Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

A lombalgia está cada vez mais presente em nosso cotidiano e a pergunta que você deve estar se fazendo agora é: o que é bom para dor lombar? Qual tratamento realizar para aliviar os sintomas?

Em muitas ocasiões, você já deve ter ouvido falar de alguém que passou por esse tipo de dor ou até mesmo você já ficou desconfiado de algum incomodo no pé da coluna, questionando se poderia ser a famosa dor lombar.

Se você já passou por esse tipo de situação e quer saber o que é bom para dor lombar, recomendo fortemente que continue a leitura deste artigo, pois iremos tratar das causas dessa dor e o que podemos fazer para evitá-la. Vamos lá?

O que é dor lombar?

A lombalgia, ou famosa dor lombar, acontece na parte inferior da coluna, em uma região próxima à bacia. Além disso, a lombar é formada por cinco vértebras, que são acompanhadas por cinco discos. 

anatomia-coluna-vertebral

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor lombar é a queixa de mais de 80% da população do mundo. Então, não é de se espantar que você tenha ou terá em algum momento essa dor. 

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"62516": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 62516 ": {" val ":" rgb (19, 114, 211) "," hsl ": {" h ": 210," s ": 0,83," l ": 0,45}}}," gradientes ": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
GARANTA AGORA

Ela é realmente muito comum e pode se associar a diversas questões que estarão mais detalhadas à frente, por isso é muito importante que você saiba exatamente o que é bom para dor lombar.

A dor lombar pode ser de duas formas distintas: aguda ou crônica. 

Quando se trata da dor lombar aguda, esta é mais leve e apresenta um quadro de recuperação mais rápido, durando apenas algumas semanas. 

Entretanto, a dor lombar crônica pode permanecer durante a vida inteira e trazer demasiadas complicações para as atividade diárias do ser humano. 

Deve-se destacar que nesses casos é comum travar, ter limitações em flexionar a coluna, apresentar dores em variados níveis e até causar incômodos nos primeiros movimentos da manhã.

A boa notícia para ambos os casos é que 95% das dores lombares são tratáveis com exercícios e alongamentos que podem ser feitos em casa.

Uma dupla de fisioterapeutas e especialistas, Mariana Dias e Keyner Luiz, até desenvolveram o programa de tratamento “Dor lombar, não!”. Clique no link e saiba mais!

Como pode ocorrer a dor lombar?

A dor lombar ocorre por diversas razões. Podemos destacar patologias e fatores mais técnicos, como:

Além disso, possuem outras situações que podem influenciar na presença de dores lombares. Por exemplo:

  • Pessoas fumantes;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade. 

Por outro lado, há situações que saem de nosso controle, como a herança genética que também pode impactar no desenvolvimento de lombalgias. Então se você possui parentes que já apresentaram esse tipo de dor, você estará mais propenso a apresentar quadros clínicos semelhantes.

Deve-se ter também, grande destaque para a postura e o modo como usamos nossa coluna. Por exemplo, se você trabalha em um escritório onde deve ficar a maior parte do tempo sentado, é necessário ficar observando sua postura e como sua coluna está sendo disposta na cadeira, pois muitas causas de dores lombares estão associadas a isso.

Portanto, a somatória de tudo isso faz-nos atentarmos a diversos fatores que podem implicar na dor lombar.

Apesar da lombalgia ser facilmente resolvida através de alongamentos e exercícios, ela é uma patologia séria e que deve ser tratada o mais rápido possível.

Por isso, continue a leitura e descubra o que é bom para a dor lombar. Com certeza, isso será de grande ajuda para evitar dores não muito amigáveis!

Como o nosso modo de vida provoca a lombalgia?

Antes de irmos para algumas explicações práticas sobre o que é bom para dor lombar, temos de destacar outro fator que pode levar ao aparecimento da lombalgia: nosso estilo de vida atual. 

Hoje, nosso modo de vida está cada vez mais partindo das dores lombares. Nesse sentido, não é de se espantar o quanto nos apercebemos de situações tão corriqueiras que provocam essas dores.

Atualmente, é muito comum trabalharmos horas e horas em frente às telas dos computadores, passarmos muito tempo dirigindo e enfrentando trânsitos intensos ou até ficarmos boa parte do dia sentados estudando para provas ou concursos. Fora isso, nos alimentamos mal e somos sedentários. 

Ou seja, nesse contexto, você tem de concordar que essa rotina já é algo inerente ou próprio de nossa sociedade. E pouco nos atentamos para nossa saúde corporal. 

É comum ficarmos tão imersos no que estamos fazendo que esquecemos de dar uma conferida na postura e fazermos uma parada para um alongamento físico. 

Entretanto, isso é muito importante! Talvez não sintamos os efeitos disso agora, mas a longo prazo sempre “castiga” nossas faltas de cuidados. 

Então, podemos investir um tempo de nosso dia, talvez até minutos, para realizar algum tipo de atividade física ou movimentação do nosso corpo para estarmos cada vez mais distante de dores como a lombalgia.

Você sabia que apenas 10 a 12 minutos de exercícios por dia podem curar uma dor lombar? Pois é, os estudos comprovam isso!

Quais são os tipos de dor lombar?

Há alguns tipos de dores lombares que merecem destaque. 

A primeira delas é a dor lombar simples. Essa dor normalmente ocorre em pessoas que possuem entre 20 e 50 anos, no final da coluna, nádegas e coxas. Elas são advindas do sedentarismo e da má postura.

A segunda forma é a dor lombar por compressão da raiz nervosa. Nesse caso, há a irradiação da dor para pernas e pés, apresentando-se de forma mais intensa. Além disso, esse tipo de dor pode durar cerca de seis semanas.

A terceira e última forma é, sem dúvidas, a mais complexa, sendo a patologia severa da coluna em que ocorrem traumatismos graves com dores intensas, contínuas e não mecânicas. Fora que, nesses casos, é bem mais difícil a flexão do corpo, ocorrendo o travamento da coluna.

Podemos dizer que a maior parte das pessoas tem o primeiro tipo e alguns a segunda forma. Em ambos os casos, existe tratamento simples, apenas com caminhada, exercício e alongamento.

O que é bom para dor lombar?

Finalmente chegamos à parte do artigo onde você encontrará o que é bom para dor lombar!

Abaixo, listamos as principais ações que você precisa realizar no seu dia a dia para aliviar a sua dor lombar. Continue lendo e confira!

1. Beba bastante água

Beber muita água e hidratar-se sempre é um grande fator contra a dor lombar. Alguns estudos confirmam que essa prática pode diminuir ou até resolver o problema. Portanto, aumente a quantidade de água que você ingere por dia, visando tomar entre 2 e 3 litros de água diariamente.

2. Faça alongamento

Exercícios e alongamentos reduzem em até 79% as dores lombares. Essas ações irão contribuir para manter a estrutura da lombar estável e para deixar os músculos flexíveis para realizar as atividades diárias sem muitas dores.

Se não sabe como fazer os exercícios, clique aqui para ver um programa de exercícios para fazer onde e quando quiser.

3. Use uma compressa de água quente

A compressa de água quente é muito importante para melhorar a circulação sanguínea e manter os músculos relaxados, aliviando a dor. Para fazer a compressa, você pode utilizar uma toalha de banho caseira, molhando-a em água morna. Então, você pode usar a toalha no local da dor lombar depois de retirar o excesso de água.

4. Faça massagens

Realizar massagens também são ótimas práticas para manter os músculos da lombar relaxados e evitar as dores. Você pode utilizar óleos essenciais para maximizar a sensação de bem-estar e relaxamento.

5. Pratique exercícios físicos (a dica mais importante!)

É de grande importância a movimentação e a prática de exercícios físicos. Isso você já sabe há muitos anos.

Os fisioterapeutas recomendam que não é interessante e sim, prejudicial, manter-se em repouso para resolver a dor lombar. Isso mesmo! Se você quer evitar a lombalgia, o segredo é se movimentar e deixar o repouso de lado, pois o repouso acima de 48 horas diminui o sangue e trava a articulação.

Independente de ser uma dor aguda ou crônica, o exercício e a movimentação são sempre bons ajudantes. 

Ademais, essa prática não é tão difícil assim. Se você quer evitar a lombalgia ou até mesmo começar a tratá-la, não é necessário fazer baterias de exercícios todos os dias. 

Muito pelo contrário. Tire apenas alguns minutos de seu dia (entre 10 a 15) para se alongar e se movimentar com os exercícios.

Agora que você sabe a importância de se movimentar e de praticar exercícios contra a lombalgia, confira o infográfico abaixo com algumas dicas de exercícios e atividade físicas que você pode realizar no seu dia a dia.

exercícios-físicos-o-que-e-bom-para-dor-lombar

Conclusão

Como você percebeu uma hora ou outra pode ser acometido pela dor lombar. Isso se já não foi, não é mesmo?

Porém, depois de ler esse artigo, você, com certeza, sabe o que é bom para dor lombar. Além disso, entendeu a grande importância que a prática de exercícios tem frente à lombalgia.

Então, está na hora de se programar e colocar em prática todo o conhecimento que adquiriu sobre o que é bom para dor lombar. 

Dica: comece a montar um plano de ação deixando alguns minutos para realizar exercícios físicos que você gosta e se sente à vontade. Com isso, você terá uma vida mais saudável e longe das dores lombares!

Se for do seu interesse, clique aqui e veja este site que ajuda a tratar a dor lombar.