Posted in:

Quem tem hérnia de disco pode fazer o FIVE®?

Uma dos maiores questionamentos em relação ao método FIVE® é se quem tem hérnia de disco pode realizar a atividade.

Muitos pacientes que têm ou tiveram hérnia de disco se perguntam se podem fazer os movimentos sem complicações.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 90% da população sofre, sofreu ou sofrerá de problemas da coluna.

Cerca de 5,4 milhões de brasileiros tem hérnia de disco , segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O Pilates tem sido procurado como método de tratamento por se mostrar bastante eficaz, tanto a longo como em curto prazo, atuando em todas as fases da hérnia discal, proporcionando a cada uma delas a melhora dos sintomas do paciente e evitando as recidivas da patologia.

Sobre a hérnia de discohernia-de-disco-02

É a passagem parcial ou total, de um órgão ou formação anatômica, através de um orifício

Estudos recentes demonstraram que, a partir dos 25 anos, as fibras do anel fibroso começam a degenerar, podendo produzir rachaduras em suas diferentes camadas.

São fatores de risco, causas ambientais, posturais, desequilíbrios musculares e possivelmente, a influência genética.

Atualmente considera-se que 80% da população em geral sofrerá pelo menos um episódio de dor na coluna, ao decorrer da vida.

As patologias na coluna são sem dúvida alguma o maior número dentro dos Studios de Pilates.

Seja hérnia de disco, escoliose ou qualquer outra patologia, o auxílio do Pilates no tratamento tem melhorado, e muito, a reabilitação desses alunos.

E o motivo é simples: o método vem carregado de benefícios que melhoram a saúde daqueles que carregam a patologia.

O Pilates é o tratamento mais utilizado para patologias da coluna pois trabalha profundamente a musculatura do abdômen e assim promove uma maior articular para a coluna vertebral de forma segura e sem sobrecarga, se tornando a melhor escolha por não lesionar a musculatura.

A dor

É muito importante sabermos as características da dor causada pela patologia, ou seja, se é aguda ou crônica.

Essa distinção nos ajudará na escolha da melhor conduta. A dor aguda é proveniente de um episódio recente.

O paciente lembra o acontecimento e a sequência dos fatos. São dores de prevalência tecidual causadas por trauma direto ou de esforço repetitivo que aparecem repentinamente e têm duração de até três meses.

A dor crônica é aquela que se mantém por mais de três meses.

Normalmente ela é recorrente e oriunda de fatores genéticos, das ocupações no trabalho, do sedentarismo, do estresse que as pessoas vivem atualmente.

Ela pode ter iniciado por um episódio pontual.

Seu alunohernia-de-disco-03

A avaliação fisioterápica  é o primeiro contato do profissional com o paciente que está começando uma atividade física, é um processo complexo e específico, onde se coletam informações necessárias para se identificar as áreas de alteração, dificuldades e habilidades do indivíduo.

A importância da avaliação fisioterápica e de sua interpretação visa o planejamento de um programa efetivo de ação, com objetivos definidos a partir da informação coletada. Os objetivos de cada indivíduo serão traçados, direcionando as sessões de acordo com as necessidades específicas de cada pessoa.

O tratamento deve ser baseado no perfil funcional identificado pelo fisioterapeuta, pois o diagnóstico médico não provê informações suficientes acerca das consequências das doenças e de seus impactos em todas as dimensões da funcionalidade humana.

O tratamento com o FIVE®hernia-de-disco

O FIVE® acrescenta o relaxamento e a liberação dos músculos ao treinamento físico. “É importante entender que FIVE® não é um conjunto de aparelhos, e sim um novo conceito para trabalhar o corpo, voltado para a melhora do movimento através do prolongamento das cadeias musculares”,explica o fisioterapeuta Thiago Abrahim, instrutor do método no Brasil.

Segundo fisioterapeutas,  não existem problemas em utilizar o FIVE para a hérnia de disco.

Só vai existir perigo na execução dos exercícios se forem feitos com mais violência do que o necessário nas primeiras sessões.

Na verdade, o FIVE® é fundamental para a hérnia de disco.

De acordo com o fisioterapeuta, os exercícios fazem a redistribuição da carga sobre o disco e a normalização da tensão muscular sobre a cadeia anterior, amenizando a relação entre o abdômen e as costas.

Para quem ainda não tem hérnia de disco, o FIVE® também ajuda a prevenir o problema. “Ele alivia as tensões a que estamos acostumados na vida moderna, passando horas sentados e com a postura curvada. O FIVE® traz de novo a mobilidade para a coluna, uma mobilidade que tínhamos quando crianças e perdemos ao longo dos anos”, explica Abrahim.

Pilates x FIVE®

São duas atividades diferentes que se complementam.

O Pilates é outra parte importante do treinamento físico, focado na melhora do movimento controlado.

É o tratamento mais utilizado para patologias da coluna pois trabalha profundamente a musculatura do abdômen e assim promove uma maior articular para a coluna vertebral de forma segura e sem sobrecarga, se tornando a melhor escolha por não lesionar a musculatura.

O FIVE t usa os músculos internos do abdômen, importante para o fortalecimento e a consciência corporal.

Concluindo…hernia-de-disco-03

Por isso, é muito importante que o profissional tenha embasamento no método para as primeiras sessões. “O FIVE® vai, pouco a pouco, ensinar a suas costas novamente o alongamento, de maneira que voltem ao seu equilíbrio natural”, garante o instrutor.

Não se esqueça de  respeitar os limites físicos do seu cliente e, principalmente, realizar uma avaliação com seu aluno, para que você consiga tratar adequadamente a hérnia discal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *