Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Joseph Pilates desenvolveu o Método Pilates pensando em exercícios específicos de condicionamento físico e mental. Além disso, ele também criou aparelhos e acessórios para complementar o trabalho de concentração, força e mobilidade.

Considerando o aparelho mais popular do Método, o Reformer foi o primeiro equipamento a ser elaborado por Joseph e possui inúmeras possibilidades de exercícios que podem ser realizados, inclusive a série de abdominais.

Para saber mais sobre a realização da série de abdominais no Reformer, continue lendo esta matéria.

A origem do Reformer

O Reformer é um aparelho que permite a realização de diferentes exercícios, em todas as posições e planos de movimento, adaptados para cada pessoa. Por isso, Joseph Pilates o chamava de Universal Reformer.

A estrutura do Reformer é composta por uma plataforma de madeira ou alumínio, semelhante a uma cama, por um carro deslizante que está preso na plataforma através de molas, encosto para a cabeça, dois apoios para os ombros, uma barra para apoio dos pés e duas hastes com cordas para prender a alça de mãos ou de pés.

No total, o Reformer possui 5 molas, sendo uma de resistência fraca, um par de resistência média e um par de alta resistência, além de uma prancha de saltos que permite a execução de exercícios de salto e aterrissagem sem gerar impacto na articulação.

Por ser um aparelho que possibilita que os movimentos sejam realizados em todos os planos e estimular o corpo de maneira global, é possível realizar uma série de abdominais no Reformer.

Benefícios dos exercícios no Reformer

É possível realizar exercícios no Reformer em todas as posições, ângulos e amplitudes de movimentos, proporcionando benefícios globais e específicos:

  • Estabilização da coluna;
  • Estabilização da pelve;
  • Estabilização do tronco;
  • Alinhamento postural;
  • Melhora da força e resistência muscular;
  • Melhora da flexibilidade e alongamento muscular;
  • Trabalho da mecânica respiratória;
  • Ativação do Power House;
  • Melhora do equilíbrio e coordenação motora;
  • Previne lesões;
  • Alívio de dores e tensões musculares;
  • Equilíbrio entre alongamento e fortalecimento muscular;
  • Mobilização articular.

Além disso, no Reformer, o aluno aprende a se posicionar corretamente e entende a mecânica do aparelho, adequa a respiração, a ativação do Power House e os princípios do Método Pilates durante a execução dos exercícios.

Durante a movimentação, diferentes grupos musculares são trabalhados de forma concêntrica e excêntrica, assim como o equilíbrio, a coordenação e a centralização de todo o corpo.

Diversas adaptações foram realizadas desde a criação dos aparelhos de Pilates até os dias atuais, possibilitando a evolução não só dos equipamentos, mas também dos exercícios.

Entre as muitas adaptações, temos a série de abdominais no Reformer, que deve ser realizada seguindo os princípios estabelecidos no Método Pilates, com a sinergia entre a mecânica respiratória e a ativação do Power House.

Qual a importância de trabalhar o abdômen no Pilates?

O abdômen é a região inferior do tronco separada do tórax pelo diafragma e está na parte superior à pelve. Sua parede é muscular, ou seja, não apresenta nenhum tipo de proteção óssea e é nessa região que está a maioria dos órgãos do sistema digestório.

Os músculos abdominais são divididos em quatro regiões:

  • Região anterior: reto anterior do abdômen, piramidal do abdômen (músculo pequeno, geralmente não conhecido pois sua única ação é tensionar a linha alba), oblíquo externo do abdômen, oblíquo interno do abdômen e transverso do abdômen;
  • Região posterior: quadrado lombar, iliopsoas, psoas menores;
  • Região superior: diafragma;
  • Região inferior: levantador do ânus e isquiococcígeo.

Esses músculos são utilizados constantemente, seja em exercícios mais intensos ou até mesmo respirar, ir ao banho e em diversos outros movimentos realizados pelo corpo.

Por essas razões, é necessário trabalhar a série de abdominais com planejamento e periodização, além de buscar variações do exercício para trabalhar o corpo como um todo, como é o caso da série de abdominais no Reformer.

Série de abdominais no Reformer

Confira no vídeo abaixo a série de abdominais no Reformer e não deixe de aplicar essa importante variação em suas aulas:

Conclusão

Entre as muitas possibilidades de exercícios que o Pilates permite realizar, a série de abdominais no Reformer é uma delas. Principalmente porque o Reformer pode ser trabalhado para facilitar ou dificultar o exercício para o aluno, sem deixar de focar na concentração, respiração, controle, fluidez e precisão.

O Reformer é um dos equipamentos preferidos dos praticantes do Método Pilates e o abdominal é um exercício fundamental, que deve ser aplicado de forma eficiente e correta.

Trabalhar a série de abdominais no Reformer trará benefícios para a saúde do aluno, estimulando uma maior coordenação entre os diferentes grupos musculares e também na ativação do Power House.