Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Quando o paciente chega ao Studio de Pilates, ele vem com um objetivo: seja este o alívio de uma dor, a melhora da flexibilidade, a melhora da postura, simplesmente o reforço muscular, ou prevenção de lesões para algum esporte. Mas uma consideração que não pode mudar é a avaliação postural do aluno.

Pois independente do método de avaliação usado, ou das avaliações feitas a avaliação postural é muito importante. E por que isso?

É isso que vamos ver ao longo desse texto, como a avaliação postural é de extrema importancia para criar consciência postural e fazer seu aluno melhorar sua postura com a prática de Pilates.

Confira!

O que é postura?postura (3)

Primeiramente devemos começar para entender o que é que nós buscamos, sendo assim o que é a postura.

É nada mais do que uma composição de posições das diferentes articulações do corpo num dado momento.

A postura correta é a posição na qual um mínimo de estresse é aplicado em cada articulação. Se a postura vertical está correta, um mínimo de atividade muscular é necessário para mantê-la. Podemos definir como:

  • É a habilidade em manter a estabilidade do corpo e dos segmentos corporais em reposta a forças que perturbam o equilíbrio corporal.
  • A manutenção e controle da postura dependem da integridade do SNC, sistema visual, vestibular e músculo esquelético. O controle postural depende de informações dos receptores articulares.
  • O SNC deve estar hábil para detectar, prever a instabilidade e responder a todos os “inputs” com apropriada resposta “outputs” para manter o equilíbrio do corpo.

Qual a melhor postura?postura (1)

E sabendo o que é, fica a dúvida, qual a melhor postura para corpo do aluno? É a postura padrão, que pode ser definida como

  • O tipo de postura que envolva uma quantidade mínima de esforço e sobrecarga e que conduz à eficiência máxima no uso do corpo.
  • Refere-se a uma postura ideal em vez de uma postura média
  • O padrão é de alinhamento esquelético

A postura ideal ou ótima é aquela na qual os segmentos corporais estão alinhados verticalmente e o centro de gravidade passa através de todos os eixos das articulações.

Na imagem abaixo podemos ver mais sobre os eixos de articulação.

Avaliação-Postural---Foto-1

Principais Causas da Má Postura

Sabemos que manter a postura ideal é essencial para o bem estar do aluno, por isso é algo que sempre buscamos em aula. Mas há diversos fatores que contribuem e causam a má postura, vamos a alguns:

  • Traumatismo
  • Doença
  • Hábito (pode ter causa traumática, doença ocupacional)
  • Fraqueza muscular
  • Atitude mental
  • Hereditariedade
  • A pelve e o quadril organizam o equilíbrio geral do corpo
  • Qualquer movimento da pelve subentende-se movimentos simultâneos de lombar e quadris
  • Anterversão pélvica leva à hiperlordose. Para compensar pode ocorrer uma hipercifose e hiperlordose cervical e os quadris fazem uma leve flexão
  • A estabilidade do quadril resulta da associação de dois desequilíbrios:
  1. Anteversão e Retroversão
  2. Antepulsão e Retropulsão

Avaliação Postural - Foto 2

Um tipo de avaliação postural pode ser feito 4 vistas: anterior, posterior, lateral esquerda e lateral direita.

Lembrando que cada profissional usa a sua metodologia e que não existe a metodologia de avaliação padrão específica para usada no Método Pilates.

Trouxe apenas um exemplo de avaliação prática. Pode ser associada a uma imagem do paciente, ou ser impressa em forma de tabela e feita ao vivo com o paciente. Com ou sem um simetógrafo, fio de prumo, entre outros.

Tudo deve ser observado, o mais adequado é com o paciente e você em uma sala onde você pode conversar com ele com calma, e o paciente sentir-se confortável.

Observar tudo com cuidado e atenção. O paciente deve estar de bermuda curta caso do sexo masculino e top e bermuda curta se do sexo feminino.

Vista Lateral

Tornozelo: ângulo tibiotársico se o ângulo está: Preservado ,Aumentado D/E ou Diminuído D/E.

Joelhos: Alinhados ou Fletidos D/E ou Hiperestendidos D/E.

Quadris: Alinhados, Fletidos ou Estendidos.

Pelve:  Alinhada, Com anteversão, Com antepulsão, Com retroversão, Com retropulsão.

Tronco: Alinhado, Rotação de cintura escapular  D/E, Rotação de cintura pélvica D/E, Rotação de cintura escapular e pélvica  D/E.

Coluna lombar: Curvatura normal, Aumento da lordose, Retificação da lordose, Aumento da lordose toracolombar.

Coluna torácica: Curvatura normal, Aumento da cifose, Retificação da cifose

Cotovelos: Alinhados, Aumento da flexão (ângulo de carregamento) ou Com hiperextensão.

Ombros: Alinhados, Com protação D/E, Com retração D/E, Com rotação medial D/E ou Com rotação lateral D/E.

Coluna cervical: Curvatura normal, Aumento da lordose ou Retificação da lordose

Cabeça: Alinhada, Com prostração, Com retração D/E

Vista Anterior

Hálux: Alinhado ou Valgo D/E.

Antepé: Alinhado, Abduzido ou Aduzido.

Arco longitudinal medial: Alinhado, Plano D/E ou Cavo D/E.

Apoio do antepé: Apoio homogêneo no bordo medial e lateral, Maior apoio em bordo medial D/E ou Maior apoio em bordo lateral  D/E.

Joelhos: Alinhados, Valgo D/E (distância entre maléolos mediais em cm) ou Varo D/E (distância entre côndilos mediais em cm).

Patelas: Alinhadas, Patela mais alta D/E, Patela rodada lateralmente (rotação externa de fêmur) ou Patela rodada medialmente (rotação interna de fêmur).

Espinhas Ilíacas ântero-superiores: Alinhadas ou Desalinhadas mais alta D/E.

Altura das cristas Ilíacas: Alinhadas, Desalinhadas mais alta D/E.

Alinhamento do tronco: Alinhado, Rotação de cintura escapular  D/E, Rotação de cintura pélvica D/E, Rotação de cintura escapular e          pélvica  D/E ou Inclinação lateral D/E.

Ombros: Alinhados, Ombro mais alto D/E, Rotação medial D/E ou Rotação lateral D/E.

Clavículas: Simétricas, Clavícula mais horizontalizada D/E ou Clavícula mais verticalizada D/E.

Fossas supra claviculares: Simétricas, Assimétricas – aumentada D/E.

Cabeça: Alinhada, Inclinação lateral D/E, Rotação D/E

postura (4)

Descrever assimetrias musculares mais evidentes:

Vista Posterior

Tornozelos: Alinhados, Com varo D/E, Com valgo D/E.

Retropé: (tendão de aquiles), Alinhado ou Desalinhado.

Apoio do retropé: Apoio homogêneo nos bordos medial e lateral, Maior apoio em bordo medial D/E, Maior apoio em bordo lateral D/E.

Joelhos: Alinhados, Com valgo D/E, Com varo D/E.

Espinhas ilíacas póstero superiores: Alinhadas, Desalinhadas mais alta D/E.

Altura das cristas ilíacas: Alinhadas, Desalinhadas mais alta D/E.

Coluna lombar: Alinhadas, Convexidade D/E.

Coluna torácica: Alinhadas, Convexidade D/E.

Ângulos inferiores da escápula: Alinhados, Desalinhados mais alto D/E.

Posição das escápulas: Alinhadas, Alada(s) D/E, Abduzida(s) D/E, Aduzidas(s) D/E, Rodada(s) lateralmente D/E, Rodada(s) medialmente D/E.

Distância entre bordo medial da escápula e coluna vertebral: Simétrica  ou Assimétrica (D….cm e E….cm).

Triângulo de Tales: Simétrico ou Maior D/E.

Ombros: Alinhados ou Ombro mais alto D/E.

Coluna cervical: Alinhada ou Convexidade D/E.

Cabeça: Alinhada, Inclinação lateral D/E ou Rotação D/E.

Descrever assimetrias mais evidentes:

Solicitar flexão de tronco e observar:

  • A presença de gibosidades
  • Índice de Stibor: inicial e após flexão
  • Índice do Schober: inicial e após flexão
  • Distância do 3º dedo ao solo

Índice de Stibor: mede a mobilidade da coluna torácica e lombar.

Pcte em pé, marca-se linha entre as EIPS e C7. Fixa-se a extremidade inferior e solicita-se a flexão (em indivíduos normais aumenta em 10 cm).

Índice de Schober: mede a mobilidade do segmento lombosacro.

Pcte em pé, marca-se linha entre as EIPS outra 10 cm acima. A distância entre as duas é o índice.

Indivíduo normal quando flete a coluna com o joelhos estendidos, a marca desloca-se 5 cm.

Função Muscular em Relação à posturapostura (2)

Qualquer posição que aumente o estresse nas articulações pode causar uma postura defeituosa.

Se as articulações são rígidas ou muito flexíveis, os músculos estão fracos ou encurtados, contudo, a postura não pode ser facilmente alterada para um correto alinhamento e o resultado pode ser patológico.

A patologia pode ser resultado de efeitos cumulativos e repetitivos ou um estresse anormal por curto período.

Do ponto de vista mecânico, defeitos em alinhamento e mobilidade criam dois tipos de problema: compressão indevida sobre superfícies articulares do osso e tensão indevida sobre ossos, ligamentos ou músculos.

Dois tipos de alterações ósseas podem ocorrer: a compressão indevida leva ao desgaste da cartilagem articular e a tração indevida pode resultar em um aumento no crescimento óssea no ponto de inserção.

Sobre o plano muscular, observamos um desequilíbrio tônico. Os músculos pouco solicitados perdem  a resistência e a flexibilidade.

Já dizia Joseph Pilates em sua obra “O Retorno à vida pela Contrologia”:

Avaliação Postural - Foto 3

“A Contrologia desenvolve o corpo uniformemente, corrige a má postura, restaura a vitalidade física, revigora a mente e eleva o espírito.

Na infância, com raras exceções, aproveitamos os benefícios de um desenvolvimento físico natural e normal. No entanto, à medida que amadurecemos, nos encontramos em corpos nem sempre transigentes com nosso ego.

Nossos corpos ficam caídos, com ombros curvados, olhos fundos, músculos e vitalidade extremamente baixos, se não definhados.

Esse é o resultado natural de não termos desenvolvido uniformemente todos os músculos de nossa coluna, tronco, braços e pernas, ao estimularmos o corpo somente com movimentos do dia a dia e com atividades dentro do escritório”.

O Método é muito completo e luta de uma maneira forte contra a má postura decorrente das atividades do dia a dia as quais não podem ser evitadas.

Por isso o Método Pilates acaba sendo contemplando e trazendo muitos benefícios as necessidades do paciente/aluno e auxiliando em toda necessidade física e mental, além de melhorar talvez o mais importante que é a saúde como um todo, melhorando assim a qualidade de vida.

Concluindo…postura 2

Um exercício que é muito completo por ativar musculaturas de pernas, braços, trabalhar respiração, melhorar o alinhamento da coluna, reforça musculatura postural e trabalha alongamento. É o exercício Spine Stretch Forward, que é muito completo e muito bom principalmente para escolioses e alinhamentos posturais.

É muito importante que o aluno/paciente sempre seja avaliado antes do início de suas aulas para identificação de suas reais necessidades.

Para aplicação de qualquer técnica, é necessário que o corpo e suas limitações sejam respeitados fazendo um trabalho gradual.

E para que ele obtenha um acompanhamento adequado é necessário um profissional especializado e com formação em Pilates.

Reforçando bem as musculaturas, mantemos um corpo firme para não se deixar levar pelos vícios posturais, esses que são tão fortes e posturas inadequadas.