Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Praticar o Método Pilates pode deslocar o DIU?

O uso do dispositivo intrauterino (DIU) vem ganhando bastante popularidade entre as mulheres. Isso se deve a múltiplos fatores como: eficácia, duração e praticidade.

Apesar de ainda serem o método anticoncepcional mais utilizado no Brasil, as pílulas anticoncepcionais vem perdendo adeptas ao longo do tempo, principalmente por má adesão das pacientes à pílula, esquecimentos, efeitos colaterais, entre outros.

Além disso, a mulher moderna divide seu tempo entre o trabalho, cuidar dos filhos, praticar atividades físicas para manter a forma e a saúde em dia, necessitando de um método anticoncepcional mais prático em sua rotina.

Atualmente, uma atividade física muito praticada pelas mulheres é o Pilates.

Essa prática apresenta diversos exercícios, de baixa a alta intensidade, que fortalecem e alongam a musculatura de todo o corpo.

Existem alguns exercícios que agem na região perineal (região da vagina, uretra e ânus). Estes exercícios são praticados por mulheres que desejam fortalecer a região perineal, aumentar a tonicidade, diminuir perdas urinárias, entre outros.

Nas consultas com a ginecologista, muitas mulheres que desejam colocar DIU relatam que não aderem a prática de Pilates por medo!

Isso porque um ditado popular (mito) alega que praticar Pilates pode deslocar o DIU de lugar e resultar em uma gestação indesejada.

Neste artigo, separei tudo sobre o DIU para praticantes de Pilates: o que ele é, quais os tipos, como é colocado, principais dúvidas e desmistificações deste método anticoncepcional. Continue lendo!

O que é o DIU?

O DIU é a abreviação do termo dispositivo intrauterino. É um dispositivo fino de aproximadamente  3cm de comprimento que é inserido dentro do útero das mulheres para evitar a gestação.

Ele libera substâncias (hormonais ou não) que alteram o muco do útero e colo uterino, a fim de impedir o encontro do espermatozoide com o óvulo e, consequentemente, a fecundação.

A depender do tipo do DIU, pode ter duração de 5 a 10 anos. Este é outro fator que faz a popularidade do DIU aumentar cada vez mais, sua longa duração.

Quais os tipos de DIU?

Os dispositivos intrauterinos são divididos em duas classes: o DIU hormonal (DIU Mirena e DIU Kyleena) e o DIU não hormonal (DIU de cobre e DIU de prata).

O “Mini DIU” é a referência dada para DIUs de tamanho menor, indicados preferencialmente para mulheres com úteros pequenos.

É importante ressaltar que eles apresentam a mesma função e eficácia dos DIUs de tamanho original, tendo apenas seu comprimento de milímetros menor.

Como o DIU é inserido?

A inserção do DIU é simples, rápida e fácil. Este procedimento é praticamente o mesmo para todos os tipos de DIU.

Pode ser inserido em ambiente hospitalar (centro cirúrgico) ou no próprio consultório.

No centro cirúrgico, é possível realizar imediatamente após a inserção, um exame de histeroscopia, para verificar a posição correta do DIU, além de ser um procedimento sob sedação (indolor).

Já no consultório, a paciente ficará deitada em posição ginecológica habitual e, após limpeza local, são realizados procedimentos para medir o colo do útero e posteriormente inserir o DIU.

É normal sentir o fio do DIU?

Sim! O fio do DIU é uma estrutura muito fina, cortada a aproximadamente 1,5 a 2 cm do colo uterino (porção final da vagina) para a retirada do DIU, quando for necessário.

Ao se fazer um toque vaginal, na porção profunda da vagina, é possível sentir o fio do DIU.

Vale lembrar que a vagina tem em média 7 a 10 cm de comprimento, ou seja, o fio do DIU será sentido apenas ao toque vaginal profundo.

Apesar disso, o fio do DIU não provoca nenhum incômodo para a mulher em sua rotina diária, na prática de atividades físicas ou nas relações sexuais.

Se apresentar qualquer desconforto, comunique sua ginecologista para uma avaliação!

Quanto tempo após colocar o DIU posso fazer atividades físicas?

A princípio, não há contraindicação à realização de exercícios físicos após a inserção do DIU. As práticas de atividades físicas (como o Pilates) mesmo com o uso de peso ou extenuantes, não são capazes de alterar o DIU de posição.

No entanto, é comum as mulheres apresentarem cólicas nas primeiras horas após inserção do DIU, sendo recomendado repouso para maior conforto, mas não que o exercício causará algum dano.

Quanto tempo após a inserção do DIU posso ter relações sexuais?

É recomendado aguardar entre 1 e 7 dias após a inserção do DIU para ter relação sexual. Obviamente, esse período pode variar de mulher para mulher, sendo fundamental seguir a orientação da sua ginecologista.

Recomenda-se ainda o uso de preservativo até o retorno em consulta com ultrassom transvaginal de controle (geralmente 30 dias após a inserção).

A prática de Pilates pode deslocar o DIU de lugar? Mito ou Verdade?

Mito! A prática de Pilates não desloca o DIU de lugar!

A musculatura utilizada nos exercícios de pilates não pressiona o útero e não é capaz de deslocar o DIU.

Nenhuma atividade física, independente do exercício praticado – Pilates, corrida, natação, musculação –  é capaz de provocar expulsão do DIU.

O DIU pode deslocar-se espontaneamente de lugar, mesmo em pacientes que não praticam atividade física.

Apesar do risco de deslocamento e expulsão do DIU ser baixo, é fundamental o seguimento e controle de rotina com sua ginecologista.

Como saber se o DIU saiu do lugar?

Os principais sintomas que as mulheres apresentam quando o DIU se desloca são cólicas abdominais, sangramentos irregulares e desconforto vaginal.

Isso pode ocorrer tanto no deslocamento do DIU, quanto na expulsão parcial ou completa do mesmo.

A chance do DIU se deslocar ou ser expulso é muito baixa.

Por isso a importância de se realizar o controle com ultrassom transvaginal e histeroscopia diagnóstica após a inserção do mesmo.

O que fazer se deslocar o DIU de lugar?

Qualquer dúvida ou suspeita de mau posicionamento do DIU, deve ser informada imediatamente para a sua ginecologista.

Ela irá realizar o exame físico completo e ultrassom transvaginal para se certificar que o DIU esteja na posição correta.

Se o DIU estiver fora do seu local habitual, pode ser necessária uma histeroscopia para reposicionamento ou retirada e inserção de um novo DIU.

Se o DIU for expulso, é recomendada discussão conjunta entre a paciente e a ginecologista sobre uma nova inserção de DIU ou a prescrição de outro método anticoncepcional.

Conclusão

Neste artigo explicamos tudo sobre a relação de praticar Pilates e deslocar o DIU de lugar.

Primeiramente, explicamos o que é o DIU, seus tipos, como ele é inserido e como identificar se ele saiu do lugar.

Esclarecemos que não é possível que o DIU se desloque da sua posição somente com a prática de Pilates.

Isso é um mito! E este não deve restringir as mulheres usuárias de DIU a praticar Pilates ou outras atividades físicas.