Posted in:

A Importância da Coluna Neutra no Pilates

Coluna-Neutra-(3)

Quem acompanha o Pilates sabe que algumas características originais do método sofreram influências de diversas linhas de estudo da biomecânica e fisiologia, levando a expansão do Pilates Contemporâneo.

Uma das principais características é o posicionamento da coluna.

Joseph Pilates trabalhava a coluna em “imprint” como podemos observar na imagem abaixo.

Coluna Neutra (1)

Imagem 1. Imprint da coluna. Joseph Pilates

Neste texto vamos abordar a importância da coluna neutra no Pilates e todos os benefícios que pode proporcionar para seu aluno.

Fatores que Contribuem para o Trabalho em Coluna Neutra

Coluna-Neutra-(4)

Atualmente, profissionais que trabalham com o Método Pilates Contemporâneo utilizam a coluna neutra baseados em estudos científicos que comprovam os benefícios deste tipo de trabalho.

A coluna possui curvaturas fisiológicas que tem função de absorver impacto, dar sustentação ao tronco e possibilitar a biomecânica adequada para executar movimentos.

Além disso, o posicionamento adequado da coluna favorece o posicionamento correto das demais articulações, gerando maior conforto a coluna e também as articulações em geral já que assim. O trabalho muscular se torna mais eficaz estando dentro da biomecânica desejada.

Outra questão a ser apontada é que com o crescimento do Pilates, profissionais da saúde como educadores físicos e fisioterapeutas buscaram a formação no método, agregando seus conhecimentos de anatomia, fisiologia e biomecânica a esta prática.

Anatomia da Coluna Vertebral

Para entender melhor a anatomia da coluna e sua importância vamos observar a imagem abaixo:

Coluna-Neutra-(6)

Imagem 2. Coluna Vertebral

A coluna vertebral é dividida em 4 partes, sendo a coluna cervical, coluna torácica, coluna lombar e sacro. As curvaturas são divididas em lordoses e cifoses.

A coluna cervical e lombar apresentam lordoses e a coluna torácica e sacro apresentam cifoses.

Entre as vertebras encontramos os discos intervertebrais que são responsáveis por absorver o impacto gerado na coluna.

Para proteção destes discos temos ligamentos e músculos profundos que se encontram entre as vertebras e são responsáveis por gerar mobilidade e estabilidade a estas vertebras e músculos superficiais que irão ter importante papel na sustentação do tronco, manutenção da postura e execução de movimentos de flexão, extensão, rotação e inclinação realizados nos planos sagital, transversal e frontal.

Como trabalhar a Coluna Neutra no Pilates

Coluna-Neutra-(5)

Familiarizar um aluno iniciante com a coluna neutra é de extrema importância antes de ir para a aprendizagem de qualquer exercício.

Mas vamos lá, tanto se fala em coluna neutra, mas como exatamente é este posicionamento?

Então, primeiramente é necessário entender que cada corpo é único e para poder encontrar a tão falada “coluna neutra” é necessário analisar a biomecânica de cada indivíduo para dar os comandos necessários e fazer os ajustes adequados para este fim.

Para este posicionamento é necessário preservar as curvaturas fisiológicas, realizando a estabilização da coluna vertebral.

Para isto é necessário ativar o “power house”, ou seja, realizar a contração da musculatura estabilizadora do tronco que inclui músculos da coluna (paravertebrais e multifidos), músculos do abdômen (transverso do abdômen e oblíquos) e músculos do quadril (assoalho pélvico e glúteo).

Este tipo de posicionamento e ativação do power house faz com que ocorra o recrutamento de músculos mais profundos e estabilizadores, e assim inibindo o trabalho de músculos superficiais.

Estes músculos superficiais quando hiperativados podem gerar dor muscular por contraturas ou gerar maior sobrecarga numa determinada articulação gerando dores articulares, ou até mesmo devido ao desequilíbrio muscular gerar lesões musculares ou articulares.

Abaixo podemos conferir a imagem que ilustra a coluna neutra.

Podemos observar as lordoses preservadas da coluna cervical e lombar sinalizadas com as setas e as cifoses da coluna torácica e sacro tocando o solo.

Coluna-Neutra-(1)

Imagem 3. Coluna Neutra

A manutenção da coluna neutra favorece maior ativação do power house, possibilitando maior sustentação a coluna, mantendo o tronco mais forte, prevenindo lesões e auxiliando na reabilitação de patologias da coluna e demais articulações.

Sabendo que todos os movimentos se originam a partir do nosso centro de força, denominado “power house” ou “core”, situado entre a caixa torácica e a pelve, é necessário que esta região mantenha sua estabilidade e alinhamento adequados permitindo movimentos com qualidade.

Realizar este tipo de posicionamento, além de manter a saúde da coluna também favorece a saúde das vísceras já que a musculatura envolvida neste tipo de trabalho também irá estimular a função destes órgãos.

Fatores Dificultadores

Vários fatores dificultam o trabalho em coluna neutra, entre estes fatores podemos citar os quadros patológicos agudos, permanência de muito tempo em uma determinada posição, fatores somáticos.

Quadros Patológicos

Nos quadros onde o paciente se encontra com dor aguda, este tipo de posicionamento pode auxiliar no alivio da dor por gerar maior sustentação da coluna. Em outros casos, onde o paciente apresenta grandes alterações posturais, chegar a este posicionamento não será nada fácil.

Isto porque o corpo se adapta a determinadas alterações, gerando diversas compensações e desequilíbrios musculares que causam maior tensão em músculos superficiais e inibição da musculatura profunda, que promove a sustentação da coluna neutra.

Nestes casos é preciso buscar estes posicionamento em etapas e além do trabalho de fortalecimento de “power house” é necessário trabalhar:

  • Mobilidade de ombro (dificulta posicionamento de cervical e torácica);
  • Caixa torácica (dificulta posicionamento de cervical e torácica);
  • Coluna (dificulta mobilidade intervertebral)
  • Pelve (dificulta posicionamento lombar e pelve)

Isso porque, uma destas articulações pode estar dificultando o trabalho em coluna neutra.

Manutenção da Postura por Longos Períodos

Coluna-Neutra-(7)

A maioria das atividades de trabalho hoje em dia resultam em muitas horas sentado. E é nesta posição que há maior carga principalmente sobre a coluna lombar.

A falta de ergonomia nos setores de trabalho, alterações posturais, permanência da postura por longos períodos e sedentarismo causam fadiga da musculatura estabilizadora do tronco levando a desequilíbrios musculares e enfraquecimento da musculatura do tronco, levando a “vícios” de postura que alteram a biomecânica do indivíduo.

Fatores Somáticos

Nosso corpo é o espelho de tudo que sentimos, ele carrega nossa personalidade, nossa história e isto reflete em nossa postura e movimentos.

Nossa postura não é só como nos posicionamos sobre uma cadeira ou equipamento de Pilates, nossa postura é reflexo de como encaramos a vida.

Logo, tratar o corpo vai muito além de buscar a postura perfeita. Buscar a coluna neutra, é buscar em si mesmo o seu eixo.

Finalizando…

Coluna-Neutra-(8)

A coluna neutra pode prevenir lesões, reabilitar e manter a saúde em equilíbrio. No entanto, é preciso estar atento a fatores musculoesqueléticos, fatores externos (ergonômicos), e fatores somáticos que podem interferir no sucesso deste tipo de trabalho.

Gostou do texto? Então Curta, Compartilhe e conte para nós as suas experiências!

 

Written by Andréia Souza

Andréia Souza

Fisioterapeuta. Pós-Graduada em Fisiologia do Exercício. Formação em Pilates, Estabilização Clinico Funcional, Treinamento Funcional, Suspensus, Treinadora Grupo VOLL ministra cursos Espaço Vida Pilates e Pilates Avançado. Florianópolis/ SC. Brasil.

9 posts

7 Comentários

Deixe um Comentário
  1. Cara Andreia. JOSEPH Pilates trabalhava com todas as possibilidades da articulação. A idéia era mobilidade máxima de acordo com nossa natureza. Não ficava em apenas um posicionamento da pelve, utilizava movimentos com retroversão, antoversao, neutro, enfim todas as possibilidades da articulação. Se vc optar pela coluna neutra para um cliente iniciante, ocorre que vai exigir demais de uma musculatura ainda não preparada para isso, podendo inclusive ocasionar uma lesão. Portanto se já e difícil trabalhar em neutro com um cliente avançado imagine para um iniciante sem fortalecimento e reorganização das cadeias musculares. O neutro só deve ser enfatizado após um powerhouse fortalecido.

    • Exatamente Michele…não é nada fácil manter estes posicionamentos. Exige muito controle…mantendo em prática todos os princípios do pilates e muita atenção e orientação do instrutor. Grata por seu feedback 🙏

    • Certamente Cecília.. JOSEPH trabalhava com todas as possibilidades da articulação..no entanto com Grande enfoque no “imprint” da pelve. Como citei no texto: em alguns casos o trabalho de chegar a coluna neutra deve ser feito em etapas.
      Grata por seu Feedback 🙏

  2. Fantástico esse texto. Muito bem esclarecido! Inclusive eu busco isso com os meus pacientes, mas eles tem muita dificuldade em fazer os exercícios com a coluna neutra. É preciso de muito comando verbal, concentração e o toque para percepção do movimento.
    Obrigada !

    • Exatamente Michele…não é nada fácil manter estes posicionamentos. Exige muito controle…mantendo em prática todos os princípios do pilates e muita atenção e orientação do instrutor. Grata por seu feedback 🙏

  3. O comentário da Cecilia foi direto ao ponto: a maioria dos profissionais insiste em dizer que J. Pilates só trabalhava com ” imprint” da coluna, e isto é uma informação totalmente equivocada, como esclareceu Cecilia.
    E mais uma vez concordo com ela: uma pessoa que não desenvolveu o Power House e a consciência corporal não está preparada para trabalhar em pelve neutra!
    Discordo (com todo o respeito) quando no texto você fala em familiarizar alunos iniciantes com a PN antes de ensinar exercícios. Na minha opinião devemos primeiramente familiarizar o iniciante com o Power house, com a “caixa” , com os princípios do método e como aplica-los nos exercícios para depois (com certeza ele não será mais iniciante) falar em pelve neutra!
    Espero ter colaborado!
    Um abraço

    • Olá Adriana, Certamente o primeiro ponto a ser trabalhado no pilates com aluno iniciante é o power house, e concordo também que só apartir de uma caixa de força forte é possível trabalhar em coluna neutra. Mas considero importante “familiarizar” o aluno com a coluna neutra, ou seja, trabalhando a consciência corporal e quando possível, após obter esta consciencia e força da musculatura do power house, ai então realizar a manutenção da coluna neutra. Quanto ao “imprint” da coluna certamente Joseph desenvolveu um repertório de exercícios que trabalha a coluna e pelve em diversos posicionamentos e não só em “imprint”. Muito Obrigada por sua colaboração, este é um assunto que deve ser discutido sim e seu comentário é de grande valia para todos nós. Gratidão 🙏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *