Junte-se a mais de 200.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Quando uma mulher decide que está preparada para ser mãe, é importante que ela perceba se o seu corpo está preparado para tal missão. E, na grande maioria das vezes, esse corpo não está preparado para suportar intensas mudanças durante um curto espaço de tempo, que são as 42 semanas de gestação, sem maiores complicações. Sendo assim, é muito importante realizar uma preparação para a gestação utilizando Pilates.

Na verdade, o ideal seria se todas as mulheres, no momento em que decidem ser mães, fossem orientadas a iniciarem uma atividade física. Eu sempre brinco com as minhas alunas que todos os médicos deveriam indicar a atividade física, juntamente com o ácido fólico e os exames pré-natais.

‏Tenho tido ultimamente muita procura de alunas que estão no puerpério e estão desesperadas em busca da recuperação do corpo que tinham antes da gestação, e nesse momento, uma das primeiras perguntas que faço antes de qualquer coisa, é se ela praticava alguma atividade física, antes ou durante a gestação.

E na maioria das vezes a resposta é negativa, e isso muitas vezes implica nessa dificuldade da volta ao corpo tão desejada. Falaremos mais sobre isso em uma próxima matéria!

O Pilates na gestação é um excelente aliado para preparar o corpo dessa mulher para essas mudanças.

Com antecedência podemos fortalecer toda a musculatura estabilizadora do tronco e melhorar a consciência corporal dessa mulher, e dessa forma, conseguiremos minimizar os efeitos negativos que podem acontecer durante essas 42 semanas. Para aprender mais sobre a preparação para a gestação utilizando Pilates, continue lendo!

Preparação para a gestação utilizando Pilates

A grande maioria das mulheres, quando pensam em engravidar, se preocupam apenas com o sexo do bebê, qual será o médico, aonde fará o enxoval, entre outras coisas.

Não significa que isso tudo não tenha importância nesse momento mágico da mulher, mas sim que, além disso, devem priorizar a saúde dela e do bebê.

Quando o corpo dessa mulher está forte o suficiente, não significa que ele não sofrerá todas as mudanças, mas sim que passará por toda essa “turbulência” de uma maneira mais saudável e tranquila.

Com a prática do Pilates antes de iniciar todas as ações hormonais, já conseguimos preparar a musculatura estabilizadora do tronco e da pelve, dar uma consciência corporal, incluindo o assoalho pélvico, e até eliminar dores comuns no dia a dia dessas mulheres, como lombalgias, dores articulares e musculares.

Poderemos também, praticando o Pilates na gestação, explorar todos os posicionamentos que, durante a gestação e com a progressão das semanas, ficarão cada vez mais limitados, e em alguns casos até contra-indicados.

Um corpo preparado terá muito menos chances de ter complicações comuns da gravidez, que limitarão a prática de atividade física.

Uma das alterações bem importantes que ocorrem com a chegada da gestação é a presença de um hormônio chamado relaxina.

Ele está presente para auxilia-la no processo de acomodação do bebê e para facilitar o parto. Porém o que ocorre em contrapartida é a instabilidade das articulações e hiper frouxidão ligamentar.

Considerando que estas alterações já estão presentes em uma grande parte das mulheres não grávidas, imaginem só o que pode acontecer com esse corpo com a influência hormonal da gestação, uma verdadeira “catástrofe”, não é mesmo?

‏O Pilates na gestação: auxílio para o corpo que irá gerar uma vida

O Pilates é um método de exercícios de fortalecimento e alongamento de membros superiores, inferiores e tronco, e mobilidade de coluna. Em que uma das suas maiores vantagens é a adaptação para todos os níveis de condição física.

E uma dúvida bem comum é: quanto tempo antes uma mulher deveria iniciar a prática?

Na verdade, a resposta é, quanto mais tempo, melhor preparado estará esse corpo. Porém se tivermos que definir, acredito que praticar o método por pelo menos duas vezes na semana, durante seis meses (claro que sendo uma aluna disciplinada e sem faltas) seria o ideal.

Um outro fator extremamente importante é a concentração, e utilização de todos os princípios durante as aulas. Além da capacitação do profissional para lidar com esse público e também a individualidade do treino.

Algo muito comum por aqui, são as aulas de grupos grandes, presentes principalmente nas academias e clubes das cidades.

Esse tipo de abordagem dificulta o foco no objetivo daquela aluna e também na visualização e correção do profissional que estará ministrando a aula.

Eu tenho uma visão de que todas as pessoas são únicas e principalmente as mulheres, portanto, cada uma terá um queixa diferente, logo, teremos objetivos diferentes, apesar de muitas vezes parecidos.

Sendo assim, eu dou preferência para aulas individuais ou no máximo duas pessoas.

Acredito que esse é um momento em que ela precisa de extrema atenção, muitos cuidados com os alinhamentos e com a prática correta dos princípios, isso será muito importante, pois a gestação interfere na concentração e consciência corporal, então quando iniciar esse processo de inúmeras alterações, essa mulher já terá treinado o seu corpo o suficiente para entender melhor os movimentos solicitados durante essas longas 40/42 semanas.

‏Na primeira aula de uma aluna que esteja se programando para ser mãe, eu tenho o hábito de explicar a importância de realizar aqueles princípios da maneira correta, o que implicará na vida dela agora e principalmente durante e após a gestação.

Ao longo das semanas vai ficar cada vez mais difícil manter essa percepção do corpo, por isso precisamos dar a ênfase à realização correta da ativação de powerhouse e respiração, principalmente, enquanto não tem um aumento importante da circunferência abdominal.

Aqui na WP Pilates & Saúde todas as futuras mamães já estão muito bem informadas quanto a isso. Elas estão se dedicando muito às aulas para que assim que receberem o tão sonhado positivo, tenham a certeza de que estão cuidando muito bem do corpo que vai receber o seu presente precioso.

Conclusão

A fase da gravidez é um marco muito importante na vida da mulher, por isso é necessário que se tomar todas medidas e precauções para que essa fase ocorra da melhor maneira. Portanto, a preparação para a gestação utilizando Pilates auxilia a mulher antes e depois deste momento tão delicado.

É importante que as futura mamães tenham a consciência da importância da pratica de qualquer que seja o exercício, inclusive o Pilates que é um grande aliado no fortalecimento dos músculos.

linha-gestante

Patrícia de Andrade Valeriano
Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates na WP Pilates & Saúde
Integrante do grupo das idealizadoras do Projeto Mamãe Saudável
Responsável pelo curso de Pilates para Gestantes na Pilates Avançado