Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

O que pode provocar a dor nas costas? Também conhecida como dorsalgia, a dor nas costas pode estar relacionada à inúmeros fatores e é possível que grande parte das pessoas apresentem este sintoma em algum momento da sua vida. 

Ela pode aparecer como uma dor na região do pescoço, lombar ou cervical e se tornar crônica quando dura mais de três semanas. Por isso fique sempre atento aos sinais do seu corpo.

Neste artigo vamos ver as causas, os fatores de riscos, as condições e as formas de prevenir a dor nas costas, dependendo do contexto e da situação em que a dor se apresentar.

Raras são as vezes que dor na região da coluna seja indicação de alguma doença grave. Os sintomas quase sempre desaparecem em poucos dias.

Nesta matéria abordaremos absolutamente tudo sobre dor nas costas, por isso, continue lendo e descubra mais sobre este mal que atinge boa parte dos brasileiros.

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"9bd08": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 9bd08 ": {" val ":" rgb (159, 64, 248) "}}," gradientes ": []}, "original": {"cores": {"9bd08": {"val": "rgb (19, 114, 211)", "hsl": {"h": 210, "s": 0,83 , "l": 0,45}}}, "gradientes": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
GARANTA AGORA

Aprenda aqui como prevenir, como tratar e como diminuir a sua dor nas costas. O texto é longo, mas garanto que vai valer a pena a leitura e você estará com muito menos medo dessa doença!

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Não confunda dorsalgia com lombalgia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% das pessoas sofrerão de dor nas costas em algum momento da vida. Como grande parte da população pode ser afetada, problemas nesta região é a segunda causa que mais levam pacientes ao médico, perdendo somente para o resfriado. 

Independente da classificação em relação a dor nas costas, dores nesta região não afetam somente pessoas a partir dos 40 anos ou com idade avançada. É muito comum entre o público jovem se queixar deste tipo de dor em consultas médicas.

A dorsalgia ou dor nas costas está muito relacionada a fatores musculares. É ocasionada muitas vezes por uma lesão devido uma postura incorreta, esforço físico repetitivo ou intenso, por exemplo.

Por outro lado, a lombalgia é a dor que se apresenta na parte de baixo coluna, na região da lombar e tem relação com problemas ósseos, muitas vezes. Desvios na coluna ou escorregamento das vértebras, como por exemplo, hérnia de disco, osteoporose ou artrose.

Num quadro de dor crônica da coluna os sintomas se apresentam de forma mais intensa, com sensação de cansaço, fadiga e incômodo devido a dor. 

Neste caso, também são observados sinais como perda de peso e febre, necessários para o diagnóstico de alguma doença que também pode comprometer a região das costas. 

Além da dor, a dorsalgia pode ser acompanhada por outros sintomas, como a dificuldade ou dor nas costas ao respirar, sensação de “pontadas” no tórax e queimação nas costas.

Por isso, em caso de dor crônica na coluna não hesite em procurar ajuda, especialmente de um profissional do movimento que seja especialista no assunto. 

E não pense que o tratamento é caro, pois hoje em dia existem diversos tipos de programas muito em conta, como por exemplo o teleatendimento, na qual um profissional te atende e te ajuda pela internet.

Descrição da coluna vertebral

A região da coluna torácica é composta por 12 vértebras localizada entre as regiões cervical e lombar da coluna vertebral. Qualquer dor nessa região é considerada uma dor nas costas, ou seja, dorsalgia.

Esta dor normalmente é proveniente de músculos, nervos, articulações, ossos e outras estruturas próximas à coluna torácica. A dor nas costas pode ser de natureza traumática, como uma pancada, por exemplo ou degenerativa e em último caso, a dorsalgia pode surgir em consequência de tumores (malignos ou benignos).

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

O que é dor nas costas?

A dor na região torácica é considerada “dor nas costas”, já a dor na região lombar ou lombalgia é caracterizada por dores parte inferior das costas.

Se a duração da dor for inferior a três semanas, ela pode ser aguda. Mas caso seja superior a três semanas, este período significa que a dor se tornou crônica podendo durar toda uma vida se não for tratada. 

Mas independente de sua duração, o mais indicado ao surgimento de qualquer sintoma, é procurar ajuda médica para iniciar o acompanhamento com um especialista.

Qual a causa da dor nas costas?

Conforme visto na descrição acima, a estrutura da coluna é composta por articulações, tendões, ligamentos, ossos, músculos e disco invertebral. São diversos os fatores que podem ocasionar a dor nas costas.

Sendo a causa em sua maioria o uso inadequado ou excessivo do conjunto que compõe as estruturas da coluna. A dor nas costas aparece como resultado de entorses ou distensões na região das costas.

Um programa de tratamento que envolva prevenção é de suma importância e veremos isso mais abaixo. 

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

O que são entorses e distensões nas costas?

Entorse é o estiramento ou a ruptura das fibras responsáveis pelo ligamento que une ossos e articulações do corpo. 

Já a distensão ou estiramento é uma lesão muscular do tecido fibroso que prende os músculos aos ossos.

Alguns dos fatores que desencadeiam dores nas costas são:

  • Esforços repetitivos que te faça usar muito as costas;
  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Pequenas lesões ou traumas;
  • Fazer exercícios físicos de forma errada;
  • Postura corporal “desajeitada”, como não saber sentar ou deitar, por exemplo;
  • Falta de adequação quanto a ergonomia no trabalho.

Dentre os fatores de riscos relacionados, o principal agente responsável que pode resultar em malefícios para a coluna são os hábitos de postura feitos de forma incorreta, como por exemplo, a postura ao sentar, deitar ou realizar qualquer outra tarefa.

Seja no dia a dia, no trabalho ou no lazer, é importante estar atento a algum movimento errado e a hábitos que levam a ele.

Carregar peso em excesso ou de forma desajeitada, dirigir ou trabalhar sentado por longas horas ou manter membros do corpo como pescoço e ombros tensionados podem ser grandes vilões para a coluna que passam despercebidos ao longo do dia e certamente vão te ocasionar dor nas costas ao final do dia.

Fatores de risco para dor nas costas:

  • Inflamações e infecções;
  • Hérnia de disco;
  • Ciática;
  • Artrose ou escorregamento de vértebra;
  • Espondilite anquilosante;
  • Espondilolistese;
  • Lordose, escoliose e cifose;
  • Estenose espinhal;
  • Aneurisma na aorta;
  • Fibromialgia e polimialgia;
  • Osteomielite;
  • Sedentarismo;
  • Fatores genético;
  • Envelhecimento natural;
  • Degeneração;
  • Problemas emocionais relacionadas ao estresse;
  • Degeneração dos corpos vertebrais e discos intervertebrais.

São muitos os fatores que podem ocasionar a dor nas costas. De forma geral, o tema será abordado como forma de buscar mais saúde e prevenção para os problemas na coluna.

Falando em prevenção, a melhor forma de tratar é prevenindo: fazendo exercício físico, controlando o peso e tendo uma boa postura.

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Sintomas da dor nas costas

A dor nas costas e a dor na região da lombar podem incluir sintomas como:

  • Dor muscular localizada; 
  • Dor aguda;
  • Limitação no movimento;
  • Problemas para sentar ou dormir.

No caso específico da lombalgia, se apresentam dores na parte inferior das costas. Já nas dores das costas, elas podem se apresentar diretamente no lado direito, esquerdo ou no meio das costas.

A dor nas costas no lado direito ou esquerdo indica problemas nas estruturas da coluna, como lesões nos músculos, tendões ou/ e ligamentos. Podendo também ser um sinal de hérnia discal ou artrose. Ou estar relacionada a problemas com algum órgão, como problema renal ou pulmonar.

Em quadros mais graves, podem vir acompanhadas de febre, fadiga, dificuldade para respirar e sensação de queimação, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico da dor nas costas?

Importante ressaltar que para um diagnóstico correto da dor nas costas, é imprescindível um profissional, seja de forma presencial ou online (teleatendimento), pois ele vai te avaliar e se for necessário, pode até solicitar exames. E dependendo do diagnóstico, ele vai te propor qual é o tratamento mais adequado para a sua dor nas costas. 

Se você precisa de recomendação de um profissional do movimento especialista, nós te indicaremos um logo mais abaixo! 

Por fim, sabia que dores na região das costas podem ser sinais de hérnia de disco? Descubra a seguir!

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Hérnia de disco lombar e cervical: a doença que mais provoca dores nas costas

Conforme visto, são inúmeras os fatores que podem ocasionar dor na costas. Aqui será dado ênfase numa doença muito comum que pode provocar dores intensas: a hérnia de disco na coluna lombar e cervical.

No meio de cada osso da sua coluna existe um disco que parece uma almofada. O chamamos de “disco intervertebral”. Devido ao desgaste pelo uso repetitivo e ao envelhecimento do disco intervertebral, a Hérnia de Disco pode aparecer na sua coluna.

Entre todas as vértebras cervicais, torácicas e lombares está localizado o disco intervertebral, sendo ele responsável por amortecer o impacto e evitar o atrito entre uma vértebra e outra, atuando como um amortecedor de impacto.

As regiões lombar e cervical, por suportarem mais carga e estarem mais expostas ao movimento, estão propensas a apresentarem problemas com mais frequência. 

Pessoas entre 30 e 60 anos são as mais afetadas, mas isso não exclui a possibilidade de crianças e jovens estarem livres dela.

Em relação a população mundial, 30% das pessoas com mais de 50 anos apresentam alguma forma assintomática problemas relacionados a hérnia de disco.

Segundo o ortopedista do Hospital Sírio-Libânes, Dr. William Gemio Jacobsen Teixeira, “a formação da hérnia de disco provoca um processo inflamatório agudo, que geralmente causa dor no nervo ciático, iniciado na região da coluna lombar, passa pelas nádegas e vai até a parte mais baixa de uma ou das duas pernas”.

A causa para a formação de hérnias discais mais relevante é a predisposição genética, seguida pelo envelhecimento. 

Outros fatores como o estilo de vida, sedentarismo, tabagismo, sobrepeso, carregar e levantar carga de forma incorreta também pode favorecer o aparecimento de hérnia de disco e posteriormente a dor nas costas.

A hérnia de disco pode provocar dor intensa ou surgir de forma assintomática. Os sintomas da hérnia de disco são diversos, porém os mais comuns são dores na parte superior das costas ou na região lombar e nádegas.

Além disso, pode ocorrer de forma não simultânea, dores nos braços, pescoço, ombros ou pernas. Com a sensibilidade das áreas afetadas, é possível também o surgimento de fraqueza e formigamento com ou sem dor.

Considerando os sintomas descritos, seu médico poderá solicitar exames neurológicos como RX, tomografia e ressonância magnética para avaliar a região afetada e o tamanho da lesão. 

Hábitos saudáveis e a prática de atividades físicas são excelentes aliadas para a manutenção da coluna e da lombar.

Fundamental considerar as normas básicas da ergonomia dando atenção quanto a postura corporal ao longo do dia enquanto se realiza atividades diárias. 

Realizar atividade física com exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos, adquirir uma postura corporal adequada são importantes medidas de prevenir doenças e lesões na coluna. 

Normalmente o tratamento para hérnia de disco localizado na coluna lombar, é realizado com analgésicos e anti-inflamatórios. Repouso e sessões de fisioterapia e acupuntura também fazem parte do tratamento. Em geral, pode durar em torno de um mês para que o paciente retome via normal. 

Por outro lado, para tratar hérnia de disco na coluna cervical é considerado a gravidade dos sintomas para a escolha do tratamento cirúrgico ou não. Neste caso, se o paciente não responder ao tratamento citado acima, a cirurgia será a mais indicada.

Não se esqueça que o sedentarismo é responsável tanto pela formação da hérnia discal como também de outros problemas relacionados à saúde. Fique longe de qualquer tipo de excessos que podem promover doenças. Como excesso de peso, bebidas alcoólicas, cigarros e até mesmo de exercícios físico. Fica a dica!

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Dor nas Costas e Covid-19?

A Organização Mundial da Saúde não relaciona  a dor nas costas com Covid-19. Entre os sintomas indicados pelo Ministério da Saúde, a fadiga é a única que pode ser associada a dorsalgia pelo fato do excesso de repouso comprometer a musculatura desta região.

Devido o avanço da pandemia causado pelo novo coronavírus, a quantidade de pessoas diagnosticadas com este vírus fez com que a atenção com qualquer sinal do corpo seja redobrada.

Dentro deste contexto, embora os problemas na coluna estejam relacionados ao Covid-19, o que pode explicar este tipo de dor é a mudança repentina na rotina das pessoas. 

Com a alteração abrupta no cotidiano, estar horas horas sentado numa cadeira diante de um computador somado a uma vida sedentária, significa grandes prejuízos para a região das costas e lombar.

Neste contexto, qualquer atividade realizada sem a devida atenção corporal pode causar muito desconforto. Desta forma, é inevitável que o corpo responda de forma negativa a habitual rotina.

Algumas dicas para que os seu corpo responda de forma positiva ao seu novo estilo de vida, são:

  • Esteja atento a postura;
  • Evite deixar a coluna curvada mantendo o corpo ereto;
  • Otimize as condições de mobiliários com o uso de cadeira e mesa adequado;
  • Ajuste o monitor na altura da visão;
  • Realize pequenas pausas e intervalos quando estiver por longos períodos numa mesma posição;
  • Prepare o corpo para a rotina com alongamentos antes de iniciar qualquer tipo de atividade.

Lembre-se: a dor na coluna pode ser uma resposta do organismo de que algo não está bem. Sentir dores na coluna e na lombar não é normal. Por isso fique atento! 

Se essas dores estiverem associadas a outros sintomas, como dificuldade de respirar ou qualquer outro mencionado pelo Ministério da Saúde em relação ao Covid-19, procure um médico!

Prevenção de dor nas costas: hábitos e comportamentos que podem prevenir dor nas costas

Em algum momento na vida, a dor nas costas causará incômodo na maior parte da população mundial. Esta é uma das queixas mais comum nos consultórios dos profissionais do movimento. 

Como já foi exposto logo no início deste artigo, os jovens também são afetados por este tipo de dor. Diante disso, é importante entender melhor quais tipos de atividades realizadas ao longo da vida podem afetar esta região.

Dentre todos os fatores de risco, a postura prolongada de forma inadequada em ambientes de trabalho, na realização das atividades domésticas, nos estudos, ao dirigir ou qualquer outra posição sentada ou em pé pode ser um agravante para a dor na região da coluna.

Dentro deste contexto, os desconfortos mais comum são sentidos na região lombar e cervical, e também a região do pescoço. De modo geral, realizar pequenas alterações no cotidiano podem ser suficientes para evitar ou aliviar esses quadros de dores.

Sendo assim, veja alguns comportamentos que podem estar diretamente ligados a dor nas costas. E como adequar novos hábitos na rotina pode trazer mais qualidade de vida.

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Tabagismo

O hábito de fumar pode contribuir para o desenvolvimento de dor na região da coluna em pessoas que já sofreram alguma lesão neste local. Além disso, prejudica a recuperação de pacientes que já passaram por cirurgias na coluna.

São muitos os efeitos negativo do cigarro para a saúde. Pouco se fala da relação desse hábito com a dor nas costas. Os efeitos no coração e pulmão são os mais importantes, mas estudos têm demonstrado que os tabagismo está relacionado também ao aumento das dores musculares e articulares

O processo de envelhecimento associado a este hábito aumenta as chances das doenças articulares principalmente como artrites ou osteoartrites. 

Sobrepeso

Pessoas que estão acima do peso normalmente sobrecarregam as estruturas das costas por colocar um esforço adicional nela. Consequentemente resulta em problemas na coluna.

Além da prática de atividades física, uma alimentação equilibrada também é necessária para manter o peso adequado dentro de um corpo saudável.

Desta forma, é indicado a consulta de um fisioterapeuta, nutricionista ou profissional de educação física para atender cada caso em particular. Seja para receber orientações referente a dieta mais adequada a realidade do paciente, como também para seguir as corretas instruções para a realização de exercícios físicos.

A adequação nas atividades físicas evita lesões musculares. Pessoas sedentárias, com ou sem sobrepeso, que não fazem o aquecimento da musculatura antes da prática ou se exercitam em excesso podem sofrer lesões.

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Má alimentação

Para um bom condicionamento físico, manter a prática regular de exercícios juntamente com uma dieta bem selecionada é fundamental para ter mais qualidade de vida.

Não ter uma alimentação saudável contribui para o excesso de peso e para uma dieta pobre em nutrientes. Conforme mencionado acima, sobrecarregar a coluna resulta em dores nesta região.

Dica: prefira alimentos ricos em vitaminas que auxiliam na regeneração dos músculos, previne o desgaste e fortalece a musculatura evitando a fadiga. 

Você sabia que a musculatura fortalecida contribuiu para a sustentação da coluna sendo essencial para evitar dores nesta região?

Por exemplo, o açaí é um excelente energético. A sua propriedade na formação de aminoácidos auxilia na construção e regeneração dos músculos. 

As frutas cítricas como a laranja, tangerina e o limão contribui para o desenvolvimento e recuperação dos tecidos musculares danificados.

Consumir alimentos específicos equilibra toda a alimentação. Opte por tudo que for mais saudável ao invés dos industrializados e fuja das gorduras trans e saturadas.

Enfim, é muito mais benéfico para a saúde criar hábitos saudáveis e evitar a má alimentação e o sedentarismo.

Sedentarismo

Com qual regularidade você costuma praticar exercícios físicos? Saiba que a maioria das dores nas costas vem de falta de condicionamento físico.

Não se exercitar com frequência e adotar comportamentos sedentários na rotina deixa a pessoa mais sucessível a problemas na coluna. 

É importante incluir na rotina a atividade física para o fortalecimento da coluna vertebral. A ausência de atividades que fortalecem os músculos que sustentam a coluna resulta na falta de resistência a sobrecarga ou a impactos.

O sedentarismo é o principal fator de risco para a saúde. O Brasil ocupa a quinta posição no ranking com o pior índice de sedentarismo do mundo.

As pessoas se sentem desmotivadas para começar uma atividade física devido a correria do dia a dia. Isto é normal, mas é preciso conscientizá-las a respeito dos riscos do sedentarismo para a saúde.

O médico especialista do Hospital Israelita Albert Einstein, Dr. Gabriel Ferreira Rozin, listou algumas dicas para sair do sedentarismo. Confira a conversa e veja como é possível mudar alguns hábitos rotineiros

É importante considerar os benefícios deste comportamento para a qualidade de vida. Maior disposição, qualidade do sono, controle do estresse e redução de riscos para inúmeras doenças são algumas das vantagens para a prática de exercícios físicos.

Logo abaixo apresentaremos o trabalho da Dra. Mariana Dias e do Dr. Keyner Luiz que vem fazendo muito sucesso no tratamento da Dor nas Costas. Eles são especialistas em coluna e oferece um programa online com condições bem atraentes.

Trabalho repetitivo

Outro fator que ocasiona dor na região da coluna está relacionado com o trabalho repetitivo.

A maneira como alguns gestos são realizados, como por exemplo, inclinação, torção do tronco ou posturas de trabalho sentado e/ ou com movimento reduzido podem ocasionar sérios danos, além de contribuir para o surgimento de uma crise de lombalgia e/ ou dorsalgia

Trabalhadores que fazem o manuseio de cargas constantemente e mantém uma postura desproporcional correm altos risco de sofrerem lesões lombares.

Por isso a importância de considerar as normas de ergonomia do trabalho. Existem técnicas de manuseio para transporte manual de cargas e EPIs específicas que ajudam a minimizar as lesões ocupacionais.

Dentro deste contexto, pessoas que trabalham exercendo movimento repetitivo com uma única mão, como os operadores de pedágio, para citar um exemplo, também podem sofrer consequências na cervical como dor na região lombar.

Postura incorreta

Manter uma boa postura é fundamental para evitar a dor nas costas. A postura inadequada para atividades simples do cotidiano, no trabalho, durante os exercícios físicos, por exemplo, sobrecarrega consideravelmente a coluna vertebral.

Um exemplo prático muito usual é o hábito de olhar para baixo durante todo o período em que se mexe ao celular. Imagina a cena incluindo uma coluna curvada. 

O mau posicionamento da coluna decorrente deste processo, sobrecarrega a coluna vertebral. Com o tempo pode ocorrer lesões ou deformidades, além de causar mal estar e provocar dor nas costas.

Como é visto, existem hábitos em nosso cotidiano que passam sem serem notados. Pequenas e simples ações devem ser realizadas para recuperar o bom posicionamento corporal. O cuidado e a atenção são algumas delas.

A boa postura conduz ao uso correto de outras articulações como ombros, braços, costas, joelhos e pés. O indicado é utilizar a menor quantidade de esforço muscular para proteger contra traumas as estruturas que dão suporte.

A postura ereta, além de proporcionar mais qualidade de vida, também gera mais conforto no dia a dia.

Gestação, obesidade e dor nas costas: como o desequilíbrio da postura corporal pode afetar a coluna?

No período da gestação a estrutura corporal faz com que mulheres nessas condições sintam dor nas costas e sobretudo problemas na coluna

É natural o ganho de peso na gestação. Estima-se que o aumento de peso pode chegar a 12 kg até o final da gravidez.

Sobretudo, ganhar peso excessivamente pode acarretar em alguns incômodos, como por exemplo, cansaço, dificuldade para respirar e dor na região da lombar.

Nestas condições é importante saber como prevenir dor nas costas na gravidez.

Por outro lado, em relação à obesidade os dados são alarmantes. De acordo com Ministério da Saúde, metade dos brasileiros estão acima do peso. Estes números representam 55,7% da população adulta, sendo que quase 20% estão obesas. 

O excesso de peso no Brasil vem crescendo, diante disso, como consequência do comportamento sedentário as doenças crônicas surgem como um grande mal a ser combatido.

Levando em consideração esses dados, como equilibrar a postura corporal para aliviar dor nas costas, uma vez que as estruturas da coluna estão sobrecarregadas?

Dor lombar em gestantes

Por causa de alterações naturais durante o período da gestação e as alterações hormonais, a partir do terceiro trimestre, as mudanças no peso corporal acarretada pelo aumento do útero e o desenvolvimento do bebê, desencadeiam modificações posturais que podem sobrecarregar a coluna e causar dor.

Importante ressaltar que essas dores não colocam em risco a gestação e costumam aliviar logo após o período de resguardo.

Seguem algumas indicações para aliviar e prevenir dor nas costas durante a gravidez:

  • Realizar exercícios específicos para a coluna como hidroginástica, Pilates e yoga;
  • Atividades físicas como caminhadas e bicicleta ergométrica;
  • Cuidar da postura e fazer alongamentos com o acompanhamento de um fisioterapeuta ou profissional de educação física;
  • Usar sapatos adequados evitando salto alto ou solas muito plana como as rasteirinhas, por exemplo;
  • Aquecer a dor localizada com bolsa térmica também é muito recomendado para aliviar a dor.

A gestação é um período muito delicado, por isso todo deve ser tomado todo o cuidado. Qualquer medida de tratamento para aliviar a dor lombar em grávidas deve ser acompanhada por um médico.

O que pode se apresentar como uma simples dor lombar pode ser um sintoma de alguma causa mais severa. Neste caso, somente um especialista é capacitado para avaliar, diagnosticar e descartar qualquer possível doença da coluna vertebral.

Importante ressaltar também que toda gestante deve ter a liberação de um médico antes de iniciar qualquer tipo de exercício físico. 

Além disso, é essencial  a supervisão de um profissional do movimento para melhor auxiliar nos exercícios e evitar o sobrecarregamento da coluna e possíveis lesões.

Dor nas costas em pessoas obesas

O excesso de peso é um problema para as costas porque força a coluna podendo provocar dores intensas. Além de ser um grande fator de risco para o desenvolvimento da hérnia de disco. 

Pessoas acima do peso estão muito relacionados a doenças do coração, diabetes, artrite ou pressão alta. Por citar alguns impactos negativos.

No entanto, a obesidade está relacionada também a doenças na coluna vertebral, artrose nas articulações como quadril, joelhos, tornozelos e pés por suportarem tanto peso. 

Acrescenta-se ainda que o sedentarismo altera o metabolismo, degenera as articulações e enfraquece os músculos. 

Uma pessoa nesta condição está vulnerável a sofrer degeneração do disco intervertebral. Aliviar dor nas costas na obesidade é importante para quem sofre deste mal.

A lombar quando é forçada a assimilar a carga, compromete toda a estrutura da coluna aumentando o risco de sofrer lesões nesta região.

Por isso que dor nas costas e na lombar são prevalentes em pessoas acima do peso. Como consequência disso, problemas na coluna são inevitáveis. 

Diante desta realidade, algumas ações óbvias são essenciais para prevenir e aliviar dor nas costas na obesidade:

  • Recomenda-se a perda de peso com o acompanhamento nutricional;
  • A consulta médica é fundamental para tratar e prevenir qualquer alteração na saúde causada pela obesidade;
  • Para o fortalecimento dos músculos, os exercícios físicos devem ser recomendadas por um ortopedista e acompanhadas por profissionais do movimento para evitar lesões e agravar possíveis problema.

A receita é sempre a mesma: estímulo à prática esportiva diária e alimentação saudável são primordiais para aliviar dores nas costas e ganhar mais qualidade de vida. 

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Como um profissional de educação física ou fisioterapia pode ajudar na dor das costas?

Se você chegou até aqui, já sabe que os problemas na coluna são os grandes causadores de dor nas costas. E a prevenção para essas dores está na atividade física.

Nestes casos, exercícios físicos se apresentam como uma das principais ações a se fazer quando a intenção é a prevenção e reabilitação nos problemas de dor na região da coluna.

É importante consultar um profissional de educação física ou fisioterapia para desenvolver um programa de exercícios ou reabilitação com ênfase no fortalecimento da musculatura da lombar e cervical. Esses músculos são os responsáveis para a manutenção da boa postura.

Dentro deste contexto, manter hábitos saudáveis que exclui a vida sedentária com a  prática de exercícios físicos previne os problemas na coluna vertebral.

Uma pessoa que faz atividade física regularmente ganha mais massa muscular. Ela está propensa a ter maior preparação para a produção de força.

Isso se deve porque as estruturas como ligamentos e articulações vão suportar melhor a carga física. Além de adquirir melhor qualidade em estender e alongar os músculos.  

Na reabilitação, o profissional de educação física atuará somente após o paciente finalizar o tratamento dos processos inflamatórios com o fisioterapeuta.

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

 

O profissional do movimento auxilia a pessoa no controle dos movimentos visando a melhora do condicionamento físico no geral. Portanto, o papel destes profissionais na prevenção e na reabilitação da coluna é muito importante.  Eles irão te instruir numa nova rotina de vida e estabelecer um plano estratégico com base na avaliação individual de cada pessoa.

As atividades físicas são planejadas e executadas de maneira correta de acordo com a estrutura física que aquele corpo compõe, com base na intensidade, volume e carga que podem ser suportadas sempre priorizando a lombar e cervical.

Do mesmo modo, é muito importante o profissional de educação física e da fisioterapia tenham conhecimento profundo sobre as lesões e as doenças que afetam o musculoesquelético.

Neste sentido, é fundamental conhecer essas lesões e as doenças que desestabilizam as articulações e de forma integrada personalizar o atendimento.

Conhecer quais as características da dorsalgia, lombalgia e qualquer outra doença que causa problemas na coluna cervical representa entender todo o composto muscular que envolve essas questões. 

Além disso, este profissional vai atuar de maneira mais direcionada, sendo mais eficiente e efetivo para a melhoria de pessoas que buscam reabilitação.

Agora, apresentamos no próximo tópico o trabalho dos especialista Dra. Mariana Dias e Dr. Keyner Luiz.

Programa de Tratamento para Dor nas Costas

Não há dúvida de que um programa de Tratamento para Dor nas Costas vai te auxiliar e muito na sua queixa, na sua dor e no seu dia a dia.

Este programa pode ser prescrito por um profissional que seja da sua confiança ou se você preferir, pode conhecer um Programa de Tratamento Online, na qual mais de 219 pessoas portadoras de dores nas costas já passaram e relataram muitas melhoras, alguns inclusive disseram que a dor nas costas acabou completamente.

Este Programa de Tratamento custa bem barato e pode ser feito em casa, utilizando a cadeira, a toalha, o sofá, sem precisar gastar muito. E quem oferece este Programa de Tratamento de Dor nas Costas são os especialistas Dra. Mariana Dias e Dr. Keyner Luiz. 

Clicando neste link aqui você vai pagar cerca de R$10 reais por mês para ter acesso ao tratamento. Confira agora!

O que são as lesões musculoesqueléticas?

São lesões que afetam os músculos, articulações, tendões, ligamentos, ossos e doenças relacionadas ao aparelho circulatório.

As principais regiões afetadas são a lombar, região cervical e ombros. Podendo afetar também membros inferiores e superiores.

Essas lesões podem aparecer de maneira bem específica. Após o paciente passar pela fase do tratamento médico, a reabilitação pode incluir uma abordagem fisioterapeuta.

O objetivo dos exercícios físicos é auxiliar na prevenção e reabilitação dos músculos e articulações. 

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com alguma dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

Exercícios para dor nas costas

Existem diversos tipos disponíveis de exercícios dentro de muitas modalidades, como o Pilates ou Treinamento Funcional. 

Somente um fisioterapeuta ou profissional de educação física podem te orientar e esclarecer qual a melhor prática de atividade física é adequada para cada tipo de situação de dor nas costas.

Os exercícios específicos para os problemas de coluna serão orientados para fortalecer e alongar a sua coluna e as estruturas próximas.

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!

 

De modo geral, uma vez diagnosticada a dor na região lombar ou na coluna e as orientações do profissional geralmente estarão voltadas para atividades físicas, mudança da rotina e acompanhamento de perto. 

Independente da modalidade desejada ou do tipo de exercício que irá fazer, nada é mais importante do que receber um Programa de Tratamento feito por um especialista

Exercícios para dor na coluna:

  • Exercícios de força: fortalece a musculatura, os rotadores da coluna entre outros benefícios. Se adequa ao condicionamento físico do paciente podendo ser realizados em academia, na yoga, Pilates ou na hidroginástica.
  • Exercício de resistência cardiovascular: contribui na regeneração cardiovascular. Aumenta a capacidade pulmonar além de diminuir o cansaço físico, contribui para a redução de peso. Pode reduzir dores lombares, nutre a coluna e melhora a circulação local.
  • Exercício pós operatório de coluna: em caso do médico permitir a reabilitação, podem ser realizados exercícios de fisioterapia. As atividades físicas devem ser orientadas com base na cirurgia em questão. Neste caso, a reabilitação precoce contribui para a melhora nos resultados operatórios.

Não se esqueça, entre todas as diversidades existentes de atividade física, a melhor prática de exercícios é aquela orientada por profissional especializado.

Relaxe os músculos para aliviar a Dor nas Costas

A dor muscular diária pode representar consequências mais sérias, como as já expostas ao longo deste artigo. 

Mas também pode pode ser só um sinal dado pelo corpo pela repetição de maus hábitos na vida cotidiana e laboral.

Profissionais que trabalham por um longo período de tempo sentados, dividindo tarefas entre o computador e o celular estão propensos a sofrerem tensão muscular.

Dentro deste contexto, muitos dos incômodos nas costas e nos ombros partem das seguintes causas: ergonomia incorreta, excesso de tensão no trabalho e também no cotidiano.

Passar horas sentado frente a um computador mal posicionado em uma cadeira inadequada, faz com que a pessoa termine o dia com dor na lombar e cervical. 

Além dos fatores ligados à ergonomia, as tensões no dia a dia laboral contribuem para que os músculos se contraiam podendo ocasionar dor nas costas.

Em relação a isso, um fato interessante ocorreu durante a pandemia. O número de buscas no Google referente ao termo “problemas na coluna” aumentou. Assim como o número na venda de analgésicos e emplastros.

Considerando a mudança de rotina e as posturas adotadas ao longo da pandemia, como por exemplo, caminhar menos e trabalhar em home office, permanecendo muito tempo sentado, sem ter o mobiliário adequado como no escritório.

Como evitar dor nas costas no trabalho home office?

O aumento de queixas de dores nas costas durante o período de isolamento se deu devido o trabalho remoto. A reclamação foi tão comum que muitas pessoas começaram a atribuir este sintoma como causa do coronavírus. 

Reforçando o que já foi dito ao longo deste artigo, segundo o Ministério da Saúde, dor nas costas não é sintoma do Covid-19.

Com o improviso dos escritórios domésticos, a implicação da má postura foi consequência. 

Além dos sérios problemas na coluna, a falta de concentração devido a dores na região da coluna, compromete o rendimento no trabalho, 

Considerando a dor gerada nas costas por grande parte dos trabalhadores, a redução do sedentarismo e a melhora no condicionamento físico podem diminuir este mal estar.

Estimular o movimento em casa evita que o trabalhador passe muitas horas sentado na mesma posição. Os alongamento são muito eficazes porque atuam sobre a musculatura, articulações e tendões. Desta forma, previne possíveis lesões, aumenta a flexibilidade corporal e atribui ao corpo força muscular.

Mas é possível evitar a dor nas costas no trabalho home office e ser muito produtivo. 

De certo que todas as dicas já expostas neste artigo também se adequam a esta realidade, e complementam com as indicações a seguir:

  • Para manter uma postura correta, ajuste a altura da cadeira permitindo o apoio total dos pés no chão. Os joelhos ficam num ângulo de 90 graus;
  • Os antebraços devem estar apoiados também num ângulo de 90 graus. Evite deixá-los pendurados sem qualquer tipo de apoio;
  • Mantenha o tronco ereto encostado no apoio de trás da cadeira;
  • O computador deve estar posicionado na altura dos olhos;
  • O corpo deve estar próximo da mesa para evitar a curvatura da coluna, ombros ou pescoço.

Existem também terapias que auxiliam na boa postura como a RPG. Inclusive a prática de atividade física é essencial mesmo em tempos de home office.

Fortalece o tônus muscular, o que ajuda na melhora da postura. Estabiliza coluna e ombros, e ainda por cima, tem efeitos benéficos na saúde como um todo.

Há muita informação disponível de como lidar com a dor nas costas no trabalho home office,  porém, antes de buscar uma solução para este mal, procure saber mais em como preservar a sua coluna durante o trabalho remoto. Pois é melhor prevenir, do que remediar.

Principal problema de saúde no trabalho

A dor nas costas é a maior causadora de afastamento no trabalho. Colaboradores não são afetados somente pelo ambiente de trabalho, as dores musculares podem ser causadas por atividades fora do expediente também.

Com a prática inadequada de exercícios físicos sem a orientação ou supervisão de um profissional. Ou como consequência de um estilo de vida sedentário.

Existem aqueles que utilizam a força física para executar suas tarefas ou realizam atividade repetitiva. 

Por outro lado, pessoas que trabalham muito tempo sentadas em condições que contradizem as normas da ergonomia no trabalho.

Veja como é possível reverter este quadro:

Ginástica laboral ajuda na dor nas costas

Para mudar esta realidade, as empresas poderão promover campanhas de endomarketing no sentido de conscientizar os colaboradores sobre este mal. 

Além do mais, incentivar a prática de exercícios físicos e sobretudo, a importância na adequação postural.

As empresas também podem realizar parcerias com academias que contam com excelentes instrutores de Pilates. 

Implantar aulas de de alongamento ou ginástica laboral são alguns tipos de ações que fazem toda a diferença e ajudam a prevenir doenças e lesões na coluna.

Para evitar o afastamento dos colaboradores, os empregadores, além de oferecer um ambiente propício para o trabalho, os empregadores devem zelar pela preservação da qualidade de vida de todos os envolvidos.

Uma rotina de exercícios aliados a um bom condicionamento físico contribui de forma significativa para a prevenção da dor nas costas, sobretudo para combater o surgimento da hérnia de disco, além de diversos males que podem vir a ocorrer.

A fim de contornar esta problemática, uma alternativa que vem se mostrando muito eficiente é a ginástica laboral. 

Com os serviço de consultoria online dos profissionais, as empresas têm reservado um período durante o expediente para que os colaboradores realizem exercícios no próprio ambiente de trabalho.

Ergonomia no trabalho previne dor nas costas

A ergonomia do trabalho é o estudo entre a relação do homem com o seu ambiente de trabalho. Ela contribui para a qualidade de vida, saúde, bem-estar dos colaboradores e diminuição de dores nas costas. 

Além de métodos de prevenção de acidentes no trabalho que podem prevenir doenças ou lesões na coluna e comprometer a saúde do colaborador. 

A ergonomia no trabalho estabelece quais EPIs devem ser fornecidos ao trabalhador para evitar riscos no ambiente de trabalho.

Um programa ergonômico proporciona um ambiente favorável durante o período de trabalho. 

A má postura no trabalho, equipamentos inadequados ou mal ajustados podem causar diversos malefícios para a saúde do colaborador e reduzir a produtividade no trabalho.

Ações como ginástica laboral, pausas durante o expediente e equipamento que atende as normas reguladoras do Ministério do Trabalho são aplicadas na empresa.

Como estamos tratando das dores nas costas como o principal problema de saúde no trabalho. A questão é: Qual a importância desse benefício para as dores nas costas?

São diversos os benefícios para a saúde do trabalhador, porém listamos algumas dicas de acordo com o tema em questão:

Melhora na postura e previne doenças na coluna: ao sentar adequadamente na cadeira e ajustar o monitor na altura correta, o colaborador mantém as pernas alinhadas e os braços bem posicionados.

Essas simples atitudes evitam problemas na coluna, além da fadiga e dores a curto e a longo prazo. Previnem inclusive outras doenças que  podem se causadas pela má postura ou devido movimentos repetitivos.

Conclusão

Como podemos perceber, a dor nas costas é um dos principais males da sociedade contemporânea! 

Em suma, a dor nas costas pode ter várias origens e afeta milhões de pessoas em todo o mundo em diversas condições.

Resumindo, a lombalgia e a dorsalgia são as principais causas de afastamento no trabalho e é motivo de muitas queixas nos consultórios médicos, ocupando o segundo lugar.

Atualmente este quadro clínico afeta significamente a qualidade de vida de muita gente.

Problemas na coluna podem ser causados por contraturas da musculatura, excesso de esforço físico, de peso, fase gestacional ou má postura. Até mesmo ter origem genética ou ser um sinal do corpo para indicar alguma outra doença.

Muitas são as alternativas para aliviar e evitar a dor nas costas. Contudo, somente um profissional especialista é quem vai avaliar a origem da dor e indicar o tratamento adequado.

Algumas das dicas exposta ao longo deste artigo, deixou claro a importância do papel do profissional para a prevenção e manutenção das dores na lombar e cervical.

E mais! A atuação deste profissional pode ir além dos Studios e academias. Existe a possibilidade de carreira tanto na área de reabilitação ou em consultorias para projetos de ginástica laboral, citando alguns exemplos.

Portanto, uma alimentação saudável, a prática de exercícios físicos e pequenas alterações no cotidiano podem contribuir para uma maior qualidade de vida e bem-estar, seja no trabalho ou durante as atividades diárias. 

Nunca se esqueça: a prevenção é sempre a melhor opção!

Gostaria de conhecer um programa de tratamento eficiente e barato para dor nas costas? Então clique aqui e confira agora o programa da Dra. Mariana Dias e do Dr. Keyner Luiz para você fazer em casa!

Grupo gratuito no Telegram: aberto para todos que sofrem com alguma dor nas costas e desejam receber dicas e exercícios gratuitamente. Quer participar? É só clicar aqui para acessar!