Posted in:

Pilates e Autoestima da Mulher Moderna

A mulher moderna acumula inúmeras conquistas ao longo do tempo, assumindo uma carreira profissional e a independência financeira, dentre muitas outras.

Sem deixar de lado funções que são vistas socialmente como obrigações exclusivas da mulher, ou seja, sem deixar de cuidar do lar e dos filhos.

Essa rotina de dupla – ou tripla – jornada resulta num desgaste físico e emocional, afetando sua qualidade de vida em vários aspectos, dentre eles a autoestima.

Que tal saber como qual a relação entre Pilates e Autoestima da Mulher moderna? Continue lendo este texto!

Percalços da Vida Moderna

Ter bons hábitos é fundamental para o bom desenvolvimento das tarefas diárias, assim como na qualidade de vida e, muitas vezes, esse ritmo da vida moderna impede que tenhamos uma vida saudável.

As principais queixas são a falta de tempo para realizar uma atividade física e a boa alimentação no orçamento mensal. Mas a mudança de hábito é progressiva e depende mesmo é de pequenas atitudes.

O método Pilates tem sido um aliado importante nesse resgate da autoestima da mulher, pois corpo e mente são beneficiados, quando praticados regularmente.

É uma atividade sem contraindicações, prescrita de forma muito individual e específica, atendendo a necessidade de cada praticante.

Um momento de cuidado com si mesma, os exercícios são desafiadores e desenvolvem a autoconfiança, o bem estar e a saúde física.

As Consequências da Rotina da Mulher Moderna

Não é de hoje que a mulher desempenha inúmeros papéis. Estuda, cuida da casa, dos filhos, faz compras, tem uma longa jornada de trabalho, se dedica ao relacionamento e ainda precisa encontrar tempo para o lazer e para os cuidados pessoais. Conciliar tudo não é uma tarefa simples.

Com tantas responsabilidades, nem sempre todas as funções são cumpridas com excelência e isso pode gerar um sentimento de frustração, o que afeta diretamente na sua autoestima.

Toda essa rotina atribulada afeta diretamente em sua qualidade de vida, pelos maus hábitos alimentares, pelo sedentarismo ou à diminuição da prática de atividade física.

Resultando no aumento de peso/obesidade e consequentemente doenças cardiovasculares.

Pouco tempo para o cuidado do corpo

As poucas horas de sono ou a insônia, a  ansiedade e a depressão, também são problemas que interferem na vida da mulher.

É importante lembrar que nem sempre é possível fazer/ser tudo, é fundamental saber dividir as funções para que se tenha uma qualidade de vida melhor.

E que as horas do dia sejam administradas de forma que  se tenha tempo para dedicar exclusivamente à si, respeitando seus limites físicos e mentais.

O estresse, a depressão, ansiedade, doenças cardiovasculares e obesidade são problemas que se tornaram comuns diante ao estilo de vida adotado.

Assim como o acúmulo de funções causam um desgaste físico e mental e resultam na baixa autoestima, e que comprometem suas vidas em várias áreas.

Porém vivemos um resgate da qualidade de vida, até mesmo a mídia evidencia todos esses problemas, o que fez crescer a procura por meios que prometem promover a saúde e o bem estar.

Não há segredos, o caminho são os hábitos saudáveis.

Escolha de hábitos saudáveis

O ritmo da vida moderna, muitas vezes, impede que tenhamos uma vida saudável, dando lugar à indisposição para outras atividades fora da rotina.

Diante de todos os papéis que a mulher assume atualmente, o mais importante, é deixado de lado, que são os cuidados com si mesma.

Ter hábitos saudáveis é fundamental para que as outras tarefas sejam realizadas com sucesso e está diretamente relacionado à autoestima.

Estamos falando não só de corpo, falamos também de saúde mental, corpo e mente em equilíbrio.

Listamos algumas dicas que promovem a saúde da mulher moderna e consequentemente resgata sua autoestima:

Alimentar-se bem:

Substituir os alimentos industrializados e as comidas rápidas de fast foods, ricas em gorduras, sódio e açucares por uma alimentação balanceada já faz toda diferença.

Sabemos que esses alimentos são pontes para diversos tipos de doenças, e não estamos falando em dietas restritas.

Estamos falando em dar prioridade à alimentos mais naturais, como verduras, legumes, frutas, carnes, laticínios, entre outros. Alimentar-se bem é mais simples do que imaginamos.

Dormir bem

A falta de sono pode causar irritação, lapsos de memória, alteração do humor e a indisposição no dia seguinte.

Uma boa noite de sono é fundamental para repor as energias e estar pronto para desempenhar todas as atividades diárias com excelência.

Pratique o amor próprio

A mulher deve adotar uma rotina de cuidados com si mesma. Se colocar em primeiro lugar, ser prioridade em meio à rotina que se leva, isso inclui saúde física e emocional.

Aprenda a dizer não às ações que  te esgotam ou que geram algum dano emocional; se cobrar menos e reconhecer mais o ato de tentar do que o resultado obtido.

O amor próprio é uma prática diária, quanto mais se pratica mais natural ele se torna e mais autoconfiança ele gera.

Exercite-se

A principal justificativa do sedentarismo é a falta de tempo e a dificuldade de incluir no orçamento uma atividade física.

Não necessariamente tenha que frequentar uma academia, uma simples caminhada pelo quarteirão ou se exercitar no parque já é suficiente para sentir mais disposição e garantir uma melhor qualidade de vida.

A prática de exercícios físicos  regularmente é o ponto alto para o resgate da autoestima. 

A obesidade, a insegurança, a ansiedade, a depressão e o estresse, fatores principais que influenciam na baixa autoestima, serão contidos, além de manter o equilíbrio emocional.

Se exercitar não é só uma questão estética, é bem-estar físico e mental. É importante escolher uma atividade que seja prazerosa e se comprometer com aquela hora do dia. Pensando assim, uma ótima sugestão é o método Pilates.

Pilates e Autoestima elevada

Joseph H. Pilates, relata em sua obra “Your Healthy”, publicada em 1934, problemas já de uma vida moderna, onde as pessoas estavam tão ocupadas e preocupadas em acumular bens que acabaram não dedicando tempo suficiente para cuidar da saúde.

E só perceberam isso tarde demais, quando já não tinham o mais precioso: felicidade mental e saúde. Já se defendia o tema do “exercício físico na prevenção e reabilitação de doenças”.

Situação não muito diferente dos dias atuais, não é?  E isso devido ao desenvolvimento econômico e social.

Homens e mulheres estão em busca de melhores condições de vida e, na maioria das vezes, traz consequências que refletem na qualidade de vida.

 O estresse e a sobregarca da rotina é inevitável diante tantas funções que se assume, e as mulheres vem se destacando cada vez mais na sociedade, sendo assim, o tempo para cuidados com si mesma se reduz.

Benefícios da Atividade Física na Saúde

Atualmente há muitos estudos a respeito dos benefícios da atividade física na saúde em geral, e o método Pilates vem se destacando e seus benefícios se tornando mais conhecidos.

O Pilates é um método baseado em exercícios de concentração, força, flexibilidade, coordenação e propriocepção com um repertório de exercícios bem variado que seguem uma ordem. O Pilates e Autoestima estão diretamente relacionados.

Partindo de exercícios básicos, passando pelos intermediário até chegar aos exercícios mais avançado, respeitando o tempo, as capacidades e o condicionamento físico de cada aluno.

Independente se praticado em aparelhos ou no mat, não há contraindicações. Há aqueles que procuram o método por livre escolha, há quem busque tratar uma patologia ou reabilitar uma dor crônica, por exemplo.

Os exercícios são prescritos de forma muito especifica e individualizada, de acordo com os objetivos de cada um.

Existem princípios no Pilates que devem ser seguidos fielmente, que envolvem controle de movimento e fluidez, mente concentrada e respiração.

São esses princípios que diferenciam o método de outras atividades físicas e resultam em benefícios para corpo e mente, quando praticados regularmente.

São vários os benefícios aos praticantes, listamos alguns:

  • Ganhos de resistência muscular;
  • Aumento da mobilidade e flexibilidade;
  • Correção postural;
  • Alívio de dores musculares;
  • Controle da ansiedade e diminuição do estresse através da respiração;
  • Contribui no controle do peso;
  • Aumento da concentração;
  • Promove o relaxamento;
  • Eleva a autoestima.

Concluindo…

O Pilates tem sido um forte aliado no resgate da autoestima da mulher, pois é um método desafiador, dinâmico, com exercícios complexos e ao mesmo tempo prazerosos.

Com a prática é possível melhorar bem-estar mental, além do condicionamento físico.

As turmas reduzidas nos studios e um ambiente mais tranquilo, possibilita a quem procura essa prática uma máxima conexão com cada momento da aula, a ideia é que todos as preocupações e os problemas fiquem do lado e fora.

É  estar presente, e estar presente vai muito além de só “estar ali”, estar presente é estar conectada ao corpo e à mente.

É preciso que aquela hora, dedicada a si, seja muito bem aproveitada, já que se tem uma rotina tão atarefada e o tempo é precioso.

A autoestima não é só uma questão de aparência física, depende que um conjunto de fatores estejam alinhados, como o ambiente em que se convive, as suas condições psicológica.

Espero que tenham entendido qual a relação entre Pilates e Autoestima!

Written by Bárbara R. Celeri

Bárbara R. Celeri

Bárbara R. Celeri
Sorocaba/SP
Cref 087265-G/SP
Graduação:Licenciatura / Bacharelado em Educação Física – Metrocamp
Especialista em Método Pilates : Prescrição do Exercício Físico e Saúde – Universidade Estácio
Atuação na área: Maio 2011 - atualmente

2 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *