e resultará nos benefícios no tratamento do Mal de Parkinson.