Posted in:

5 exercícios de Pilates mais conhecidos para incluir no seu Studio

Os exercícios de Pilates tem se tornado muito procurado nos últimos tempos por quem busca qualidade de vida e equilíbrio entre corpo e mente. Pelo método ser uma atividade que trabalha a musculatura de forma menos impactante, com poucas repetições e privilegiando alongamento, flexibilidade, respiração e concentração, os estúdios de Pilates têm se especializado cada vez mais para atender as necessidades dos praticantes da melhor maneira.

Um dos principais diferenciais dos estúdios de Pilates quando comparados com aulas em academias são os equipamentos especializados e os exercícios mais elaborados.

Neste artigo, listamos alguns dos mais conhecidos exercícios de Pilates que não podem faltar no seu estúdio. Veja quais são eles:

1. Tree – Um exercício no Reformer ou Barrilexercícios-de-Pilates-(13)

Esse é um exercício que pode ser feito tanto no Reformer quanto no Barril, e trabalha bastante os músculos do power house (centro de força). O tree é um exercício de boa intensidade, já que faz o praticante manter a concentração para não desalinhar a bacia. Ele trabalha toda a extensão da coluna, alonga a cadeia anterior, as panturrilhas e também os isquiotibiais.

Para que ele seja realizado no Reformer é preciso apoiar o pé na alça presa na estrutura do aparelho e todas as molas do carrinho devem ser usadas para que ele não se mova durante a execução do exercício.

Já no Barril deve-se manter a flexão dorsal todo o tempo. O apoio é feito com o calcanhar do pé na 2ª trave, de cima para baixo. Depois de ter passado para o outro lado, apoia na 1ª trave.

O praticante deve abraçar a parte de trás da coxa e acionar o centro de força crescendo a coluna. O joelho precisa ficar dobrado, e o pé em ponta. Quando a coluna estiver ereta, ele estica o joelho ao máximo, sem abalar a coluna, e volta a dobrar.

Esse exercício deve ser repetido poucas vezes, e o praticante aproveita as repetições para aperfeiçoar o alinhamento do seu corpo, bem como trabalhar o controle e a fluidez.

2. Push Up Sideways – Um exercício na Step Chairexercícios-de-Pilates-(10)

A Step Chair tem se tornado um “hit” do Pilates nos estúdios internacionais por várias razões. Primeiramente, pelo preço do equipamento e pelo espaço necessário para a sua instalação: ambos são pequenos. Além disso, os exercícios feitos na Step Chair exigem bastante concentração e geram ótimos resultados.

Eles melhoram o equilíbrio e a postura por meio de exercícios de estabilização pélvica escapular e trabalham com a flexão da coluna. A Step Chair também contribui muito para o aumento da força, pois promove a massa muscular fina e ajuda no funcionamento do metabolismo.

O exercício Push Up Sideways é um bom exemplo disso. Clássico e avançado, tem como objetivo principal o fortalecimento do centro de força, além dos braços, dos ombros e dos músculos das costas. Ele é recomendado somente para praticantes que estejam preparados fisicamente com os exercícios de prancha frontal, por exemplo.

O segredo para uma boa execução é alinhar o corpo e mantê-lo equilibrado. É um excelente exercício para desafiar o centro de força e, também, para trabalhar o fortalecimento e a flexibilidade dos músculos da coxa, do abdômen e da pélvis, além de treinar o controle motor.

É preciso tomar cuidado apenas com bacia, deixando os quadris alinhados e a cintura intacta. O centro de força se fortalece nesse exercício para estabilizar o tronco enquanto o praticante mexe com as pernas.

3. O Shoulder Bridge – Um exercício no soloexercícios-de-Pilates-(5)

Um dos exercícios mais interessantes e conhecidos no Pilates é o Shoulder Bridge, pois todos os seus objetivos são voltados para a mobilização da coluna. Muitos alunos perguntam para que serve esse exercício mais conhecido como “Ponte”.

Ele é recomendado, principalmente, para o ganho de resistência e para manter a coluna saudável. O Shoulder Bridge também é ótimo para treinar a interação entre as costelas, a bacia e a cintura escapular e fortalecer os glúteos e os músculos posteriores da coxa.

A ponte pode ser feita no solo, em aparelhos, com acessórios, conjugada com outros exercícios, entre várias outras formas. É importante apenas respeitar o limite de cada praticante, fazendo com que ele evolua à medida em que domina aos poucos os movimentos dos exercícios de Pilates.

4. Os exercícios de Pilates em circuitoexercícios de Pilates 2

As aulas de Pilates realizadas em circuito tem sido muito procuradas ultimamente. Com equipamentos especializados, os circuitos de exercícios de Pilates montados trabalham diversas partes do corpo e propõem aulas mais divertidas e animadas, como nos treinamentos funcionais.

Nesse tipo de aula, porém, é preciso ter mais atenção com o praticante, pois é preciso mais habilidade para passar de um exercício para outro rapidamente, conforme o nível de cada aluno.

O praticante troca de estação em um tempo determinado, e as aulas são planejadas e monitoradas com mais intensidade e com acessórios que dificultam os movimentos.

A atividade em circuito é ótima para aumentar a capacidade funcional e cardiovascular do aluno, além de trabalhar a força, o equilíbrio e a flexibilidade. Tratam-se de aulas mais agitadas e com alto gasto calórico.

5. O Pilates suspensoexercícios-de-Pilates-4

Pilates suspenso é uma variação bem interessante e conhecida do Pilates, com equipamentos próprios para o método. Ele não exige alto grau de experiência e contém vários exercícios que podem ajudar o praticante a tratar patologias, além de educar a coluna, entre outros benefícios.

Os exercícios são realizados sem compressão articular e exigem recrutamento muscular, diminuindo o impacto das articulações e trazendo vários benefícios para a saúde e para a mente.

As aulas podem ser bastante divertidas por lembrarem um pouco a arte circense e acrobática, deixando os alunos mais à vontade com os movimentos.

 

Concluindo…exercicios-de-pilates-3

É possível incluir vários outros exercícios de Pilates no seu estúdio, para que as aulas se tornem mais prazerosas e eficientes. É importante sempre inovar e renovar os exercícios oferecidos, mas manter atividades básicas e mais conhecidas para que o aluno sinta seu progresso.

Lembre-se: entre exercícios no solo, em equipamentos e em modalidades diversas, seu estúdio pode se tornar referência. Então saiba trabalhar bem isso.

Você sabia que muitas pessoas têm procurado os exercícios de Pilates como uma opção para perder os quilinhos extras? Saiba mais sobre esse assunto no post “Pilates emagrece? Prepare uma aula com este foco”!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *