Posted in:

Osteopatia e FIVE® para tratar hérnia de disco

PILATES FIVE KONZEPT

Você sabe como a Osteopatia e o método FIVE® podem tratar a hérnia discal?

Muitas pessoas acreditam que a Osteopatia é uma técnica agressiva e manipulativa, porem ela não é. Na verdade, de forma simplificada, o método fisioterápico tem como objetivo colocar o que está fora no lugar.

O tratamento para problemas nos ossos, músculos e articulações, promete a cura de males como hérnias e dores nas costas sem remédio nem cirurgia.

Trata-se da osteopatia somada ao FIVE®.

O que é a Osteopatia?Osteopatia-05

A osteopatia é uma técnica criada no século XIX pelo cirurgião Andrew Taylor Still.

Insatisfeito com os métodos disponíveis na época para tratar os feridos na Guerra de Secessão americana, o médico passou a estudar anatomia e fisiologia em cadáveres para tentar entender melhor o funcionamento do corpo humano.

O Osteopata, profissional da Osteopatia, utiliza somente as mãos para realizar o diagnóstico do paciente, para isso, é necessário que ele tenha uma grande experiência prática e teórica dos métodos manuais e claro, das terapias osteopatas.

O principal interesse da técnica é na anatomia e fisiologia, que são conhecimentos essenciais para a realização de uma avaliação completa dos sistemas corporais e suas relações, que podem se alterar.

Em comum com o método Pilates, a Osteopatia atende diferentes públicos, de recém-nascido ao idoso, com lesões relacionadas ao trabalho e ao esporte, além de ser uma técnica não evasiva, igual a Contrologia, a Osteopatia diminui os efeitos colaterais indesejáveis.

O curso de fisioterapia no Brasil tem duração de quatro ano anos, se esse profissional desejar se tornar um osteopata, é preciso que ele fique, pelo menos, mais quatro ou cinco anos estudando para a formação em osteopatia.

A exigência é que o fisioterapeuta tenha conhecimentos anatômicos, fisiológicos e palpatórios, para proporcionar um arsenal de técnicas diferente, dando maior capacidade ao profissional de ajudar o seu paciente.

O diferencial

O principal diferencial da osteopatia é atuar nas disfunções, e não apenas nos sintomas das doenças.

A técnica é indicada para problemas no sistema musculoesquelético que causam dores (cervicalgias, lombalgias, dores no ombro, joelho, tornozelo, cabeça, hérnias de disco e ciáticas), alterações de sensibilidade (formigamentos, diminuição ou aumento da sensibilidade) e limitações articulares (perda do movimento).

A técnica irá atuar normalizando o mau funcionamento da vértebra e das disfunções associadas.

O método FIVE®Osteopatia01

Os exercícios do FIVE® fazem a redistribuição da carga sobre o disco e a normalização da tensão muscular sobre a cadeia anterior, normalizando a relação entre o abdomem e as costas.

Para quem ainda não tem hérnia de disco, o FIVE® também ajuda a prevenir o problema. “Ele alivia as tensões a que estamos acostumados na vida moderna, passando horas sentados e com a postura curvada. O FIVE® traz de novo a mobilidade para a coluna, uma mobilidade que tínhamos quando crianças e perdemos ao longo dos anos”, explica Thiago Abrahim, instrutor oficial do método.

Muitos pacientes que têm ou tiveram hérnia de disco se perguntam se podem fazer os movimentos sem complicações. Segundo o Fisioterapeuta, só vai existir perigo na execução dos exercícios se forem feitos com mais violência do que o necessário nas primeiras sessões.

Pilates x FIVE®

São duas atividades diferentes que se complementam.

O Five® acrescenta o relaxamento e a liberação dos músculos ao treinamento físico. “É importante entender que Five® não é um conjunto de aparelhos, e sim um novo conceito para trabalhar o corpo, voltado para a melhora do movimento através do prolongamento das cadeias musculares”, explica o fisioterapeuta Thiago Abrahim, instrutor do método no Brasil.

O Pilates é outra parte importante do treinamento físico, focado na melhora do movimento controlado.

Essa técnica usa os músculos internos do abdômen, importante para o fortalecimento e a consciência corporal.

Diferente do Pilates, o Five® não utiliza a contração do abdômen, mas movimentos naturais de alongamento que melhoram o posicionamento corporal, trabalhando a postura e melhorando as dores. Os exercícios visam ao prolongamento das cadeias musculares, minimizando a tensão abdominal

Hérnia DiscalOsteopatia-04

É a passagem parcial ou total, de um órgão ou formação anatômica, através de um orifício

Estudos recentes demonstraram que, a partir dos 25 anos, as fibras do anel fibroso começam a degenerar, podendo produzir rachaduras em suas diferentes camadas.

São fatores de risco, causas ambientais, posturais, desequilíbrios musculares e possivelmente, a influência genética.

Atualmente considera-se que 80% da população em geral sofrerá pelo menos um episódio de dor na coluna, ao decorrer da vida.

As patologias na coluna são sem dúvida alguma o maior número dentro dos Studios de Pilates.

Seja hérnia de disco, escoliose ou qualquer outra patologia, o auxílio do Pilates no tratamento tem melhorado, e muito, a reabilitação desses alunos.

E o motivo é simples: o método vem carregado de benefícios que melhoram a saúde daqueles que carregam a patologia.

O Pilates é o tratamento mais utilizado para patologias da coluna pois trabalha profundamente a musculatura do abdômen e assim promove uma maior articular para a coluna vertebral de forma segura e sem sobrecarga, se tornando a melhor escolha por não lesionar a musculatura.

Concluindo…Osteopatia03

A Contrologia desenvolvida por Joseph tem como um dos objetivos a reabilitação do corpo e mente, a partir dos princípios do método, buscamos maior controle corporal e um aumento da qualidade de vida.

O paciente que sofre com as dores da hérnia discal precisa de um tratamento especifico de acordo com a patologia.

Por isso, é muito importante o nosso acompanhamento profissional com embasamento no FIVE® e osteopatia para as suas primeiras sessões.

Converse com o seu aluno sobre a técnica, e não esqueça de compartilhar conosco sua experiência.

1 Comentário

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *