Posted in:

Motivando suas aulas de Pilates com o poder das palavras

PILATES PALAVRAS
Motivando suas aulas de Pilates com o poder das palavras
Gostou? Avalie!

Como motivar suas aulas de Pilates apenas com palavras e incentivos verbais?

É espetacular como o impacto de palavras podem fazer diferença na prática de qualquer que seja o esporte, incentivar os alunos ajuda eles a  conquistarem seus objetivos. E posso afirmar o poder das palavras pois elas já me incentivaram muito na vida pessoal.

Por volta dos seis anos de idade, eu aprendi a nunca dizer as palavras “eu não posso” ou “eu não consigo”. Eu me lembro daquele dia como se fosse ontem.  Ao praticar uma manobra nas barras assimétricas, minha treinadora de ginástica me ouviu dizer “eu não consigo fazer isso”. Ela imediatamente respondeu em um tom mais agudo me dizendo para não dizer que eu não conseguia fazer algo.

É incrível o impacto que essas palavras tiveram na minha vida – palavras estas que permaneceram comigo até hoje.

Anos atrás, enquanto participava de uma corrida escolar, fui atingida por um carro. O rescaldo do acidente ainda é um borrão, mas, depois de várias avaliações médicas, foi determinado que eu tinha sofrido uma fratura da cabeça femoral direita. Cada médico me disse que eu nunca seria capaz de correr novamente. Em última análise, após extensa fisioterapia e trabalho duro, eu provei que os cínicos estavam errados, e voltei à minha rotina de corridas.

O mesmo princípio se aplica quando dizem a você que você não consegue fazer algo. Não permita que outras pessoas influenciem sua vida e determinem os resultados que você pode controlar.‏

Qual o impacto que as palavras desempenham nas aulas de Pilates?

PILATES-PALAVRAS

Alguma vez você já disse ou ouviu em suas aulas de Pilates, qualquer uma das seguintes afirmações?

“Eu não posso fazer Pilates porque é para meninas.”

“Eu não posso fazer Pilates, porque eu não sou um dançarino.”

“Eu não posso fazer Pilates, porque eu não sou flexível.”

“Eu não posso fazer Pilates, porque eu não tenho tempo.”

“Eu não consigo fazer esse movimento de Pilates.”

“Eu não consigo fazer o que o professor está me dizendo para fazer.”

‏Estou certa de que há muito mais declarações de “Eu não posso” que você já ouviu falar em relação ao Pilates. A verdadeira questão é a conotação negativa da frase “eu não posso.” Você já considerou a ideia de que nossos pensamentos têm um efeito sobre nosso bem-estar?

Pensamentos positivos irão melhorar o seu bem-estar geral, enquanto os pensamentos negativos têm uma oposição que nos afetam.

Meu desafio para você é para fazer um esforço para estar ciente dos padrões negativos em suas escolhas de palavras e, em vez disso, criar padrões positivos usando frases como “eu posso”.

‏Então, vamos examinar essas declarações de “Eu não posso” e entender como transformá-las em “eu POSSO”:

  • Eu não posso fazer Pilates porque é para meninas. O Método Pilates foi desenvolvido por um homem, Joseph Pilates. Pilates desenvolveu muitos dos exercícios do Método Pilates em torno da estrutura do corpo masculino. Ele decididamente queria que homens praticassem seu método de exercícios.
  • Eu não posso fazer Pilates, porque eu não sou um dançarino. O Método Pilates não foi inicialmente desenvolvido para dançarinos. Joseph Pilates começou a ensinar o seu método na Ilha de Man, para militares. Foi apenas quando Pilates abriu um Studio em Nova York que dançarinos descobriram este método incrível.
  • Eu não posso fazer Pilates, porque eu não sou flexível. O Método Pilates é projetado para atender às necessidades de todas as pessoas. Para os indivíduos que são mais flexíveis, os exercícios são adaptados para melhorar a estabilidade. Para as pessoas que precisam melhorar a flexibilidade, o trabalho é feito sob medida para melhorar a mobilidade. A beleza do Método Pilates é que não há uma maneira única e engessada de realizar o programa. O Método Pilates atende às necessidades de cada indivíduo através de modificações apropriadas.
  • Eu não posso fazer Pilates, porque eu não tenho tempo. O Mat Pilates, ou Pilates Solo, pode ser realizado em qualquer lugar e em qualquer quantidade de tempo. Então, por que não acordar 10 minutos mais cedo e começar o dia fazendo um pouco de mat Pilates? Eu prometo, fazer tal esforço vai mudar a sua vida.
  • Eu não consigo fazer esse movimento de Pilates. Todos nós temos movimentos que desafiam nossas capacidades, mas, com a prática, paciência e persistência tudo é possível.
  • Eu não consigo fazer o que o professor está me dizendo para fazer. Faça o melhor que puder. Todos os dias, será diferente. Alguns dias nosso corpo vai nos surpreender e poderemos fazer qualquer coisa que tentarmos. Em outros dias, o nosso corpo dirá para recuar. Ouça o seu corpo e faça o melhor que puder.

‏Declarações como “eu não posso” fazem parte das nossas vidas, mas não devem guiar nossas ações ou nos impedir de algo. Da próxima vez que você se encontrar em um estado de espírito “eu não consigo”, pare e tente transformar essa declaração para “eu consigo”, e prove a si mesmo que tudo é possível.

Concluindo

Você como instrutor pode incentivas seus alunos e futuros alunos em suas aulas de Pilates para que eles se desapeguem de pensamentos como esses. Pensamentos negativos e limitadores fazem com que gere um desestimulo. O mesmo pode fazer com que os alunos deixem de fazer as aulas ou se quer nem começam. Por isso nosso papel é tão importante, além de ensinar a gente pode estimular e provar para seu aluno que ele é possível sim!

Texto adaptado de Laura Grant.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *