Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Realizar as aulas de Pilates com gestantes traz inúmeros benefícios, no entanto, é necessário que o instrutor tome alguns cuidados e também leve em consideração diversos fatores que são muito importantes para manter a saúde e a qualidade de vida da gestante durante todo o período de gravidez e também no momento do parto.

Montar um bom plano de aulas exige conhecer detalhes específicos, como as fases e o que cada uma delas implica no corpo da mulher, além de possíveis lesões e patologias que a grávida possa ter que influenciar na execução correta do movimento.

Continue lendo esta matéria e saiba mais sobre os cuidados que precisam ser tomados durante as aulas de Pilates com gestantes!

O que considerar em cada período da gravidez?

A gravidez é dividida em três períodos e cada um possui especificidades e características que devem ser consideradas durante todo o planejamento das aulas. São eles:

  • Fase 1/Primeiro trimestre: nessa fase os exercícios devem ser realizados focando nos membros superiores, inferiores e também no abdômen e no tronco. Lembre-se que é muito importante que os movimentos também mantenham um bom funcionamento do CORE não só nas aulas de Pilates, mas durante as atividades do dia a dia da aluna. Outro ponto muito importante é que a gestante deve estar consciente tanto da respiração quanto da postura a partir de exercícios leves;
  • Fase 2/Segundo trimestre: no segundo trimestre não há mais grandes transformações físicas ou dores no corpo da gestante. É importante diminuir os exercícios realizados em decúbito dorsal devido ao crescimento da barriga. O foco nessa fase deve ser o alinhamento postural, o equilíbrio e a estabilização pélvica, especialmente porque o centro de gravidade sofre alteração de posição;
  • Fase 3/Terceiro trimestre: com o crescimento da barriga e o aumento de seu peso, as dores na coluna passam a ser mais frequentes, assim como a dificuldade para andar. Por isso, o foco deverá ser a manutenção da postura e também exercícios que ativem o Power House para aliviar dores na região lombar. Já na reta final do período gestacional, é preciso que o trabalho seja focado no relaxamento perineal para facilitar o parto.

Cuidados necessários para as aulas de Pilates com gestantes

Antes de tudo é fundamental se lembrar das alterações fisiológicas e biomecânicas que ocorrem no corpo durante a gestação e realizar uma avaliação individual detalhada da aluna, que possibilitará identificar necessidades, limites e riscos na execução dos exercícios.

Durante as aulas de Pilates com gestantes o instrutor deve ficar atento em alguns detalhes:

  • Fortalecimento de músculos abdominais;
  • Fortalecimento do assoalho pélvico;
  • Consciência da postura corporal;
  • Consciência da respiração;
  • Ativação do Power House.

Para saber quais os exercícios mais recomendados e mais adequados, considere o estado da gestante naquele dia. Por isso, é muito importante manter um bom diálogo com a aluna em todos os momentos.

Conclusão

Durante as aulas de Pilates com gestantes é muito importante manter a atenção em cada detalhe, principalmente para reforçar os benefícios do Método para as alunas grávidas.

Lembre-se de considerar cada fase e cada especificidade delas, conhecer bem quais são os exercícios mais adequados e os contra indicados. Além disso, você deve ensinar corretamente a execução desses movimentos, garantindo a segurança da aluna.