Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

O maior medo de um instrutor de Pilates são as aulas repetitivas e monótonas. Muitos pensam que para deixar as aulas mais atrativas e dinâmicas e, com isso, fidelizar alunos, é necessário criar exercícios mirabolantes, com vários acessórios e aparelhos ao mesmo tempo. Isto é um grande erro, pois o instrutor acaba se perdendo e ficando sem objetivos, sem foco e esquecendo da essência do Método e, ao contrário do que possam imaginar, é sim possível inovar nas aulas de Pilates e deixar os movimentos ainda mais interessantes.

Temos uma vasta bagagem de exercícios que Joseph Pilates deixou para nós e ainda, com o Pilates contemporâneo, temos a possibilidade de realizar diversas modificações de um mesmo exercício, facilitando até o aluno conseguir executar o movimento original, ou, partindo de um exercício original, deixá-lo mais intenso utilizando variações e acrescentando acessórios.

Portanto, se você tem estas dúvidas em como deixar suas aulas atrativas e não sabe como planejar e inovar nas aulas de Pilates, este texto é para você! Confira cinco dicas para deixar suas aulas mais dinâmicas, atrativas, sem perder o objetivo do Método.

Por que inovar nas aulas de Pilates?

O Pilates possui características de “qualidade e não quantidade” com movimentos mais lentos e poucas repetições e, apesar destas prioridades, a aula pode ser bem intensa.

Então, para manter as aulas atrativas, o interesse e a adesão dos alunos, os instrutores precisam saber propor mudanças na medida e hora certa: saber o momento certo de evoluir e propor variações dos exercícios de acordo com cada objetivo e condicionamento físico. Isto gera credibilidade, confiança e diferencial no seu trabalho e faz o aluno se sentir motivado a continuar suas aulas de Pilates.

Estar sempre atento às novidades do mercado e às novas tendências do Método Pilates, sempre adequando ao interesse dos seus alunos é muito importante para alinhar as estratégias com os interesses.

Dicas para inovar nas aulas de Pilates

5 dicas para inovar nas aulas de Pilates? (+Infográfico)

Dica 1 – Tenha um planejamento

Uma sugestão para organizar melhor a distribuição das aulas durante as semanas é criar um tema e/ou um foco para a aula.

O Pilates trabalha muitas habilidades e capacidades físicas, como coordenação motora, equilíbrio, resistência, força, flexibilidade e, por este motivo, conseguimos planejar a semana baseado em uma habilidade. Organizando desta forma, você consegue dividir melhor suas aulas durante a semana e até durante o mês e ainda organizar quais acessórios e aparelhos utilizar em cada semana.

Se você trabalha em equipe, é interessante organizar blocos de exercícios baseados no objetivo e na habilidade, pois assim todos irão seguir uma linha e mostrar organização sendo uma equipe alinhada.

Dica 2 – Estude

Mantenha-se atualizado através de leituras de artigos científicos.

A literatura científica traz o que tem de mais atual em relação ao Método Pilates e, quando nos baseamos na ciência, as chances de direcionar seu trabalho com mais segurança e credibilidade são maiores.

Realize Workshops e cursos nas áreas que possui maior afinidade.

A importância em se manter atualizado com profissionais de referência torna-se necessário para que você inove em suas aulas de Pilates, preservando a essência do Método.

Interessante desenvolver o raciocínio clínico e didático para a elaboração das aulas, entender o mecanismo de cada patologia e objetivos do aluno, respeitando cada individualidade.

Ter discernimento na escolha dos exercícios baseado no conhecimento e aprofundamento de algumas particularidades, por exemplo: se você recebe mais alunos/pacientes com problemas na coluna em seu estúdio, é importante você manter-se atualizado neste assunto, mesmo conhecendo e sabendo atender outros objetivos.

Dica 3 – Treine seu corpo

Antes de aplicar um determinado exercício ou elaboração de uma aula de Pilates, treine os exercícios em você!

Arranje um tempo para você, instrutor, realizar aulas de Pilates, pois somente assim você entenderá a biomecânica do exercício e quais músculos estão sendo ativados.

Quando você elaborar um treino para um determinado aluno, ficará muito mais fácil e, assim, você entenderá as dificuldades e as potencialidades de cada exercício.

Dica 4 – Use e abuse dos acessórios

Todos os acessórios contemporâneos do Método Pilates nos possibilitam uma variedade de movimentos partindo sempre do movimento clássico!

Então, se você conhece a biomecânica do The Hundred clássico, por exemplo, incrementa-lo com os acessórios (Tonning Ball, Bola Suíça, Magic Circle, Foam Roller, Faixa Elástica, Bosu…) torna o exercício com diferentes intensidades e “diferente” mesmo sendo o mesmo exercício.

Os alunos gostam e se sentem motivados! Então use os acessórios sem medo!

Dica 5 – Pilates em dupla é uma ótima pedida!

Você já se perguntou quantas variações podem ser usadas? As aulas em grupo são mais dinâmicas e isto pode ajudar na produtividade e na inovação.

Os exercícios em dupla podem ser realizados de diferentes formas e isto pode ser um ponto favorável para a saúde física e mental de muitos alunos.

Sabe aquele aluno que sempre arranja uma desculpa para faltar? Se o instrutor sempre tiver uma “surpresa” no dia, por mais simples que seja, isto irá contribuir para que este aluno frequente regularmente as aulas, interagindo melhor com a turma e estabelecendo novos círculos de amizades.

Conclusão

Apesar do mercado competitivo que vivemos hoje, é possível manter a fidelização e a motivação dos alunos através de várias estratégias para alcançar um diferencial.

Inovar nas aulas de Pilates através destas dicas são uma das inúmeras estratégias que o instrutor pode desenvolver no seu dia-a-dia, gerando clientes satisfeitos e motivados o ano inteiro.