Posted in:

Pilates para gestantes: O fortalecimento do assoalho pélvico

pilates-para-gestante-assoalho-3

Durante a gravidez ocorrem diversas mudanças no corpo, que podem gerar dores e desconforto. O Pilates para gestantes poderá trazer diversos benefícios com sua prática, se tornando um grande aliado nessa fase.

Dentre todos os benefícios possíveis que o Pilates pode auxiliar no desenvolvimento durante a gravidez, nesse texto vamos abordar como o método pode auxiliar o fortalecimento do assoalho pélvico, área do corpo feminino muito importante na gravidez, continue lendo para saber porque.

O que é o assoalho pélvico?   

pilates-para-gestantes-assoalho-1

O assoalho pélvico é composto mais superficialmente pelos músculos Bulbocavernoso, Isquiocavernoso, Transverso Superficial e Profundo e esfíncter anal externo, e na camada mais profunda pelos músculos Levantadores do ânus (Pubococcígeo, Puborretal, Pubovaginal, Iliococcígeo) e o Músculo coccígeo.

Esses músculos apresentam funções importantes, eles mantêm a continência da urina e fecal e também se relaxam para permitir o esvaziamento intestinal e vesical.

São responsáveis pela sustentação dos órgãos pélvicos, evitando que eles possam se deslocar do posicionamento normal, e também participam ativamente da resposta sexual feminina normal, os quais são extremamente distendidos para permitir o parto. Porém, logo após o parto, eles também devem se contrair novamente para manter as suas funções anteriores.

Benefícios do Pilates para gestantes

pilates-para-gestantes-assoalho-2

O Pilates é um método de exercícios que visam trabalhar corpo e mente integrados, tanto os fortalecimentos como alongamentos da musculatura global, dando ênfase em diminuir os desequilíbrios musculares, e manter uma boa estabilidade postural.

A literatura ainda é muito escassa quando relacionamos o fortalecimento de assoalho pélvico com a prática do Método Pilates.

Um dos princípios do método é a ativação da musculatura profunda denominada Power house, core ou centro, formando um cinturão que vem desde a base das costelas até a região inferior da pelve. Que devem se manter em contração durante os movimentos dos exercícios propostos.

Portanto os músculos do assoalho pélvico fazem parte deste cinturão, e é por esse motivo que acreditamos que a ativação desse centro de força, seja o suficiente para o fortalecimento dos mesmos.

A ativação correta da musculatura

pilates-para-gestante-assoalho-5

O grande problema é que nas aulas de Pilates tradicionais, nem sempre há uma orientação e acompanhamentos para saber se a aluna está ativando essa musculatura corretamente. E também tem a questão de que solicitamos para contrair o assoalho pélvico, juntamente com o transverso abdominal, multífidos e retos abdominais. O que resulta às vezes em uma contração incorreta ou uma sobreposição de forças dos músculos abdominais.

Algumas alunas inclusive ativam muito mais a musculatura acessória, que são os adutores, os glúteos e os abdominais, negligenciando a musculatura de assoalho pélvico que normalmente está mais fraca.

Isso não significa que os exercícios do método Pilates não são eficazes para o fortalecimento da musculatura de assoalho pélvico, mas sim que os instrutores devem ensinar a essas alunas a forma correta de contração e também isolada, antes da ativação em conjunto com os outros músculos.

Devemos incentiva-las a realizar os exercícios de contração isolada, no seu dia a dia, e não menos importante, ensiná-las a relaxar também, que será de extrema necessidade durante o parto normal.

Além disso é importante também para evitar hipertonias, que podem desencadear outras tantas disfunções. Podem variar desde dor pélvica, até mesmo, alterações na articulação sacro ilíaca.

Existe a musculatura que auxilia na sustentação e estabilização pélvica, e que exercem influência sobre o assoalho pélvico. São eles os glúteos máximo, médio e mínimo, piriforme, obturador interno, ilio psoas, transverso, adutores, entre outras.

Portanto, além de orienta–las a realizar as contrações isoladas no seu dia a dia, devemos incluir os fortalecimentos e alongamentos dessa musculatura global, de acordo com a necessidade individual de cada aluna.

A importância do Pilates no fortalecimento

pilates-para-gestante-assoalho-7

Durante a gestação existe a influência de hormônios sobre essa musculatura, o que irá dificultar ainda mais o controle e coordenação, além do peso do bebê que vai aumentando ao longo das semanas, e sobrecarregando ainda mais o assoalho pélvico, gerando mais fraqueza, por esse motivo devemos ser muito cautelosos no ensino da contração correta da musculatura do assoalho pélvico para essas alunas.

O ideal mesmo, mas que hoje em dia ainda é difícil, é que essas mulheres antes mesmo de decidirem engravidar, fizessem o treinamento dessa musculatura, além de preparar o corpo como um todo mesmo.

Na realidade atual muitas mulheres quando ficam grávidas, nem sequer são orientadas sobre a importância dessa musculatura, e a influência sobre a gravidez e o parto. E assim essas mulheres seguem idealizando um parto, como visualiza nos filmes e novelas, e sem preparo fica um pouco mais difícil e acabando evoluindo para um final que não era muito esperado por essa mulher.

Segundo alguns estudiosos todas as mulheres nasceram para “parir” por via vaginal. Porém na prática não é o que estamos habituados a encontrar, a maioria por falta de informação, acreditam que não tem nada que consigam fazer para auxiliar ou até mesmo “facilitar” um parto normal.

A prática do método Pilates vai primeiramente manter um corpo forte e saudável em primeiro lugar, o que é um requisito importante para uma gestação e um parto mais tranquilo. E como falamos desde o início desta matéria, teremos a ativação da musculatura de assoalho pélvico.

Concluindo

pilates-para-gestante-assoalho-4

Sendo assim eu acredito, e minha prática clínica confirma, as alunas gestantes que praticam o Pilates com regularidade, geralmente passam muito bem pelo período da gestação, têm um parto tranquilo e uma recuperação mais rápida após o nascimento do bebê.

Ainda faltam as pesquisas com maior grau de confiabilidade para comprovar realmente estes resultados, porém, em minha opinião, enquanto isso não acontece, vou continuar incentivando os instrutores de Pilates que atuam com esse público.

Quanto mais profissionais tiverem esse pensamento e conduta diferenciada, maior será o número de mulheres que terão esses benefícios. É claro que precisamos ter o discernimento de saber até aonde o Pilates pode atuar, na prevenção de disfunções do assoalho pélvico, pode ser uma excelente forma.

Mas se a aluna já chegar para as aulas apresentando queixas é prudente encaminharmos para o serviço de fisioterapia uroginecológica. Mas isso não vai impedi – la de continuar com as aulas, como os devidos cuidados.

E você, como trabalha o Pilates para gestantes?  Como auxilia suas alunas no fortalecimento do assoalho pélvico?

 

Referência bibliográfica

  • Andreazza, E. I; Serra, E. A influência do Método Pilates no fortalecimento do assoalho pélvico.

linha-gestante

Patrícia de Andrade Valeriano

Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates na WP Pilates & Saúde

Integrante do grupo das idealizadoras do Projeto Mamãe Saudável 

Responsável pelo curso de Pilates para Gestantes

Written by Patricia de Andrade Valeriano

Patricia de Andrade Valeriano

Patricia de Andrade Valeriano é Fisioterapeuta, formada desde 2004. Possui Pós-graduação em Terapia Manual e Postural. Atua com Pilates desde 2007, quando fez a primeira formação em Pilates Clínico e Pilates Aplicado à Saúde da Mulher. Anos mais tarde, fez formação em Pilates Fitness, Pilates Dermato Funcional, Pilates para Grupos e Pilates Avançado. Possui formação internacional em RPG (Sistema Australiano), Reeducação Uroginecológica e Conceito McConnell - Bandagem Funcional. É professora de cursos de formação em Pilates há mais de 4 anos, participou da formação de quase 80 turmas. Todo ano participa de whoskshops relacionados ao Pilates, assim como o Pilates Leader Programme. Atualmente é proprietária da WP Pilates & Saúde (sede São Paulo do Voll Pilates Group) e integrante do grupo das idealizadoras do Projeto Mamãe Saudável . Desenvolveu o curso de Pilates Aplicado para Gestantes e ministra whorkshops do mesmo tema em eventos como o último Meeting em Pilates e Treinamento Funcional 2014. Recentemente participou da Certificação de Personal Gestante do Programa Mais Vida Gestantes e do curso de atualização de fisioterapia obstétrica da Sabrina Baracho.

18 posts

1 Comentário

Deixe um Comentário
  1. Ótimo artigo com observações bem pontuais sobre o atendimento personalizado no Pilates, há necessidade de estarmos preparados para atender e orientar melhor esse grupo de pessoas que precisam de cuidados especiais nessa fase da vida, visto que na área de saúde o fisioterapeuta passa bastante tempo com o paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *