Junte-se a mais de 200.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Quem pode dar aula de Pilates? Uma pergunta que vem sendo feita aos montes ultimamente, e mais que isso: tem gerado uma grande discussão por parte dos profissionais da fisioterapia, educação física e dança.

Neste artigo iremos expor em detalhes como os órgãos de classe se posicionam a respeito do tema e os pontos mais relevantes para pensarmos a respeito disso.

Nós sabemos que exercícios malfeitos podem trazer danos à saúde e, portanto, existe algo em comum que pensamos a respeito de quem pode dar aula de Pilates: este profissional precisa estar preparado.

Todos nós sabemos que pode ser muito perigoso dar orientações para atividades físicas sem ser um instrutor de Pilates devidamente capacitado ou sem ter a supervisão técnica de um.

Pensando nisso, organizamos esse artigo para que você saiba quais os requisitos profissionais necessários para dar aula de Pilates. Por aqui, você pode tirar todas as suas dúvidas, inclusive se você pode ou não exercer tal prática.

Você sabe o que é necessário para ser um instrutor de Pilates?

Instrutor de Pilates

O primeiro ponto a levarmos em consideração é que o termo “Instrutor de Pilates” oficialmente não deveria ser utilizado pelos profissionais, devido ao termo não ser aceito pelos órgãos de classe.

Entretanto, já se tornou tão comum que praticamente ninguém mais contesta esta terminologia incorreta.

No Brasil, os profissionais habilitados para dar aula de Pilates são aqueles formados — ou em formação — em Educação Física ou em Fisioterapia.

Talvez você já esteja perguntando a respeito do dançarino, bailarino e terapeuta ocupacional e já adiantando, mais abaixo iremos falar a respeito disso.

Já adiantamos que no nosso entendimento esta limitação do Método Pilates para somente dois profissionais não é muito justa e os motivos iremos explicar no decorrer do texto.

Essa determinação de somente fisioterapeutas e profissionais de educação física utilizarem o Método é válida tanto para o Studio Pilates quanto para o Mat Pilates também chamado de Pilates Solo — realizado apenas no chão em um colchonete, em que os movimentos são feitos sem equipamentos, embora sejam utilizados acessórios como o magic circle, por exemplo, entre outros.

Por ser um Método que abrange parte das duas áreas (fisioterapia e educação física), as atribuições de ambos os profissionais são muito parecidas.

A promoção da saúde, o condicionamento físico, o melhor desempenho corporal e a reabilitação fazem parte do dia a dia destes profissionais, sempre em prol da saúde do paciente. É óbvio que a reabilitação deve ser exclusiva do fisioterapeuta e o condicionamento físico e performance deve ser do profissional de educação física.

Leis sobre quem pode dar aula de Pilates

As Resoluções que decretaram que estão aptos para serem instrutores de Pilates são: para o profissional de educação física, a Resolução nº 201/2010 do Conselho Federal de Educação Física (Confef).

Para os fisioterapeutas, a Resolução n° 386/2011 do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito).

Bailarino pode dar aula de Pilates?

Na nossa opinião, SIM. Segundo CREF e CREFITO, não.

Talvez você não concorde conosco, mas nos permita pelo menos explicar o motivo da nossa opinião:

  1. Joseph Pilates não era fisioterapeuta ou profissional de educação física. Ele era um autodidata que estudou de tudo um pouco.
  2. Clara Pilates, sua esposa, era enfermeira e trabalhou por cerca de 10 anos com o Método Pilates após a sua morte.
  3. Esta lei que limita somente para fisioterapeuta e profissionais de educação física existe apenas no Brasil.
  4. Os Elders (discípulos de Joseph que levaram o Método Pilates para o mundo) eram bailarinos.

Vejamos:

  • Romana Kryzanowska foi bailarina e estudou no George Balanchine’s School of American Ballet.
  • Carola Trier foi dançarina, acrobata e contorcionista.
  • Ron Fletcher foi bailarino da Marta Graham Company.
  • Lolita San Miguel foi a Primeira bailarina do balé Concierto de Porto Rico
  • Bruce King foi bailarino membro da Merce Cunningham Company, Alwyn Nikolais Company, e da sua própria cia Bruce King Dance Company.
  • Kathy Grant foi bailarina e assistente de coreografia da Dance Theatre of Harlem.
  • Evy Gentry foi dançarina moderna que ajudou a fundar o The Dance Notation Bureau em Nova York.
  • Mary Bowen é analista Jungiana.
  • Bob Seed foi jogador de hóckey.
  • Robert Fitzgerald foi bailarino.
  • Jay Grimes é bailarino do Ballet and Broadway.

Não parece, no mínimo, incoerente, “nós” proibirmos os dançarinos de utilizarem um método que eles universalizaram e usaram por 50 anos?

Não é estranho nós querermos que somente os fisioterapeutas e profissionais de educação física sejam os “donos” de um método na qual nós nem tivemos participação nenhuma na sua criação?

Porque no mundo inteiro o bailarino pode dar aula de Pilates e somente no Brasil não?

Podemos observar que os bailarinos e outros profissionais participaram da criação e levaram o Método Pilates a todo mundo, inclusive no Brasil.

É necessário realizar algum curso de capacitação?

Sim, é fundamental ter cursado ou estar frequentando o curso de Formação em Pilates antes de começar a ser um instrutor de Pilates.

Assim, quem estiver fazendo o curso também pode dar aulas, mas precisa de supervisão técnica de profissional formado na mesma área. O mesmo curso capacita educadores físicos e fisioterapeutas e aborda assuntos das ambas as áreas.

No entanto, se você pretende atuar com grupos específicos, existem outras opções de curso de “Pilates Avançado”, “Pilates em Suspensão”, “Pilates para Gestantes” por exemplo, sendo necessário antes fazer o curso de Pilates Completo e só depois realizar os módulos mais específicos.

Certificação

Existem instituições no Brasil que oferecem a certificação em instrutor de Pilates para fisioterapeutas e profissionais da educação física.

São mais de 100 Escolas no Brasil que oferecem um diploma, portanto, isso pode gerar muita confusão na hora de o novo instrutor escolher o que cursar.

Se você quer saber mais especificamente sobre Como Escolher um Curso de Pilates temos um artigo feito somente para isso. Clique aqui para ler este artigo.

Espaço Vida Pilates – a maior escola de Pilates do Brasil

Espaço Vida Pilates — membro corporativo da Pilates Method Alliance — oferece cursos de formação completa em Pilates. Já são mais de 20 mil profissionais formados no Brasil, em 80 cidades diferentes.

Os estudantes podem ministrar aulas de Pilates antes de se formar?

Sim. Os estudantes de Educação Física e de Fisioterapia podem começar a cursar o Método Pilates enquanto ainda fazem a graduação.

Tanto eles, quanto os já graduados que fazem curso de Pilates, podem sim dar aulas, desde que haja um profissional formado em sua área exercendo a supervisão técnica.

Aconselhamos também que quem pretende se tornar um instrutor de Pilates, tente frequentar as aulas para que possa adquirir todo o conhecimento prático necessário e possa repassá-lo para os seus alunos.

Sentir no próprio corpo o efeito que cada movimento, cada aparelho e cada acessório proporciona é um diferencial para quando você for passar as técnicas adiante.

Além disso, o conhecimento prévio das posições, o seu nome e os seus efeitos podem fazer toda diferença na obtenção da certificação para se tornar um instrutor.

E são muitas as vantagens para os estudantes que começam a ministrar aulas enquanto estudam. Confira!

Benefícios para os estudantes

  • Concluir a faculdade com a vantagem de já ter outra formação complementar;
  • Aprender um recurso a mais para aplicar no estágio curricular;
  • Ampliar os campos de aprendizado.
  • Trocar experiências com profissionais já formados.

Por que escolher Pilates?

O Pilates pode ser utilizado tanto para o desempenho quanto para a reabilitação. Do aluno sedentário ou em condição de dor até ao atleta de alto rendimento. São mais de 1.000 exercícios do nível básico ao super avançado.

Os atendimentos ou aulas, geralmente acontecem com turmas de 2 a 4 alunos com 1 hora de duração.

As mensalidades dos alunos variam entre R$200 a R$ 600 por mês para o aluno praticar Pilates 2x na semana.

Claro, isso depende muito do local e do que você vai oferecer ao cliente. Existem Studios de Pilates nas capitais que chegam a cobrar R$1.200, mas claro que isso é mais raro.

Um Studio de Pilates tem em média 55 alunos. Existem espaços maiores com 120, 150 e até mesmo 250 alunos, mas são situações excepcionais.

A maior parte dos studios fica mesmo na média de 50 a 60 alunos por mês.

Os alunos fecham contratos de 3 meses a 1 ano.

Benefícios do Método Pilates

E, por falar em benefícios do Pilates, podemos citar alguns:

  • Melhor condicionamento físico
  • Maior desempenho para quem pratica qualquer esporte ou para quem possui problemas de postura
  • Fibromialgia
  • Reabilitação em lesões ortopédica (joelhos, coluna, osteoartrite de quadril etc)
  • Melhora da qualidade de vida

Além disso, esta prática pode ser usada na reabilitação de pessoas que sofreram patologias mais graves.

Conclusão

É importante frisar que quaisquer aulas de atividades físicas, incluindo o Pilates, devem ser ministradas por profissionais capacitados, para que os alunos não sofram com lesões perfeitamente evitáveis.

O método beneficia todos, tanto o instrutor como o aluno, é uma atividade que transforma a mente e o corpo e, além disso, pode ser um excelente negócio para quem se forma ou está estudando nas áreas de educação física e fisioterapia.

Agora que você já sabe quem está apto a dar aulas de Pilates.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que responderemos.