Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

*Este conteúdo é científico e pode ser utilizado para pesquisas*

Apesar de extremamente necessário, o isolamento provocado pela pandemia da Covid-19 mudou completamente nossa rotina, provocando um efeito negativo em nossa saúde física e mental: vivemos momentos de estresse, medo e incertezas, com a alimentação inadequada e a falta de atividade física, situações relacionadas à obesidade..

De acordo com o Ministério da Saúde, a obesidade atinge 1 a cada 5 brasileiros e comparando os números dos anos anteriores, a população obesa aumenta cada vez mais. 

A obesidade é calculada a partir do Índice de Massa Corporal (IMC) que divide o peso pela altura ao quadrado do entrevistado. Índices maiores de 30 kg/m2 são considerados como obesidade. 

O acúmulo excessivo de gordura no indivíduo não é só uma questão de estética, pode causar graves problemas de saúde, como o diabetes, hipertensão, artrites, artroses, AVE (acidente vascular encefálico), refluxo esofágico e até um fator de agravamento do Novo Coronavírus.

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"9bd08": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 9bd08 ": {" val ":" rgb (159, 64, 248) "}}," gradientes ": []}, "original": {"cores": {"9bd08": {"val": "rgb (19, 114, 211)", "hsl": {"h": 210, "s": 0,83 , "l": 0,45}}}, "gradientes": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
GARANTA AGORA

Além das doenças associadas, a obesidade diminui a expansão dos pulmões e o movimento do diafragma. Outra condição importante, vista em pessoas acima do peso, são as alterações posturais, como a hiperlordose, joelhos valgos e pés planos, o que causam dores e possíveis distúrbios. 

Então, como pode perceber, a obesidade pode ser determinante na qualidade de vida dos pacientes. Mas você notou que Método pode trazer benefícios para todos esses sintomas e patologias que estão relacionadas? Isso mesmo! O Pilates para obesidade pode auxiliar, e muito, no tratamentos dos alunos! 

Por isso, na matéria de hoje vamos conhecer porque o Pilates para obesidade é indicado, dicas de exercícios e alguns cuidados necessários para se ter nas aulas. Vamos lá?

Quais são as causas da obesidade?

Com certeza o isolamento social não pode ser visto como a única causa, mas podemos considerá-lo como um intensificador.  

A obesidade acomete crianças e adultos. Quando consumimos mais que o gasto energético, a consequência é o aumento do peso; porém existem outras causas que podem ajudar a este processo como:

  • Genética;
  • Alteração endócrina, como o hipotireoidismo;
  • Depressão;
  • Ansiedade.

Cada caso é único, não existe uma fórmula mágica, mas cuidados podem fazer a diferença, ainda mais quando o caso prejudica a saúde e a vida social da pessoa. 

Por isso é importante o estímulo para praticarem algum tipo de exercício físico, por exemplo o Método Pilates para obesidade, que possa dar prazer para poder manter a longo prazo.

O Pilates para obesidade é indicado?

A resposta é sim, sair do sedentarismo é a parte mais importante e o Pilates para obesidade tem inúmeros benefícios. 

Então vamos para alguns pontos mais relevantes para indicar o Pilates para pessoas obesas:

1. Exercício sem (ou quase sem) impacto

Os exercícios do Pilates são adaptáveis, respeitam os limites de cada um e por isso evoluem de forma gradual em seus níveis: básico, intermediário e avançado. 

As diferentes posturas podem ser realizadas em posição deitada, sentada ou de pé, sem impacto, mas com muita precisão.

2. Trabalha alterações posturais

Como vimos no começo do texto, uma das consequências da obesidade são as alterações posturais. 

A necessidade em manter uma boa postura é garantir o equilíbrio neuro musculoesquelético e a intervenção do Pilates para obesidade auxilia na melhora de forma global no fortalecimento e flexibilidade dos músculos posturais, diminuindo assim, as dores.

3. Ajuda no processo do emagrecimento

Apesar do emagrecimento não ser o foco do Método, ao colocar o corpo em movimento, o Pilates acelera o metabolismo e aumenta a massa muscular. Por consequência, define e melhora o corpo de forma global, diminuindo os riscos para comorbidades.

4. Melhora a respiração

A redução da função pulmonar nos pacientes obesos pode ser melhorada com o Pilates para obesidade, afinal, um dos principais princípios do Método é a respiração.  

Como dizia o mestre Joseph Pilates: “Antes de tudo, aprenda a respirar”!  A respiração correta ajuda a diminuir a ansiedade, aumenta a oxigenação e elimina as toxinas do nosso corpo.

5. Aumento da autoestima

Como já é de conhecimento, o Pilates é um Método que faz bem não só para o corpo, mas também para a mente.

Além de estimular a integração social, quando o aluno consegue realizar um exercício, ele aumenta sua autoconfiança e sua autoestima. 

Exercícios de Pilates para obesidade

Em primeiro lugar, um bom acompanhamento médico será necessário. Depois, é fundamental fazer uma avaliação criteriosa antes de iniciar as aulas de Pilates para obesidade, pois é a partir daí que é possível decidir as contraindicações. 

Com a variedade de exercícios, o Método Pilates consegue ser seguro para esse grupo, pois há variações de posições que são possíveis de diminuir a sobrecarga e desconfortos.

Mas vamos para alguns exemplos práticos: 

  • O decúbito dorsal é uma posição segura, porém pode ser desconfortável se algum aluno apresentar falta de ar ou refluxo esofágico;
  • Os exercícios que necessitam de apoio de joelho pode provocar um quadro álgico, talvez por alguma patologia na região;
  • Evite a exaustão, porque o corpo da pessoa obesa já está cansado e a intenção é não deixar o aluno desistir das aulas, mesmo que sejam desafiadoras.

Conclusão

O instrutor de Pilates deve ter uma sensibilidade maior para tratar esse grupo e aplicar o Pilates para obesidade

O cuidado é manter a motivação e assim conseguem descobrir a cada aula os benefícios do Pilates, garantindo a qualidade de vida, afinal o Método é muito mais que uma atividade física, é uma reabilitação.

“Seu corpo é seu maior bem, ele guarda e reflete sua alma. Cuide de seu corpo como se fosse uma pedra preciosa, e nós o lapidaremos”, já dizia Joseph Pilates.

 

 

Referências Bibliográficas 

BITENCOURT, D.S., et al. Efeitos do Método Pilates na composição corporal de indivíduos saudáveis: Uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição, Emagrecimento, São Paulo. Suplementar 2, v.11, n.68, p. 693 – 698. Jan/Dez. 2017.

JUNGES, S., et al. Efeito do método Pilates em fatores de risco para doenças cardiometabólicas: uma revisão sistemática. Sci Med. 2015; 25(1): ID 19839.

PAZETTO, J. S. Proposta de tratamento para indivíduos com sobrepeso e obesidade que apresentam dores lombares através do método Pilates. Monografia UNESCO. Dezembro 2010.