Posted in:

Tipos de Alunos de Pilates: Será que você conhece algum assim?

Depois de conhecermos os clássicos tipos de professores do Pilates nada mais justo do que conhecermos os clássicos tipos de alunos de Pilates também! Sim, porque bom humor é bom e nos gostamos!

Personalidade é algo tão difícil de discutir quanto política e religião, cada um tem uma opinião, cada um tem um jeito de agir e pensar e isto é natural de um mundo tão diversificado como o nosso! Será que você consegue identificar algum?

Tipos de Alunos de Pilates

Algumas pessoas não param de nos surpreender, seja positiva ou negativamente, como trabalhamos em um meio com rotatividade de pessoas podemos analisar e conhecer diferentes “tipos” e acabamos traçando alguns perfis.

Isto é feito de uma forma natural, pois aos pouquinhos é possível observar certas semelhanças entre os tipos de alunos de Pilates ou pacientes que nos rodeiam!

Quem identifica algum dos tipos abaixo? Faltou alguém clássico? Deixe seu comentário abaixo!

Não! Não! E não!

Aquele clássico para abrir nossa lista, todo mundo com absoluta certeza já se deparou ou convive com estes tipos de alunos de Pilates.

Aquele que você nem se quer terminou de explicar o exercício e já esta lá falando que não vai fazer! Muitas vezes ele nem se quer tentou e já está lá no seu terrível habito da negação!

Apesar de levarmos com aquela pitada de bom humor, não quer dizer que seja fácil lidar com pessoas assim, alunos com essa tendência de negarem fazer ou não gostarem da maioria do exercícios que lhes são instruídos são pessoas bem difíceis de lidar e de agradar!

Suas clássicas frases: Não dou conta! Não vou fazer! Não, esse não! Não gosto desse! Esse não, posso trocar? Aaaaah não, esse não! Não quero fazer esse hoje! Ah não, passa outro, por favor!

Como lidar: Aos poucos vá mostrando para estes tipos de alunos de Pilates que o habito da negação prejudica ele principalmente, pois ele começa a se abdicar de evoluir nas aulas. É importante que ele compreenda que sair da zona de conforto é bom.

Cuidado com as palavras escolhidas para que ele não se sinta ofendido, mas de uma maneira sutil mostre a ele que já está na hora de aprender a dizer SIM!

O Tagarela

Assuntos nunca faltam para estes tipos de alunos de Pilates e quando falta até nos preocupamos!

Esse nosso clássico aluno tem sempre assunto e o silêncio não faz parte da programação. Não que seja ruim uma aula mais extrovertida, com assuntos entre os alunos. O problema é que normalmente o aluno tagarela não sabe dosar, e muitas vezes acabam atrapalhando no desenvolvimento da aula.

Em alguns momentos passa a ser complicado de lidar e ter que pedir atenção, muitas vezes é inconveniente.

Você está passando as instruções do exercício e ele está lá tagarelando, passa a ser quase uma disputa para quem fala mais alto. Você está instruindo o colega de turma e ele está lá conversando com ele e retirando a atenção para as suas instruções!

Suas clássicas frases: São demais para ser ditas aqui.

Como lidar: aproveite os momentos oportunos para colocar na roda que a atenção e a concentração são fundamentais para o real aproveitamento das aulas, explique, como parte da aula, os princípios do Pilates e apresente que a concentração é necessária!

Assim ele não se sentirá ofendido, pois você está abordando os princípios do Pilates e sutilmente dando a dica que a conversa em excesso atrapalha no desenvolvimento da aula!

O Apressadinho

Os tipos de alunos de Pilates número 3 é aquele que parece ser filho do Flash, ele mal espera você terminar de falar, isto quando espera, e já está terminando a série.

Chega a dar aquela agonia quando ele em sua incessante pressa executa todas as repetições como se o mundo estivesse acabando e aquele fosse seu ultimo exercício.

Quando se trabalha com aulas em grupo, com 3 ou alunos, ou mesmo que seja de dupla, isto passa a ser um problema. Pois o aluno mais apressado passa a interferir na execução do seu colega, mesmo que esta não seja sua intenção.

Principalmente porque o intuito é que este aprenda a usar o controle de movimento e que comece a aprender a desacelerar .

Como lidar: siga o mesmo exemplo, explique os princípios do método e vá ensinando que quanto mais rápido ele executa menos ele aproveita os benefícios.

Mas cuidado, pois estes tipos de alunos de Pilates, não são alunos que mudam de um dia apara o outro, seu progresso é lento e delicado. Chamar a atenção repetidas vezes durantes as aulas pode lhe afastar do Pilates, traga exemplos práticos para que ele possa compreender o que você está querendo dizer.

O Instagram

Esses tipos de alunos de Pilates, às 3h da madrugada está te marcando ou enviando aquela inspiração para vocês fazerem na próxima aula.

Seu mundo baseia-se em conferir a rede social e escolher quais exercícios ele quer fazer. É legal e sabemos que os alunos gostam de se inspirar em outras pessoas. Isto muitas vezes pode até motiva-los a querer melhorar e a evoluir nas aulas para chegar a determinado exercício ou posição.

Mas o problema é que nem sempre ele está apto a tal, e passa a ser uma frustração quando ele não consegue ou que principalmente você tem que dizer que ainda não está na hora!

Um dos inconvenientes que podem vir com esses tipos de alunos de Pilates é que, muitas vezes, as marcações que eles fazem não correspondem a forma de seguimento do Pilates que você trabalha. Por exemplo, um professor que trabalha com Pilates clássico e vive recebendo marcações para as adaptações do contemporâneo.

Outro caso é quando as marcações de inspiração dele não condizem com uma execução ou que vão contra ao que você acredita ter fundamento. Todos nós sabemos que com as adaptações que tem sido feitas muitos exercícios seque tem fundamento.

Como lidar: analise se ele está apto ou não para tal inspiração de foto ou execução, caso ele ainda não esteja, motive-o a se dedicar e evoluir ainda mais nas aulas.

Mas se for uma daquelas inspirações que você não concorda com tal execução seja cuidadoso ao falar que você não acredita naquela forma de trabalho, afinal devemos ser éticos perante nossa profissão.

Sugira a ele algo que você acredita e lhe mostre outra possibilidade. No entanto é primordial ele compreender que você se planeja e tem um cronograma e a ser seguido.

Quero resultados e quero hoje!

Esse Pilateiro não nasceu para esperar e muito menos os resultados que ele tanto espera. Esses tipos de alunos de Pilates já entram no método esperando que na aula seguinte seus resultados já apareçam.

Independentemente de quais são: seja por que ele buscou para alivio de dor, para emagrecer, para melhorar flexibilidade… independente de qual for, ele quer pra já!

Como lidar: Com aquele jogo de cintura e aquele jeitinho de “profe” de Pilates, você vai ter que lhe mostrar que ele passou X anos de sua vida uma forma e que você não é santo milagreiro para mudar tudo em um dia.

Seja sutil e apresente para ele que tão importante quanto os resultados que virão é ele se concentrar e dedicar as aulas.

Paciência e persistência são fundamentais, além de que os resultados que ele tanto almeja dependem muito mais dele do que de você, afinal uma aula de Pilates corresponde a normalmente 4% do dia de um aluno, ele também tem que fazer a parte dele fora do Studio!

O Sangue Suga

Quando esses tipos de alunos de Pilates chegam no studio, é como se ele drenasse sua energia e dos demais. Este tipo de aluno normalmente é uma pessoa que demanda uma atenção e exige muito de você como professor.

Em alguns casos ele é aquele aluno que fala demais e está sempre tentando chamar a atenção sua ou dos colegas. Alguns deste estão sempre reclamando da vida e fazem do momento da aula o seu lugar de desabafo.,

Em outros casos ele chega calado e permanece mais em silêncio porém, sua energia é pesada e nos deixa mais abatido ao término da aula. Eles nem se quer sabem que tem esse efeito sobre você e os demais, mas mesmo assim passa a ser uma situação delicada de se lidar.

Como lidar: são pessoas que temos que saber como lidar, pois são em grande parte mais instáveis, toques sutis para mudar o ambiente são interessantes de serem usados.

Como por exemplo, se for um aluno que sempre reclama, que toda aula é para lamúrias, comece a falar de coisas boas, espante a energia pesada do ambiente e leve os princípios para a aula. Lembrando que estes princípios são fundamentais apara o aproveitamento desta.

 O orgulho

Sem palavras para este. É aquele pilateiro que nos motiva a inspira e renovar nossas forças nos dias mais difíceis, tem bom senso, sabe a hora de conversar, sabe a hora de silenciar, torna a aula alegre, mas também não atrapalha no desenvolvimento dela.

Dedica-se a execução dos exercícios e se é um daqueles mais puxados você não se deixa abater, pode até não sair 100% de primeira, mas isto não é motivo para você deixar de fazer e principalmente se dedicar para evoluir. Normalmente são muito educados e nos recebem com um sorriso no Studio de Pilates.

Como lidar: continue se dedicando para que este aluno tenha sempre motivos para continuar desta maneira, não é porque ele não exige tais “cuidados” que ele deva ser deixado de lado! Seja o primeiro motivador dele!

Concluindo…

Esses são apenas alguns dos tipos de alunos de Pilates que aparecem em meu studio. Cada um com sua particularidade, eles são essenciais para que nosso studio vá para frente. Você conseguiu identificar algum aluno seu nessa lista? Faltou algum? Se sim, deixa nos comentários.

Written by Mariele Silva Almeida

Mariele Silva Almeida

Grad. Bela e Licenciatura em Educação Física, Especialização em Fisiologia do Exercício, Treinamento Funcional e Grupos Especiais. Formação em MAT Pilates, Pilates com Aparelhos e Pilates Aéreo.

3 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *