Posted in:

Como melhorar o Estresse com o Método Pilates!

Estresse---CAPA

Difícil não ficar estressado com a nossa rotina.

Hoje em dia estamos sempre correndo, fazendo mais de uma atividade ao mesmo tempo, realizando tarefas que demandam muita concentração.

Sobrando pouco tempo para o lazer, para “desligar”.

Estresse
Estresse-2

Segundo a International Stress Managemente Association (Associação Internacional do Controle do Estresse) o Brasil é o segundo país com o maior número de pessoas com o estresse elevado.

O estresse é o estado de alerta do organismo. Na dose certa ele faz bem, pois auxilia o ser humano, deixando o cérebro ativo e estimulado o que nos torna mais produtivos.

Porém quando o estresse se prolonga é que surge o problema, pois há um aumento acima do normal de cortisol.

O cortisol é o hormônio do estresse, e quando produzido dentro do normal mantém o funcionamento do organismo equilibrado.

Quando sua produção está além dos limites normal o corpo percebe como se não pudesse mais descansar. É como se não houvesse diferença entre o dia e a noite e o estado de alerta fosse constante.

Persistindo esse quadro aumenta os riscos de fadiga crônica, depressão, insônia, AVC, obesidade, infarto, entre outros…

O limite do estresse difere de pessoa para pessoa, por isso é muito importante conhecer seus limites.

Existem pessoas que aguentam uma sobrecarga exagerada sem nenhum problema, enquanto outras desabam no menor obstáculo ou frustação.

A capacidade de tolerar o estresse depende de vários fatores, como por exemplo, a qualidade dos relacionamentos, a visão geral da vida, inteligência emocional, genética, entre outros.

Nível de Tolerância ao EstresseEstresse-7

Redes Sociais

Quando se tem amigos e familiares com quem possa contar é uma ótima ajuda contra o estresse do dia a dia.

Já pessoas que são mais solitárias e isoladas tendem a ser mais vulneráveis.

Senso de Controle

A autoconfiança e a capacidade de influenciar os acontecimentos ajudam a controlar o estresse.

Já as pessoas que sentem que não possuem controle de suas atividades diárias tendem a sofrer mais.

Atitude e Perspectiva

Pessoas que possuem otimismo, alto senso de humor e aqueles que aceitam que a mudança faz parte da vida acreditando em um poder maior, tendem a lidar melhor com o estresse.

Capacidade de Lidar com as Emoções

Aqueles que não conseguem manter a calma, ou até mesmo não conseguem controlar a raiva, medo, nervosismo estão completamente vulneráveis ao estresse.

Saber controlar as emoções é indispensável para se recuperar de situações difíceis.

Conhecimento e Preparação

Conhecer bem a situação estressante facilita a maneira de resolvê-la.

Sofrer por antecipação por algo que ainda não aconteceu, ou tentar resolver algo que não está ao seu alcance faz com que o estresse aumente.

Causas do EstresseEstresse-6

Os fatores de estresse são situações e pressões que causam tal problema.

Estes fatores, não necessariamente surgem de algo negativo, pois qualquer coisa que exija demais pode ser estressante, até mesmo eventos positivos como casamento ou a compra de algo importante.

Causas Externas Comuns do Estresse

  • Grande Mudança na Vida
  • Trabalho
  • Dificuldades de Relacionamento
  • Problemas Financeiros
  • Ficar Ocupado Demais
  • Crianças e Famílias

Causas Internas Comuns do Estresse

  • Incapacidade de Aceitar as Incertezas
  • Pessimismo
  • Conversa Interior Negativa
  • Expectativas Irrealistas
  • Perfeccionista
  • Falta de Assertividade

Efeitos do EstresseEstresse-4

O corpo não distingue entre ameaças físicas e psicológicas, ele não diferencia o estresse, seja pelo trabalho, discussão ou contas. Seu corpo irá reagir de uma maneira que irá parecer que está enfrentando uma situação de vida ou morte.

Quando há muita preocupação e responsabilidades a reação ao estresse de emergência está esgotada na maior parte do tempo e quanto mais ativado o sistema de estresse, mais difícil de desligá-lo.

Essa exposição excessiva e prolongada ao estresse pode ocasionar graves problemas de saúde, quando o estresse se torna crônico perturba quase todos os sistemas do corpo humano.

Podendo causar hipertensão, diminuir a imunidade, aumentar o risco de um ataque cardíaco e derrame, contribuir para a infertilidade, acelerar o envelhecimento.

Ao longo prazo pode reconfigurar o cérebro, deixando o organismo mais vulnerável a ansiedade e depressão.

Muitos problemas de saúde são causados e/ou agravados pelo estresse e as vezes sem notarmos, como por exemplo: dores em geral, doenças cardíacas e digestivas, insônia, depressão, obesidade e doenças autoimunes.

Sinais e SintomasEstresse-8

O estresse pode dominar uma pessoa a ponto dela se acostumar com ele e começar a achar algo familiar e normal. Desta forma, a pessoa não percebe o quanto está sendo afetada.

Cada um experimenta o estresse de formas diferentes, os sinais e sintomas de sobrecarga podem ser praticamente qualquer coisa, pois afeta a mente, o corpo e o comportamento de diversas maneiras.

O estresse nem sempre parece estressante. Segundo o psicólogo Connie Lillas há três maneiras mais comuns das pessoas reagirem quando estão sobrecarregadas por estresse:

  • Pé no Acelerador – é a reação através da raiva ou agitação. O indivíduo fica muito emocional e não consegue nem se sentar.
  • Pé no Freio – é a reação através do isolamento e depressão. O indivíduo demonstra pouca energia ou emoção.
  • Pé em Ambos – é a reação através da tensão e “congelamento”. “Congelar” sob pressão significa não fazer nada. Você olha paralisado, mas por dentro você está extremamente agitado.

Os sintomas do estresse são psicológicos e físicos e os principais estão separados na tabela abaixo.

Psicológicos Físicos
Ansiedade, angústia, nervosismo, preocupação em excesso, pensamentos acelerados. Problemas cardíacos e gastrointestinais.
Irritação, medo, impaciência, tontura, mau humor. Facilidade em ficar doente, baixa imunidade.
Problemas de concentração e de memória. Alergias, asma, insônia.
Desorganização, dificuldade em tomar decisões. Tensão muscular, mãos frias e suadas.
Cometer mais erros que o habitual, esquecimentos. Dor de cabeça ou enxaqueca, problemas de pele.
Sensação de perda do controle. Queda de cabelo anormal.
Incapacidade de relaxar. Perda de libido.
Depressão, infelicidade em geral. Comer demais ou de menos.

Quando detectado tais sintomas é importante identificar as causas do estresse e resolve-las o quanto antes, porém muitas vezes é necessário procurar ajuda médica e psicológica para que indiquem o tratamento adequado.

Pilates para Alívio do Estresse

Estresse-9

A atividade física é altamente recomendada para quem quer combater o estresse.

O Pilates além de ser uma atividade física é muito recomendado para quem sofre, ou quem quer evitar, o estresse patológico, pois trabalha todos os músculos do corpo.

O Método exige a prática consciente e completa da respiração durante a execução de todos os exercícios.

Além disso, uma respiração lenta e profunda reduz significativamente os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, no sangue ao longo do tempo.

Por incorporar algumas técnicas da Yoga, que é uma técnica indiana de exercitar o corpo e relaxar a mente, traz um equilíbrio mental excepcional aos praticantes.

No Pilates você aprende a mover-se usando apenas os músculos necessários para a realização de um determinado movimento, o que proporciona maior economia de movimentos, facilita a fluidez, o controle e a precisão de movimentos, e assim proporciona a redução do estresse.

A concentração que o Método exige durante sua prática, elimina a tendência de vaguear a mente por assuntos diversos que não nos ocupam aqui e agora.

Concluindo…Estresse-3

Realizando o Pilates você terá benefícios que podem ser levados para todas as situações cotidianas, ajudando a reconhecer os estados físicos e mentais e consequentemente proporcionando a oportunidade de agir de forma mais eficiente e consciente em todos os planos da vida.

Segundo minha experiência prática no Studio, quem possui altos índices de estresse é indicado a prática do Método 3 vezes por semana, para quem quer prevenir 2 vezes por semana já dará um resultado satisfatório.

Não permita que o estresse atrapalhe sua vida e suas relações.

Desempenhe suas funções da maneira que elas devem ser desempenhadas, mas não esqueça do tempo para lazer, para um cinema ou um show, para curtir quem você ama. Não podemos levar a vida sempre de mal com ela.

Vamos evitar o estresse e ser feliz.

Written by Renata Kirilos

Renata Kirilos

Formada em Fisioterapia pela PUC-PR. Curso de Pilates solo, bola e aparelhos e de Treinamento Funcional pelo ISP . Fisioterapeuta, Instrutora de Pilates e de Treinamento Funcional na clínica Fisiogorte em Curitiba.

5 posts

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *