Junte-se a mais de 200.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

De acordo com o levantamento realizado pelo Ministério da Saúde, mais da metade da população brasileira (55,7%) está acima do peso, ou seja, com o Índice de Massa Corporal maior que o valor considerado ‘normal’ pela OMS – Organização Mundial da Saúde

E quais são os impactos desse cenário? Pessoas com menos qualidade de vida e mais chances de desenvolverem patologias. Afinal, para ter uma vida com mais saúde, é essencial ter um corpo equilibrado em relação a gordura e massa magra corporal.

Mudanças de hábitos e estilo de vida, como manter uma dieta balanceada e incorporar a prática de exercícios físicos na rotina, sem dúvida alguma, são soluções bastante eficazes. 

Mas será que nossos alunos podem contar com a ajuda do Método para emagrecer? Continue lendo esta matéria e veja como trabalhar e preparar aulas de Pilates para emagrecimento

É possível utilizar o Pilates para emagrecimento?

O exercícios de Pilates são considerados anaeróbicos, portanto, não estão presentes no topo da lista das atividade físicas que mais queimam calorias, isto é, não está diretamente relacionado ao emagrecimento. 

Contudo, a modalidade promove uma grande transformação no condicionamento físico, na consciência corporal e no estilo de vida dos praticantes.

Um artigo publicado em 2011 mostra que a prática de exercícios de resistência, como o Pilates, durante um tempo aproximado de 8 semanas é capaz de diminuir em 13% a gordura do fígado. 

Mesmo que os números não espelham-se diretamente na balança, é possível sim utilizar o Pilates para emagrecimento, pois seus exercícios aceleram o metabolismo (gasto calórico) e favorecem a formação de músculos, aumentando o gasto calórico mesmo parado – assim como outras atividades quando alinhadas à uma alimentação saudável. 

Não podemos esquecer que o Método Pilates vai muito além de perda de peso, o foco dos exercícios visam o bem-estar geral dos nossos alunos!

Bem-estar e mais qualidade de vida

Como mencionei anteriormente, o Pilates tem como objetivo principal melhorar algumas capacidades físicas, sendo elas: respiração, postura, tonificação dos músculos, melhora da flexibilidade e equilíbrio.

A modalidade trabalha com exercícios globais atingindo diversos grupos musculares ao mesmo tempo. Sempre com fluidez, os movimentos são executados de forma lenta e controlada a fim de exercitar os músculos de dentro para fora do nosso corpo.

Para isso, é necessário sempre levarmos em consideração os 5 princípios

  1. Respiração pela caixa torácica – puxando o ar pelo nariz e soltando pela boca;
  2. Organização crânio vertebral – organização da coluna e do crânio obedecendo as curvaturas fisiológicas;
  3. Controle do centro e dissociação de quadril – exercitando-se partindo da casa de força;
  4. Organização da cintura escapular – alinhamento e descarga de peso dos membros superiores;
  5. Organização e alinhamento de quadril – descarregando o peso nos membros inferiores.

Como elaborar aulas de Pilates para emagrecimento?

Primeiro, vamos lembrar de alguns fatores que podem determinar o ritmo do emagrecimento:

  • Genética;
  • Hormônios;
  • Estilos vida;
  • Qualidade do sono;
  • Fator idade;
  • Psicológico e emocional. 

Uma aula de Pilates pode queimar de 250 até 600 calorias de acordo com a intensidade que  o aluno realiza os exercícios.

A forma como é conduzida o exercício também vai influenciar diretamente na balança, no consumo energético e na ingestão dos alimentos.

A queima de gordura vai acontecer de forma bem organizada e o tecido adiposo é o principal reservatório energético do organismo. Quando o corpo realiza a lipólise, aumenta a concentração de ácidos graxos livre que serão levados ao músculo para serem utilizados como fonte de energia nas atividades propostas pelo instrutor.

Para potencializar os resultados é preciso aliar a prática do Pilates a outro exercício físico que promova maior gasto calórico.

Um estudo acompanhou 15 mulheres jovens e saudáveis através de duas rotinas de MAT Pilates, uma para novatas e uma rotina para avançadas.Todas as mulheres tinham pelo menos um entendimento intermediário de Pilates e foram autorizadas a prática de rotina antes do teste. 

Os pesquisadores mediram a taxa de esforço, consumo de oxigênio, frequência cardíaca e calorias queimadas durante cada rotina. Apesar de ambas não conseguirem elevar a frequência cardíaca a nível aeróbico, a taxa de percepção de esforço indicado foi de uma rotina muito mais desafiadora do que os batimentos cardíacos poderiam sugerir. 

Mulheres na rotina para novatas experimentaram uma taxa de percepção de esforço de 14 (moderado difícil) na escala de Borg, que vai de 6 a 20. Já as mulheres que executaram a rotina avançada, relataram uma taxa de 16 (muito difícil). Ou seja, estes resultados indicam um condicionamento muscular de alto nível, que está ausente em muitas rotinas aeróbica.

Além disso, as mulheres na rotina iniciante queimaram 105 calorias em 50 minutos, e na rotina avançada queimaram 254 calorias; o que são bons indícios de que realmente é possível utilizar o Pilates para emagrecimento

Método Pilates aliado à outras modalidades

Hoje temos também a modalidade de Cross Pilates em que o gasto calórico pode chegar até 700 calorias por aula de 40 a 50 minutos.

A modalidade de Cross Pilates une os princípios do Pilates com os do Treinamento Funcional, deixando assim, a aula mais intensa e desafiadora, apresentando resultados bem visíveis já nos primeiros meses da prática.

Para atingirmos o emagrecimento de forma satisfatória os exercícios obrigatoriamente tem que envolver vários segmentos corporais. A prática é indicada pelo menos três vezes por semana para ajudar na perda de gordura, podendo desenvolver um trabalho em circuito dentro do Método Pilates.

 A escolha do profissional, sua dedicação e determinação faz toda a diferença no final.

Conclusão

Agora te pergunto: vale a pena praticar Pilates para emagrecimento? Sim, com certeza!

Além do Pilates servir como uma base para o emagrecimento, o Método é também uma forma dos seus alunos melhorarem outras áreas da vida e do corpo.

Antes de começar a praticar, é importante que o aluno consulte um médico e um nutricionista para fazer uma boa dieta, definir a taxa metabólica basal e verificar se não há nenhum problema de saúde que possa prejudicar ou impedi-lo. 

E ainda, encontrar um instrutor de Pilates que seja capacitado e que saiba atendê-lo da melhor forma e consiga ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

Por isso, se você quer se aperfeiçoar ainda mais no Método e aprender como trabalhar com o Pilates para emagrecimento, te convido a conhecer o MAT Pilates Fitness desenvolvido pela especialista internacional Nany Sevilla. Curso online destinado à profissionais do movimento que desejam inovar os exercícios no solo e utilizá-los para definição e tonificação muscular. 


























Banner Circuito TF