Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

As aulas de Pilates online foram uma saída que muitos profissionais do movimento encontraram para continuar o trabalho de promoção da saúde diante da situação mundial de pandemia, no início de 2020. 

As práticas, que antes eram feitas dentro dos Studios, com os aparelhos, acessórios e um bom espaço para atender mais de um aluno por horário, tiveram que migrar para locais muito conhecidos: nossa casa. 

Em algum cantinho da sala, do quarto ou até mesmo na sacada, tivemos que readaptar nosso espaço, e também nossa linguagem, enriquecendo o comando verbal e fazendo associações e analogias melhores para que os alunos pudessem entender o movimento sem que o professor tivesse que demonstrar os exercícios a todo momento. Sem contar que o Pilates foi adaptado para o solo, sem o uso de aparelhos e sem suporte de muitos acessórios. 

Essa realidade, apesar de estranha no começo, foi sendo incorporada para que as pessoas não deixassem de se exercitar e, ao mesmo tempo, para que os profissionais continuassem trabalhando. 

Há quem se acostumou tanto com essa modalidade remota que acabou não retornando mais para as aulas presenciais. No fim, tornou-se uma forma natural das pessoas estarem praticando os movimentos no conforto de suas casas e muitas vezes em horários mais flexíveis, ou seja, o modo remoto de atendimento tem suas grandes vantagens.

Embora desafiador no início, o Pilates online tirou muita gente da zona de conforto, e com certeza habilidades como a criatividade tiveram que ser mais enfatizadas na rotina das aulas. 

De toda forma, as mudanças ocorridas pelas circunstâncias da pandemia incentivaram o estudo de muitos profissionais sobre o Mat, e com ele o entendimento que a base do Método, proposto por Joseph, vêm do Pilates Solo.

No texto de hoje vamos entender como readaptar as aulas de Pilates online no solo, além de 7 dicas para deixar esse momento mais interativo, dinâmico e organizado. Continue a leitura!

Pilates Online no Solo

Geralmente, quando estamos trabalhando dentro de um Studio de Pilates focamos tanto na utilização dos aparelhos, que a prática no solo acaba sendo deixada um pouco de lado. 

Afinal, a quantidade de acessórios e possibilidades de variações motoras em um mesmo aparelho são tantas que por vezes podemos nos esquecer dos movimentos que dão base para o Método: o Mat Pilates, que é puramente os exercícios de solo. 

Com ele podemos ter a referência de progressões e ainda lembramos que o Método possui uma essência e uma explicação por trás de todas as posições corporais, já que o modelo proposto por seu criador, Joseph, é ancorado em uma educação motora. 

Usando o peso do próprio corpo, revemos de forma ativa e consciente a trajetória do desenvolvimento motor, resgatando os movimentos primários de nossas vidas. As aulas de Pilates online acabaram, até por necessidade, adequando-se exatamente às bases do movimento humano, que Joseph Pilates nos deixou como legado.

Pensando nos profissionais que continuam atendendo desta forma, mesmo após a volta dos atendimentos presenciais, podemos pensar que as aulas vão ficando menos diversificadas, se comparadas ao uso dos aparelhos. Há um grande questionamento de que as práticas podem ficar um tanto quanto monótonas, os movimentos se tornam mais repetitivos e sem muita variedade. Mas será que isso é mesmo verdade?

Confira a seguir, algumas orientações para melhorar seu planejamento nas aulas, que se encaixam muito bem para o mundo do Pilates online!

7 dicas para deixar as aulas de Pilates Online mais dinâmicas

1. Escute seu aluno!

O primeiro passo de tudo é conhecer seu aluno. Deixe ele te falar as principais queixas, as dores que ele sente, qual o seu principal objetivo. Assim você consegue reconhecer o que ele mais está precisando no momento e direciona a aula para sanar primeiramente esta questão mais urgente. Por isso, aproveite para estudar mais sobre o caso, pesquisando exercícios que possam auxiliá-lo. 

Na hora da aula do Pilates online, procure explicar antes o porquê daquele movimento. Use uma linguagem simples, traduzindo em termos mais práticos o que você está fazendo, para que ele entenda que aquele movimento em si é importante. Isso mostra uma boa conduta profissional e traz confiança para o aluno.

2. Explore as possibilidades de movimento

Aproveite uma posição corporal específica e explore as possibilidades de movimento nela, sem precisar trocar o aluno de posição o tempo todo. Crie sequências lógicas para essa posição corporal, seja ela em pé, em decúbito ventral, decúbito dorsal, etc. Por exemplo: se o aluno estiver em decúbito dorsal, quais são as variações que podemos fazer com os membros inferiores ou superiores? 

Posso fazer movimentos unilaterais, bilaterais, posso também trabalhar a coordenação motora deste aluno, unindo o movimento de braços e pernas. Ou também utilizar algum acessório (caso o paciente não tenha nada em casa, explore os objetos que ele tem acesso: cadeira, um cabo de vassoura, toalha de banho ou almofadas, por exemplo). 

Utilizar a criatividade com o bom senso da utilização daquele material é uma perfeita estratégia para que sua aula de Pilates online vá ganhando novos formatos.

3. Utilize progressões

Com base na dica anterior, construa o movimento aos poucos. É importante saber qual movimento é mais simples e qual é mais complexo para que você consiga construir pontes entre os exercícios e ir fazendo possíveis evoluções. 

Não tenha receio de repetir a base do exercício mais simples, ela serve de construção para outros mais complexos. Perceba qual movimento o aluno tem mais dificuldade e “volte algumas casas”. Proponha formas mais simples e facilitadoras de movimento, e através da repetição, aula após aula, esse exercício será aprimorado. 

4. Utilize o Pré-Pilates nas aulas online

Os exercícios do pré-Pilates servem justamente para haver essa conexão, essa preparação para o que vem a seguir. 

É uma boa dica para o início da aula online de Pilates. Com esses exercícios mais simples, você pode trazer essa consciência para o momento presente, dando comandos mais direcionados, para que o aluno vá percebendo o corpo dele no espaço, criando essa consciência corporal que muitos ainda necessitam. Lembre-se de não pular etapas! 

5. Varie a contagem

Se você trabalha com Pilates contemporâneo, não necessariamente a contagem deverá ser feita sempre até 10, ou até 8, 6, etc. Varie as formas de contagem, por exemplo: coloque algum exercício isométrico no meio da sua sequência, conte o tempo que o aluno conseguiu manter a posição e depois anote. 

Daqui a algumas semanas, proponha o exercício novamente e relembre o aluno o tempo conseguido. Isso traz motivação e um certo parâmetro de evolução!

6. Planejamento

Uma boa aula de Pilates (online ou presencial) requer um planejamento não só diário, mas também semanal ou mensal. Para que você consiga se organizar em seus pensamentos e em sua sequência de aula, comece fazendo um planejamento semanal: inclua naquela semana o que você pretende dar mais ênfase na sessão de Pilates. 

Aqui vão alguns exemplos: semana de trabalho focado em core, semana para trabalhar mais os exercícios unilaterais, semana com mais ênfase nas mobilidades, etc. Assim você destina um tempo maior da sua aula para fazer o que propôs na semana. Isso dentro dos objetivos do aluno, claro. Lembre-se da individualidade de cada um neste processo.

7. Aulas online de Pilates pedem desafios!

Quem não gosta de ver que pode ir além? Você pode propor algum desafio semanal ou mesmo mensal: uma posição diferente, um exercício mais difícil, etc. 

Ao longo das aulas, faça associações entre o desafio proposto e exercícios facilitadores, que vão ajudar este aluno a conseguir chegar até lá. Assim também conseguimos trabalhar a motivação das pessoas para um objetivo em comum.

Conclusão

A partir dessas dicas, você pode planejar suas aulas com mais propósito, e fica até mais fácil de organizar os exercícios de forma mais sequenciada. As aulas online vieram para ficar e é bom estar sempre se atualizando nesse sentido. 

Lembrando que é importante pensar sempre sobre a base do método, nesse caso, o conhecimento do Mat Pilates é fundamental para te ajudar a ir construindo aulas mais direcionadas, sem deixar cair na mesmice. 

Para mais, reger uma aula de Pilates online faz com que o profissional treine seu comando verbal dia após dia, e isso é uma ótima ferramenta para exercer uma comunicação mais clara e assertiva, muito importante para uma aula mais fluida e coordenada.

Baixe gratuitamente a degustação dos livros teóricos e práticos do Curso Completo de Pilates do Grupo VOLL e aprenda sobre biomecânica do Power House aplicada ao Pilates, princípios de estabilização da coluna, aspectos educacionais de aprendizado do aluno, avaliação física e postural no Pilates, desenvolvimento da aula e muito mais!

Ficou interessado? Clique aqui e tenha acesso exclusivo!