Posted in:

Pilates Laboral: benefícios dos exercícios no ambiente de trabalho

Pilates Laboral: benefícios dos exercícios no ambiente de trabalho
5 (100%) 1 vote

A técnica Pilates possui muitas variações de exercícios e pode ser realizada por qualquer pessoa. Pode ser praticado pelos que buscam por alguma atividade física, por aqueles que apresentam alguma patologia e também por esportistas que visam melhorar seu desempenho na prática de outras atividades. O Pilates Laboral entra nisso.

Diferente do que muitos pensam, a ginástica Laboral não precisa ser restrita aos exercícios tradicionais. Ela pode associar inúmeras técnicas, entre elas encontramos o Pilates, às vezes chamado de Pilates Laboral. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo para entender!

Que tipo de exercícios devo utilizar no Pilates Laboral?

No Pilates Laboral, o instrutor deve prezar pela realização correta dos execícios, pensando, assim, no bem estar de seus alunos. Existem diversos tipos de exercícios que podem ser realizados durante a prática do Método.

Os exercícios no solo são realizados em diferentes posições (supino, prono, decúbito lateral, quadrúpede, sentado, ajoelhado ou em pé), sempre evitando o impacto ou a pressão sobre os músculos e articulações. Isso, por meio do equilíbrio entre a contração muscular concêntrica e excêntrica.

Os acessórios utilizados na prática do Pilates Laboral permitem simular movimentos funcionais, facilitam e, ao mesmo tempo, desafiam o trabalho dinâmico. Tudo isso, em uma postura correta com o objetivo de trabalhar o equilíbrio e propriocepção.

Também podem ser realizados em grupo com objetivo de trabalhar a contrologia e flexibilidade, devolvendo e restaurando a saúde de indivíduos em condições patológicas. Melhorando assim a qualidade de vida deles.

Sendo assim, os funcionários permanecem cerca de 5 a 7 horas por dia sentados em suas poltronas ou até mesmo em pé. Uma pesquisa realizada na universidade de Missouri, nos EUA, averiguou que 10 minutos de alongamentos e atividades físicas são capazes de restaurar a saúde vascular de cada indivíduo, melhorando sua disposição no trabalho.

Tipos de alongamentos

Antes de nossos alunos começarem a realizar os exercícios, é sempre bom auxiliá-los a fazer alongamentos. Confira abaixo alguns deles:

Alongamento da panturrilha

Com as mãos sobre a  cadeira  incline o corpo para frente e mova o quadril também para a frente, fazendo a perna de trás esticar-se mais. Sinta o alongamento na panturrilha da perna de trás e segure por a 30 segundos.

Alongamento MMSS (Membros Superiores)

Apoie as mãos no encosto da cadeira, flexione levemente os joelhos, estenda os braços  e pressione lentamente o tronco para baixo,  por 15 a 30 segundos.

Alongamento de quadríceps e quadril

Em pé, flexione o joelho, segurando o tornozelo com as mãos. Tente aproximar ao máximo o calcanhar das nádegas. Mantenha por 15 a 30 segundos a posição.

Alongamento para MMII membro inferior na cadeira

Joelhos e tornozelos: sentado na ponta da cadeira com um dos joelhos estendidos e ponta do pé apontada para cima, segurando na ponta dos pés e puxando-os para cima, em ambas as pernas associe com a respiração e mantenha o controle postural sempre.

Quando estiver faltando de 10 a 12 minutos para o fim do expediente, essa ginástica entra em ação. Ela tem o objetivo de suavizar o ritmo de trabalho, reduzindo o estresse e aliviando tensões.

Técnicas utilizadas após a realização dos exercícios

Para finalizar os exercícios de Pilates Laboral, pode ser feita uma massagem ou meditação – sempre associada a respiração. A ginástica laboral de relaxamento tem o poder de reduzir o estresse, ajudando os relacionamentos e amenizando, até mesmo, desentendimentos no trabalho. Isso porque, após essa ginástica, o funcionário consegue ter uma relação social mais amigável e tranquila.

De forma simples e rápida, o Pilates Laboral pode melhorar consideravelmente a saúde, a produtividade e a disposição de seus funcionários e, também, a imagem que sua empresa tem. Além de reduzir os custos com licenças e afastamentos por doenças ocupacionais.

Benefícios do Pilates Laboral

Primeiramente, é preciso analisar os benefícios que o Pilates Laboral pode trazer para seus alunos. Alguns deles são:

  • Aliviam o estresse,
  • Diminuam o sedentarismo;
  • Aumentam o ânimo para o trabalho;
  • Promovam a saúde e uma maior consciência corporal;
  • Aumentam a integração social;
  • Melhoram o desempenho profissional;
  • Diminuam as tensões acumuladas no trabalho;
  • Previnam lesões e doenças por traumas cumulativos, como as LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e os DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).
  • Diminuam a fadiga visual, corporal e mental por meio das pausas para os exercícios.

Para a saúde do trabalhador, a prática do Pilates laboral melhora também:

  1. Condição física e psicológica;
  2. Favorece a integração entre os funcionários, melhorando a participação e produção em equipe;
  3. Contribui para maior produtividade diminui os índices de absenteísmo originados por afastamentos por lesões ou acidentes de trabalho;
  4. Corrige alguns vícios posturais e reduz os problemas relacionados Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho – doenças mais comuns em ambientes de trabalho.

Portanto, o toque é a principal ferramenta do trabalho fisioterapeuta, por incorporar uma relação muito íntima com o corpo, capaz de influenciar na qualidade da assistência e no cuidado dos exercícios.

Entre os praticantes, nota-se uma redução de tensões e da fadiga muscular. Além de bem estar corporal e mental, alívio de ponto de tensões, melhora a concentração, a postura e a disposição na execução do trabalho.

Como funciona o Pilates no ambiente de Trabalho?

Usando 15 minutos de intervalo em cada exercício, podemos trabalhar os músculos do complexo abdominal para sustentar nossa postura. Isso, permite ainda que os ombros relaxem, que o pescoço e a cabeça movam-se livremente. Dessa forma, há alivio da tensão sobre os quadris, pernas e pés, o que reduz as frequentes dores nessas regiões durante o trabalho.

Os exercícios são realizados de forma suave e lenta. Além disso, por meio do controle do centro corporal, que é responsável pela estabilização do tronco por meio da força da musculatura abdominal, se torna possível fortalecer a coluna gerando benefícios e evitando futuras lesões.

Concluindo…

Pilates Laboral se caracteriza por não ser de alta intensidade e não exigir um grande esforço físico. Dessa forma ela não atrapalha, não provoca nenhum tipo de cansaço e nem sobrecarrega o trabalhador.

Igualmente, cada vez mais as empresas vêm se conscientizando sobre a importância de investir no bem-estar dos seus funcionários. Afinal, irá diminuir, assim, os afastamentos por doenças (físicas e psicológicas) e garantirá uma maior produtividade.

Aos poucos, as empresas acabaram mudando suas prioridades. Não se restringem apenas aos aspectos de produção, mas também em manter a boa qualidade de vida de seus funcionários.

Written by Paulo Caetano

Paulo Caetano

Fisioterapeuta pós graduado em Traumato Ortopedia com ênfase em Pilates e Terapia Manual. Fisioterapeuta domiciliar, curso de ventilação mecânica, curso de técnicas e recursos em fisioterapia respiratória, curso de fisioterapia respiratória e ministrante do mini-curso: Pilates para Todos.

5 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *